Accessibility / Report Error

Inseminação artificial em cabras com sêmen congelado: resultados preliminares

Artificial insemination in goats with frozen semen: preliminary results

Resumos

Com o objetivo de avaliar o sêmen de caprinos congelado em diluidor à base de TRIS contendo baixa quantidade de gema de ovo, foi feita a análise da motilidade retilínea e progressiva logo após o congelamento e após 4 anos de estocagem em nitrogênio líquido, resultando respectivamente em 38,2 ± 7,47% e 31,43 ± 13,55%. Foi feita a sincronização do cio de 16 cabras com esponjas intravaginais impregnadas com progesterona e aplicações de PMSG no nono dia. No 11º dia as esponjas foram retiradas e após 46 horas foi feita a inseminação artificial com palhetas estocadas por 4 anos. Houve 31,2% de não-retorno ao cio. O diluidor à base de TRIS contendo baixa quantidade de gema de ovo se mostrou eficiente quanto à preservação dos espermatozóides quando avaliados in vitro através da motilidade retilínea e progressiva e in vivo através da inseminação artificial.

Sêmen; Congelamento; Caprinos; Inseminação artificial


Aiming to evaluate frozen goat semen in TRIS diluent with low egg yolk addition, progressive motility was evaluated soon after freezing and again 4 years later, resulting in 38.2 ± 7.4% and 31.4 ± 13.5%, respectively. Sixteen goats were oestrus synchronized through progesterone impregnated intravaginal sponges followed by PMSG injection on day 9. Vaginal sponges were withdrawn on day 11, with goats being artificially inseminated 46 hours later with semen frozen in straws and stocked during 4 years in liquid nitrogen. The nonreturn rate attained 31.2%. TRIS diluent with low egg yolk addition was considered as efficient in relation to frozen sperm evaluated both in vitro through progressive motility as in vivo through artificial insemination.

Semen; Freezing; Goat; Artificial insemination


NOTA PRÉVIA

Inseminação artificial em cabras com sêmen congelado: resultados preliminares

Artificial insemination in goats with frozen semen: preliminary results

Silvia FERRARI1 1 Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP - SP 2 Instituto de Zootecnia, Itapetininga - SP ; Frederico LEINZ2 1 Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP - SP 2 Instituto de Zootecnia, Itapetininga - SP ; Valquíria Hyppolito BARNABE1 1 Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP - SP 2 Instituto de Zootecnia, Itapetininga - SP

Correspondência para:

Valquíria Hyppolito Barnabe

Departamento de Reprodução Animal

Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP

Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira

Av. Orlando Marques de Paiva, 87

05508-000 – São Paulo – SP

e-mail: vhbarnab@usp.br

RESUMO

Com o objetivo de avaliar o sêmen de caprinos congelado em diluidor à base de TRIS contendo baixa quantidade de gema de ovo, foi feita a análise da motilidade retilínea e progressiva logo após o congelamento e após 4 anos de estocagem em nitrogênio líquido, resultando respectivamente em 38,2 ± 7,47% e 31,43 ± 13,55%. Foi feita a sincronização do cio de 16 cabras com esponjas intravaginais impregnadas com progesterona e aplicações de PMSG no nono dia. No 11º dia as esponjas foram retiradas e após 46 horas foi feita a inseminação artificial com palhetas estocadas por 4 anos. Houve 31,2% de não-retorno ao cio. O diluidor à base de TRIS contendo baixa quantidade de gema de ovo se mostrou eficiente quanto à preservação dos espermatozóides quando avaliados in vitro através da motilidade retilínea e progressiva e in vivo através da inseminação artificial.

UNITERMOS: Sêmen; Congelamento; Caprinos; Inseminação artificial.

Com a publicação do trabalho de Roy8, referente ao papel da glândula bulbo uretral na secreção de enzimas que em contato com a gema de ovo do diluidor produziria substâncias tóxicas ao espermatozóide de caprinos, levantou-se uma questão que vem sendo estudada até os dias de hoje.

Iritani; Nishikawa4, comprovaram a presença da enzima lecitinase A como integrante da secreção da glândula bulbo uretral que participaria neste processo, e Aamdal et al.1 discutiram a formação da lisolecitina como resultado da hidrólise da lecitina da gema de ovo pela lecitinase A, causando a morte dos espermatozóides.

O espermatozóide da espécie caprina é muito suscetível ao choque térmico e, portanto, adequados níveis de gema de ovo são necessários para o sucesso da estocagem do sêmen9.

No sentido de aumentar a viabilidade do sêmen caprino congelado em diluidor contendo gema de ovo em sua composicão, Ritar; Salamon7 afirmaram que a concentração de 1,5% de gema de ovo no diluidor à base de TRIS confere proteção espermática e não produz efeitos tóxicos ao espermatozóide.

O objetivo deste trabalho foi avaliar o sêmen de caprinos congelado em diluidor à base de TRIS-gema de ovo através da análise da motilidade retilínea e progressiva espermática após 4 anos de estocagem em nitrogênio líquido e da inseminação artificial de cabras com cio sincronizado.

Foram efetuadas 50 colheitas de sêmen de um bode da raça Saanen pertencente à criação de caprinos do Campus de Pirassununga, durante os meses de fevereiro a junho de 1992 usando vagina artificial.

Foi usado diluidor à base de TRIS descrito por Evans; Maxwell2 a fim de congelar o sêmen. As palhetas foram avaliadas quanto à motilidade retilínea e progressiva espermática após o congelamento e as amostras espermáticas cuja motilidade retilínea e progressiva não alcançou 30% foram descartadas. As demais amostras foram descongeladas e avaliadas 4 anos depois quanto à motilidade retilínea e progressiva dos espermatozóides.

Em março de 1996, 16 cabras adultas das raças Anglonubiana e Saanen provenientes do Instituto de Zootecnia de Itapetininga-SP foram submetidas à sincronização do cio através de colocação de esponjas intravaginais impregnadas com progesterona, que foram mantidas por 11 dias. No nono dia foi feita a aplicacão de 40 mg de prostaglandina e 250 UI de PMSG. As esponjas intravaginais e o PMSG foram adquiridos da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Pelotas, RS. Após 46 horas da retirada da esponja, foi feita a inseminação artificial, usando as palhetas estocadas por 4 anos.

Foi usada a análise de variância ANOVA para a comparação entre a motilidade retilínea e progressiva dos espermatozóides logo após e 4 anos após o congelamento. Após o congelamento, foi encontrada a média da motilidade retilínea e progressiva de 38,2 ± 7,47%. Após 4 anos de estocagem em nitrogênio líquido, a análise da motilidade retilínea e progressiva dos espermatozóides mostrou a média de 31,43 ± 13,55%, não havendo diferença estatisticamente significativa entre as médias. Todas as cabras submetidas ao tratamento de sincronização do cio responderam ao tratamento, apresentando cio após a retirada da esponja. Das 16 inseminações, 6 foram intracervicais profundas, 2 intracervicais superficiais e 8 intra-uterinas. Onze cabras retornaram ao cio, o que representa 31,2% de não-retorno ao cio. Nasceram 4 machos e 2 fêmeas das 5 cabras que pariram, resultando em 120% de prolificidade.

Pintado et al.6 analisaram a motilidade retilínea e progressiva das amostras seminais congeladas em diluidor à base de TRIS após 1 ano de congelamento, não encontrando diferenças estatisticamente significativas em relação à perda da motilidade ao longo do tempo de estocagem. No experimento em questão também não foi encontrada diferença estatisticamente significativa nos resultados de motilidade retilínea e progressiva logo após e 4 anos após a estocagem das palhetas em nitrogênio líquido, confirmando a eficácia em relação à preservação do sêmen com diluidor à base de TRIS com baixa porcentagem de gema de ovo em sua composição.

Machado; Simplício5 encontraram taxa de prenhez de 46% quando inseminaram com sêmen congelado cabras submetidas a tratamento de sincronização do cio. Esse resultado é superior ao encontrado por nós, talvez devido ao fato de Simplício10 afirmar que o local de deposição do sêmen tem relevante importância na taxa de fertilidade, sendo que os piores resultados são obtidos quando a inseminação artificial é feita na vagina e os melhores alcançados quando ela é conduzida intra-uterinamente.

Vários fatores devem ser discutidos em relação aos resultados das inseminações artificiais por nós efetuadas. O primeiro se refere ao tratamento hormonal utilizado, que se mostrou relativamente eficiente quanto à sincronização do cio. As 16 cabras tratadas apresentaram cio, porém com algum intervalo de horas entre eles, pois ao realizarmos as inseminações verificamos ótima abertura de cérvix em 8 animais, possibilitando inseminações intra-uterinas, porém nas demais cabras não havia boa abertura da cérvix, dificultando a inseminação. O tratamento hormonal provocou baixa taxa de prolificidade de 120% se comparada à taxa de 180% relatada por Gonzales; Stagnaro3.

A taxa de não-retorno ao cio (31,2%) não pode ser considerada definitiva, já que o local de deposição do sêmen foi variado e o número de cabras inseminadas foi pequeno, porém é indicativo da possibilidade do uso do diluidor à base de TRIS no congelamento do sêmen de caprinos sem a retirada do plasma seminal e sua utilização na inseminação artificial após 4 anos de armazenamento. Podemos concluir que o diluidor à base de TRIS contendo baixa quantidade de gema de ovo se mostrou eficiente quanto à preservação dos espermatozóides de caprinos por 4 anos de estocagem em nitrogênio líquido, quando avaliado in vitro, através da análise da motilidade retilínea e progressiva dos espermatozóides, e in vivo através da inseminação artificial com sêmen congelado.

SUMMARY

Aiming to evaluate frozen goat semen in TRIS diluent with low egg yolk addition, progressive motility was evaluated soon after freezing and again 4 years later, resulting in 38.2 ± 7.4% and 31.4 ± 13.5%, respectively. Sixteen goats were oestrus synchronized through progesterone impregnated intravaginal sponges followed by PMSG injection on day 9. Vaginal sponges were withdrawn on day 11, with goats being artificially inseminated 46 hours later with semen frozen in straws and stocked during 4 years in liquid nitrogen. The nonreturn rate attained 31.2%. TRIS diluent with low egg yolk addition was considered as efficient in relation to frozen sperm evaluated both in vitro through progressive motility as in vivo through artificial insemination.

UNITERMS: Semen; Freezing; Goat; Artificial insemination.

Recebido para publicação: 23/05/1997

Aprovado para publicação: 29/12/1997

  • 1
    - AAMDAL, J.; LYNGSET, O.; FOSSUM, K. Toxic effect of lysolecithin on sperm, a preliminary report. Nordisk Veterinaermedicin, v.17, p.633-4. Nov. 1965.
  • 2
    - EVANS, G.; MAXWELL, W.M.C. Salamon’s artificial insemination of sheep and goats North Ryde : Butterworths Pty, 1987.
  • 3
    - GONZALES STAGNARO, C. Control hormonal del ciclo estral en cabras criollas. II. Inseminación artificial y reproducción programada. Veterinaria y Zootecnia, v.26, n.72, p.25-55, 1974.
  • 4
    - IRITANI, A.; NISHIKAWA, Y. Studies on egg yolk coagulating enzyme in goat semen. VI. On the chemical properties of the ejaculated semen and the secretion of accessory organs in the goat. Japanese Journal of Animal Reproduction, v.10, p.44-51, 1961.
  • 5
    - MACHADO, R.; SIMPLÍCIO, A.A. Tecnologia da conservação de sêmen caprino e inseminação artificial Sobral, CE.: EMBRAPA-CNPC, 1988. (Relatório Técnico de Projeto de Pesquisa)
  • 6
    - PINTADO, B.; PEREZ, B.; GIL, L. Efecto del método decongelación sobre la calidad in vitro del semen de macho cabrío Verato. Avances en Alimentación y Mejora Animal, v.31, n.6, p.269-72, 1991.
  • 7
    - RITAR, A.J.; SALAMON, S. Effect of seminal plasma and its removal and of egg yolk in the diluent on the survival of fresh and frozen-thawed spermatozoa of the Angora goat. Australian Journal of Biological Science, v.35, p.305-12, 1982.
  • 8
    - ROY, A. Egg yolk coagulating enzyme in the semen and cowper’s gland of the goat. Nature, v.179, p.318-9, 1957.
  • 9
    - SAHANY, K.L.; ROY, A. A note on seasonal variations in the occurrence of abnormal spermatozoa in different breeds of sheep and goat under tropical conditions. Indian Journal of Animal Science, v.42, n.7, p.501-4, 1972.
  • 10
    - SIMPLÍCIO, A.A. Inseminação artificial na espécie caprina. Informe Agropecuário, v.13, n.148, p.30-5, 1987.
  • 1
    Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP - SP
    2 Instituto de Zootecnia, Itapetininga - SP
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      14 Ago 2000
    • Data do Fascículo
      1998

    Histórico

    • Aceito
      29 Dez 1997
    • Recebido
      23 Maio 1997
    Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva, 87, Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira, 05508-270 São Paulo SP Brazil, Tel.: +55 11 3091-7636, Fax: +55 11 3031-3074 / 3091-7672 / 3091-7678 - São Paulo - SP - Brazil
    E-mail: brazvet@edu.usp.br