Accessibility / Report Error

Coenzyme Q10 and its effects in the treatment of neurodegenerative diseases

De acordo com estudos clínicos e pré-clínicos, o estresse oxidativo e suas conseqüências podem ser a causa, ou, no mínimo, o fator que contribui para grande número de doenças degenerativas. Estas doenças incluem problemas comuns e debilitantes, caracterizados por perda progressiva e irreversível de neurônios em regiões específicas do cérebro. As doenças degenerativas mais comuns são doença de Parkinson, de Hutington, de Alzheimer e esclerose amiotrófica lateral. A Coenzima Q10 (CoQ10) tem sido intensamente estudada desde sua descoberta, em 1957. É um componente da cadeia de transporte eletrônico e participa da respiração aeróbica celular, gerando energia na forma de trifosfato de adenosina (ATP). A propriedade da CoQ10 de atuar como antioxidante ou pró-oxidante sugere papel importante na modulação do estado redox celular sob condições fisiológicas e patológicas, desempenhando, também, papel no processo de envelhecimento. Em vários modelos animais de doenças neurodegenerativas, a CoQ10 mostrou efeitos benéficos na redução do curso da doença. Entretanto, há necessidade de estudos adicionais para avaliar o efeito e a eficácia da CoQ10 antes de expor os pacientes a riscos de saúde desnecessários e de alto custo.

Coenzima Q10; Antioxidante; Estresse oxidativo; Doenças neurodegenerativas


Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas Av. Prof. Lineu Prestes, n. 580, 05508-000 S. Paulo/SP Brasil, Tel.: (55 11) 3091-3824 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjps@usp.br