Produção de glicosiltransferase por Erwinia sp. utilizando planejamento experimental e metodologia de superfície de resposta

Haroldo Yukio Kawaguti Eiric Manrich Luciana Francisco Fleuri Hélia Harumi Sato Sobre os autores

A glicosiltransferase obtida pela linhagem Erwinia sp. é uma enzima intracelular que catalisa a conversão de sacarose em isomaltulose. A isomaltulose é um dissacarídeo redutor, não cariogênico e comercialmente utilizado em alimentos como substituto da sacarose. A metodologia de superfície de resposta e planejamento fatorial composto central-2³ foram utilizados para otimizar o meio de cultivo para a produção de glicosiltransferase de Erwinia sp. em frascos sob agitação a 200 rpm e 30ºC. As três variáveis independentes envolvidas no estudo foram o melaço de cana de açúcar, a água de maceração de milho e o extrato de levedura Prodex Lac SD. As análises estatísticas dos resultados mostraram que, dentro da faixa estudada das concentrações dos componentes de meio de cultivo, todas as variáveis apresentaram efeito significativo na produção de glicosiltransferase. O meio de cultivo otimizado foi composto de 100 gL-1 de melaço de cana de açúcar, 60 gL-1 de água de maceração de milho e 8 gL-1 de extrato de levedura Prodex Lac SD, apresentando atividade de glicosiltransferase de 6.65 U mL-1.

glicosiltransferase; isomaltulose; otimização; superfície de resposta


Sociedade Brasileira de Microbiologia USP - ICB III - Dep. de Microbiologia, Sociedade Brasileira de Microbiologia, Av. Prof. Lineu Prestes, 2415, Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo, SP - Brasil, Ramal USP 7979, Tel. / Fax: (55 11) 3813-9647 ou 3037-7095 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjm@sbmicrobiologia.org.br