A sanguessuga marinha Stibarodella loricata (Harding, 1924) (Hirudinea, Piscicolidae), parasita do cação-anjo Squatina spp. e do tubarão-mangona Cacharias taurus Rafinesque, 1810 (Chondrichthyes: Squatinidae, Carchariidae) em águas do sul do Brasil

É assinalada a presença da sanguessuga marinha Stibarobdella loricata (Harding, 1924) (Hirudinea, Piscicolidae) na costa sul do Brasil, com base em sete lotes contendo 47 espécimes, entre 71 e 182 mm de comprimento total, coletados na região dorsal de cações-anjo, Squatina argentina (Marini, 1930), S. guggenheim Marini, 1936, Squatina punctata Marini, 1936 (Chondrichthyes, Squatinidae) e sobre a cabeça de um tubarão-mangona, Carcharias taurus (Rafinesque, 1810) (Chondrichthyes, Carchariidae). Estes são os primeiros registros de S. loricata no Atlântico ocidental e da associação parasitária com S. argentina, S. guggenheim, S. punctata e C. taurus.

Stibarobdella loricata; Squatina spp.; Carcharias taurus; Hirudinea; Chondrichthyes; ectoparasitismo


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br