Macrófitas aquáticas como sítio de alimentação para pequenos peixes no reservatório de Rosana, rio Paranapanema, Sudeste do Brasil

Neste trabalho foram estudados os hábitos alimentares dos peixes associados a bancos de macrófitas aquáticas no reservatório de Rosana, Sudeste do Brasil. Vinte espécies de peixes foram coletadas em quatro viagens, regularmente distribuídas em períodos de seca e chuva. Seis horas de observações subaquáticas pelo método animal focal foram realizadas. Nove espécies apresentaram abundâncias relativas maiores do que 1% e tiveram seus hábitos alimentares investigados. Hemigrammus marginatus, Roeboides paranensis, Hyphessobrycon eques, Astyanax altiparanae, Serrasalmus spilopleura e Bryconamericus stramineus foram predominantemente invertívoros, com predominância de insetos aquáticos (imaturos de Diptera, Ephemeroptera e Trichoptera). Os predominantemente algívoros foram Apareiodon affinis, Serrapinnus notomelas e Satanoperca pappaterra, com elevada ocorrência de algas cianofíceas filamentosas, diatomáceas, clorofíceas e periderme. A diferenciada exploração de microhabitats, em combinação com a dieta propriamente dita, sugere partilha dos recursos alimentares e ausência de competição por alimento entre as espécies mais representativas na comunidade de peixes estudada, ressaltando a importância de abordagens naturalísticas em estudos sobre ecologia de peixes.

macrófitas aquáticas; peixes; alimentação; reservatório de Rosana; rio Paranapanema


Instituto Internacional de Ecologia R. Bento Carlos, 750, 13560-660 São Carlos SP - Brasil, Tel. e Fax: (55 16) 3362-5400 - São Carlos - SP - Brazil
E-mail: bjb@bjb.com.br