Reprodução do morcego-pescador Noctilio leporinus (Chiroptera: Noctilionidae) em uma área de manguezal no Sul do Brasil

Marcelo Oscar Bordignon Adriana de Oliveira França Sobre os autores

Entre janeiro e dezembro de 1999 foi estudado o padrão reprodutivo do morcego-pescador (Noctilio leporinus) no sul do Brasil. Foram registradas mensalmente as características morfológicas de seus órgãos reprodutivos, através da análise histológica de testículos e ovários. Estes dados foram correlacionados com o tamanho do antebraço e a massa corporal, bem como as características reprodutivas externas. O diâmetro dos túbulos seminíferos dos machos aumentou proporcionalmente à massa dos testículos e à massa corporal, e machos maiores também apresentaram maior massa de testículos. Machos sexualmente maduros foram registrados ao longo de todo o ano. A histologia dos ovários revelou que as fêmeas ovulam entre julho e dezembro. Fêmeas em lactação foram registradas em quase todos os meses do ano. Este estudo revelou que Noctilio leporinus tem um padrão reprodutivo poliestral bimodal, com um maior recrutamento de jovens entre janeiro e maio.

sistemas aquáticos; Neotrópico; ciclo reprodutivo; túbulos seminíferos; massa do testículo


Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Departamento de Biologia Vegetal - Instituto de Biologia, UNICAMP CP 6109, 13083-970 - Campinas/SP, Tel.: (+55 19) 3521-6166, Fax: (+55 19) 3521-6168 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@biotaneotropica.org.br