Accessibility / Report Error

Impacto da adenotonsilectomia na emissão vocal em crianças

Spyros Cardoso Dimatos Luciano Rodrigues Neves Jéssica Monique Beltrame Renata Rangel Azevedo Shirley Shizue Nagata Pignatari Sobre os autores

RESUMO

INTRODUÇÃO:

Adenotonsilectomia é o procedimento cirúrgico mais realizado pelos otorrinolaringologistas em pacientes pediátricos, e entre as dúvidas mais frequentes a respeito do pós-operatório, inclui-se a possibilidade de modificações no padrão vocal dessas crianças.

OBJETIVO:

Avaliar o impacto da adenotonsilectomia no padrão de emissão vocal de crianças com hipertrofia de tonsilas palatinas e faríngea.

MÉTODO:

Trata-se de estudo prospectivo, em que foram realizadas a avaliação perceptiva-auditiva e a análise acústica da voz de 26 crianças com hipertrofia adenotonsilar em três oportunidades: no pré-operatório e no 1° e 3° meses após o procedimento cirúrgico. Os parâmetros acústicos frequência fundamental, jitter, shimmer e proporção harmônico-ruído foram avaliados por meio do programa Praat.

RESULTADOS:

Houve uma alteração estatisticamente significante entre o shimmer e a proporção harmônico-ruído da emissão da vogal/u/entre o período pré-operatório e o 1° mês do pós-operatório. Não houve diferenças significantes dos parâmetros acústicos entre a análise pré-operatória e aquela realizada no 3° mês do pós-operatório.

CONCLUSÃO:

Crianças com hipertrofia adenotonsilar submetidas à adenotonsilectomia cursam com alterações transitórias dos parâmetros acústicos, evoluindo com a normalização dos mesmos no 3° mês do pós-operatório.

Palavras chave:
Voz; Tonsilectomia; Adenoidectomia; Tonsila faríngea; Tonsila palatina

Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial. Sede da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial, Av. Indianópolia, 1287, 04063-002 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (0xx11) 5053-7500, Fax: (0xx11) 5053-7512 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista@aborlccf.org.br