Susceptibilidade a antimicrobianos de cepas de Moraxella bovis recuperadas em surtos de Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina ocorridos na Argentina, Brasil e Uruguai entre 1974 e 2001

A susceptibilidade a antimicrobianos de trinta cepas de Moraxella bovis recuperadas entre 1974 e 2001 em surtos de Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina (CIB) ocorridos na Argentina, Brasil e Uruguai foi determinada pelos métodos de Kirby-Bauer e Concentração Inibitória Mínima. Nossos resultados indicam que a maioria das cepas é susceptível aos antibióticos utilizados no tratamento da CIB e que a susceptibilidade antimicrobiana da M. bovis variou conforme a região geográfica e período de recuperação.

Moraxella bovis; antibióticos; MIC; Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina; CIB


Sociedade Brasileira de Microbiologia USP - ICB III - Dep. de Microbiologia, Sociedade Brasileira de Microbiologia, Av. Prof. Lineu Prestes, 2415, Cidade Universitária, 05508-900 São Paulo, SP - Brasil, Ramal USP 7979, Tel. / Fax: (55 11) 3813-9647 ou 3037-7095 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjm@sbmicrobiologia.org.br