O potencial de uma cepa brasileira de Aspergillus fumigatus para produzir metabólitos secundários antimicrobianos

Niege Araçari Jacometti Cardoso Furtado Maria José Vieira Fonseca Jairo Kenupp Bastos Sobre os autores

Em estudos desenvolvidos para encontrar produtos naturais biologicamente ativos provenientes de fungos, uma cepa de Aspergillus fumigatus foi avaliada para a produção de atividade antimicrobiana. Quatro parâmetros, consistindo de meio de cultura, pH, temperatura e tempo de fermentação, foram investigados. Os extratos obtidos das culturas do fungo apresentaram perfis cromatográficos diferentes e produziram, ao menos, uma zona de inibição quando avaliados por bioautografia. Zonas de inibição sobrepostas na faixa de Rf 0.09 a 0.65, contra Kocuria rhizophila, foram detectadas na bioautografia do extrato clorofórmico obtido da cultura desenvolvida no meio de Jackson, pH inicial 6,0 e incubação a 40ºC por 144 horas. Entretanto, os extratos obtidos por desenvolver a cultura do fungo no meio de Vogel forneceram o menor número de compostos ativos. Os perfis cromatográficos obtidos dos extratos das culturas do fungo por cromatografia líquida de alta eficiência com detector de arranjo de diodos foram distintos, permitindo inferir que a produção de metabólitos secundários por Aspergillus fumigatus pode ser afetada pela modificação dos parâmetros investigados. Deve ser ressaltado que uma notável diferença nos perfis cromatográficos obtidos por CLAE foi observada por utilizar diferentes meios de cultura.

atividade antimicrobiana; Aspergillus fumigatus; bioautografia; condições de fermentação


Sociedade Brasileira de Microbiologia USP - ICB III - Dep. de Microbiologia, Sociedade Brasileira de Microbiologia, Av. Prof. Lineu Prestes, 2415, Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo, SP - Brasil, Ramal USP 7979, Tel. / Fax: (55 11) 3813-9647 ou 3037-7095 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjm@sbmicrobiologia.org.br