Genetic control of characters associated with bean golden mosaic geminivirus resistance in Phaseolus vulgaris L.

Luis Alberto Pessoni Maria José de O. Zimmermann Josias Corrêa de Faria

O mosaico dourado é a principal doença virótica da cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) na América Latina. A genética da resistência ao vírus do mosaico dourado do feijoeiro (BGMV), isolado do Brasil, foi conduzida em um dialelo 4 x 4 sem os recíprocos, entre os parentais DOR 303, EMGOPA 201 Ouro, Carnaval e Redlands Greenleaf C. Plântulas com oito dias de idade, dos pais, híbridos F1, retrocruzamentos e geração F2, foram inoculadas através da exposição a uma população virulífera de moscas brancas (Bemisia tabaci Genn.) por 24 h, antes do transplantio para condição de campo. O grupo completo de dois parentais, F1, F2 e respectivos retrocruzamentos foi considerado uma família. Foram coletados e analisados os dados de amarelecimento foliar, nanismo e de deformação de vagens, usando o delineamento experimental de blocos ao acaso com três repetições. Análise ponderada de médias de gerações foi executada para cada uma das seis famílias. Foram detectados efeitos gênicos aditivos significantes controlando todos os caracteres avaliados. Por outro lado, na maioria dos casos, houve predominância da ação gênica não aditiva. A resistência ao amarelecimento foliar, conferida por genes de DOR 303, foi altamente herdável e se expressou igualmente bem nos diferentes 'backgrounds' genéticos avaliados. Ela pode ser oligogênica. Estimativas das herdabilidades no sentido amplo e restrito foram relativamente altas para as três características. O maior coeficiente de correlação foi obtido entre nanismo e deformação de vagens. As três características estudadas foram todas positivamente correlacionadas, indicando que podem ser selecionadas simultaneamente.


Sociedade Brasileira de Genética Rua Capitão Adelmio Norberto da Silva, 736, 14025-670 Ribeirão Preto SP - Brazil, Tel. / Fax: +55 16 621.8540, 620.1251, 620.1253 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: sede@sgb.org.br