Anti-diabetic effects of Campomanesia xanthocarpa (Berg) leaf decoction

Anapaula Sommer Vinagre Ângela Della'Santa Rubio Origuella Rönnau Sabrina Francisco Pereira Lídia Uliano da Silveira Elenir de Fátima Wiilland Edna Sayuri Suyenaga Sobre os autores

O objetivo deste trabalho foi identificar os efeitos do tratamento com o decocto das folhas de Campomanesia xanthocarpa Berg. (20 g/L), durante 3 semanas, sobre parâmetros fisiológicos, bioquímicos e histológicos de ratos normais e diabéticos induzidos por estreptozotocina. O diabete melito foi induzido uma semana antes de iniciar o tratamento experimental, pela administração IP de estreptozotocina (STZ, 70 mg/kg em tampão citrato, pH 4.5). Os ratos tratados com STZ apresentaram sintomas típicos de diabete: polifagia, polidipsia, hiperglicemia, hipertrigliceridemia e alterações histopatológicas no pâncreas, fígado e rim. O tratamento dos ratos diabéticos com o decocto diminuiu os níveis de glicose sanguínea, inibiu a degradação do glicogênio hepático e preveniu possíveis alterações histopatológicas no pâncreas e no rim. Nos ratos controles tratados com o decocto não foram verificadas diferenças significativas em relação aos controles tratados com água. Em conclusão, os resultados sugerem que o tratamento com o decocto das folhas de C. xanthocarpa leaf decoction (20 g/L) possa ser útil para o manejo do diabete melito, porém estudos farmacológicos e toxicológicos ainda são necessários.

Campomanesia xanthocarpa; Diabete Melito; Planta hipoglicemiante; Carboidratos; Lipídeos


Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas Av. Prof. Lineu Prestes, n. 580, 05508-000 S. Paulo/SP Brasil, Tel.: (55 11) 3091-3824 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjps@usp.br