Avaliação dos riscos sanitários de ratos (Rattus norvegicus) e gambás (Didelphis albiventris) em diferentes granjas avícolas na Argentina

A prevalência de Trichinella spiralis, Leptospira spp. e Salmonella spp. foi estudada em ratos e gambás que habitam granjas avícolas da região de Exaltación de la Cruz, Buenos Aires, Argentina, com o objetivo de determinar o potencial risco sanitário para pessoas que ficam em contato com esses animais. O estudo foi realizado entre a primavera de 1999 e o inverno de 2001 em 48 granjas avícolas. O estudo em gambás iniciou-se no inverno de 2000. Foram capturados 152 Rattus norvegicus, 3 Rattus rattus, 16 Didelphis albiventris e 1 Lutreolina crassicaudata. Registrou-se a presença de ratos e de gambás em 70% e 27% das granjas estudadas, respectivamente. A percentagem de granjas com ratos foi independente da presença ou da ausência de suínos. Não foi detectada a presença de Leptospira spp. e de Trichinella spiralis em nenhum animal avaliado. Foi detectada, porém, a presença de Salmonella Enteritidis em um Rattus norvegicus e em um Didelphis albiventris. Nas condições em que esse estudo foi realizado, os nossos resultados indicam que ratos e gambás que habitam granjas avícolas não constituem um fator de risco na transmissão de Trichinella e de Leptospira. A detecção de Salmonella Enteritidis tanto em ratos quanto em gambás, porém, sugere a necessidade de aplicar medidas profiláticas em granjas avícolas para maior controle desse agente.

zoonose; Salmonella; granjas avícolas; ratos; gambás


Sociedade Brasileira de Microbiologia USP - ICB III - Dep. de Microbiologia, Sociedade Brasileira de Microbiologia, Av. Prof. Lineu Prestes, 2415, Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo, SP - Brasil, Ramal USP 7979, Tel. / Fax: (55 11) 3813-9647 ou 3037-7095 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjm@sbmicrobiologia.org.br