Salinidade e descarga de água doce determinam a distribuição de rotíferos no estuário do Rio Mossoró (região semiárida do Brasil)

O presente estudo objetivou avaliar diferenças na distribuição de rotíferos em três zonas estuarinas em um estuário inverso localizado na região semiárida do Brasil. As zonas foram escolhidas com base em suas proximidades com o oceano e a margem do rio de forma a representar um gradiente de salinidade horizontal. A forte entrada de água doce durante o período chuvoso foi o maior determinante da composição de rotíferos. Do outro lado, devido aos maiores valores de salinidade durante o período seco, valores muito baixos de riqueza de espécies e abundância foram observados em todas as zonas. Dessa forma, o estudo demonstra as restrições da salinidade e a influência positiva da sazonalidade e da proximidade com o rio sobre as espécies de rotíferos em um ambiente estuarino do semiárido.

rotífera; zooplâncton; salinidade; estuário inverso tropical; semiárido do Brasil


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br