Reprodução da Pirapitinga do Sul (Brycon opalinus Cuvier, 1819) no Parque Estadual da Serra do Mar-Núcleo Santa Virgínia, São Paulo, Brasil

O objetivo do estudo foi caracterizar sazonalmente e localmente a reprodução da Pirapitinga do Sul (Brycon opalinus). A área de estudo abrangeu três rios (Paraibuna, Ipiranga e Grande) no PESM-Núcleo Santa Virgínia. A época reprodutiva ocorreu na primavera, verão e outono. O L50 e o L100 desta espécie foi de 16 a 18 cm e 26 a 28 cm, respectivamente. A desova foi do tipo total com desenvolvimento sincrônico em dois grupos, e o tamanho dos ovócitos maduros foi de 1.346,4 µm atingindo o máximo em 2.570,4 µm, com a fecundidade média de 9.190,5 ovócitos. Esta espécie adequou-se à definição de peixes com fecundação externa, não-migradores e sem cuidado parental com a prole. A preservação da Pirapitinga do Sul depende em grande parte da qualidade da água, da preservação das matas ribeirinhas e do acesso às áreas de reprodução.

Brycon opalinus; reprodução; fecundidade; Brasil


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br