Ictiofauna, recursos pesqueiros e a atividade da pesca no médio Rio Tocantins no Estado do Maranhão, Brasil

JC. Garavello JP. Garavello AK. Oliveira Sobre os autores

Este artigo versa sobre a ictiofauna e avalia o estado da atividade pesqueira nos municípios de Estreito e Carolina no médio rio Tocantins, na divisa dos estados do Maranhão e Tocantins. O artigo reúne estudos taxonômicos e apresenta dados da ictiofauna relatando sobre a atividade de pescadores nos meses de março e julho de 2001. Estes dados são complementados por uma discussão sobre dados pesqueiros obtidos junto à Colônia de Pesca Z-35 de Estreito em 1999 e 2000. O estudo da ictiofauna e dos recursos pesqueiros levantados permitiram um exame sobre as reduções e supressões de espécies comerciais ocorridas no elenco da ictiofauna do médio rio Tocantins. O estudo ainda conclui que esta redução qualitativa na ictiofauna desta área pode ser primeiramente atribuída ao fechamento da barragem da hidrelétrica de Tucurui há cerca de vinte anos e secundariamente à formação dos reservatórios das hidrelétricas, Lageado, Peixe Angical e Serra da Mesa, que transformaram a calha do Tocantins em uma cascata de reservatórios causando modificações na ictiofauna. Os dados permitem ainda a revisão da atividade pesqueira e uma análise dos problemas futuros que os pescadores da Colônia Z-35 de Estreito poderão enfrentar.

neotropical; peixes de água doce; pescadores; Tocantins; Maranhão; Brasil


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br