Avaliação de diferentes protocolos de extração de DNA para detecção de Brucella abortus a partir de abortos ou de bezerros nascidos de vacas experimentalmente infectadas com estirpe 2308

M. Matrone L.B. Keid V.C.M. Rocha M.P. Vejarano C.Y. Ikuta C.A.R. Rodriguez F. Ferreira R.A. Dias J.S Ferreira Neto Sobre os autores

O objetivo do presente estudo foi aperfeiçoar a detecção de Brucella abortus pela PCR em homogeneizados de órgãos de fetos abortados por vacas infectadas, importante mecanismo para descobrir focos da doença na fase de erradicação. Assim, foram comparados diferentes protocolos de extração de DNA, visando à detecção de B. abortus pela PCR em amostras clínicas colhidas de abortos ou de bezerros oriundos de vacas desafiadas com a estirpe 2308 de B. abortus. Para tanto, foram construídos dois grupos padrão ouro com base na bacteriologia clássica, constituídos por: 32 pulmões (17 positivos), 26 baços (11 positivos), 23 fígados (8 positivos) e 22 linfonodos bronquiais (7 positivos). Todas essas amostras foram submetidas a três protocolos de extração de DNA, seguidos do mesmo processo de amplificação com os primers B4 e B5. Nos resultados acumulados por órgão, a proporção de positivos nos pulmões foi maior que a encontrada nos fígados (p=0,04) e nos linfonodos bronquiais (p=0,004), e igual a verificada nos baços (p=0,18). Nos resultados acumulados por método de extração de DNA, a proporção de positivos para o protocolo de Boom foi maior que a verificada para o PK (p<0,0001) e GT (p=0,0004). Não houve diferença entre os protocolos PK e GT (p=0,5). Algumas amostras positivas ao isolamento foram negativas à PCR e vice-versa. Assim, a melhor estratégia para se pesquisar B. abortus em tecidos de fetos abortados ou de bezerros nascidos de vacas infectadas é a utilização, em paralelo, do isolamento e da PCR, com extração do DNA pelo método do Boom.

brucelose; bovinos; aborto; PCR; extração DNA


Sociedade Brasileira de Microbiologia USP - ICB III - Dep. de Microbiologia, Sociedade Brasileira de Microbiologia, Av. Prof. Lineu Prestes, 2415, Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo, SP - Brasil, Ramal USP 7979, Tel. / Fax: (55 11) 3813-9647 ou 3037-7095 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjm@sbmicrobiologia.org.br