Aspectos ecológicos da resistência antimicrobiana de bactérias de importância em infecção humana

Frederico de Meirelles-Pereira Angela de Meirelles Santos Pereira Márcio Cataldo Gomes da Silva Verônica Dias Gonçalves Paulo Roberto Brum Almeida Ribeiro de Castro Alexandre Adler Pereira Francisco de Assis Esteves José Augusto Adler Pereira Sobre os autores

Tendo em vista a íntima relação entre os seres humanos e as lagoas costeiras (usadas para recreação, turismo, fornecimento de água, etc.), o lançamento de efluentes domésticos e hospitalares podem contribuir para o estabelecimento de rotas de disseminação de microorganismos patogênicos, incluindo aqueles carreadores de genes de resistência a antimicrobianos. O objetivo da presente investigação foi o de relacionar a presença de bactérias resistentes a antimicrobianos com características ambientais de três lagoas costeiras, comparando os resultados com os obtidos em esgoto hospitalar. Das lagoas estudadas, duas (Geribá e Imboassica) recebem efluentes domésticos e outra (Cabiúnas), se encontra em estado natural. Utilizando cultura contendo 32 µg/ml de Cefalotina, isolamos coliformes fecais (E. coli), coliformes não-fecais (Klebsiella, Enterobacter, Serratia e Citrobacter), bacilos gram-negativos não fermentadores de glicose e Aeromonas sp. Nas culturas de esgoto hospitalar foram isoladas cepas contendo marcadores de resistência para a maioria dos 11 antibióticos testados. No outro extremo, foram isoladas apenas cepas apresentando resistências a antibióticos freqüentemente observadas em situações não-seletivas (considerados aqui como marcadores "comuns") nas lagoas Cabiúnas e Imboassica. A capacidade de diluição do corpo aquático e a salinidade mostraram-se relacionados com a ocorrência de cepas multirresistentes, enquanto a intensidade de contaminação fecal recente não se mostrou associada ao número e tipos de marcadores detectados.

resistência bacteriana; eutrofização; microbiologia sanitária; microbiologia ambiental


Sociedade Brasileira de Microbiologia USP - ICB III - Dep. de Microbiologia, Sociedade Brasileira de Microbiologia, Av. Prof. Lineu Prestes, 2415, Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo, SP - Brasil, Ramal USP 7979, Tel. / Fax: (55 11) 3813-9647 ou 3037-7095 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjm@sbmicrobiologia.org.br