Distribuição espacial e temporal de macroalgas de riachos em uma bacia tropical

Aurélio Fajar Tonetto Cleto Kaveski Peres Rafael Taminato Hirata Ciro Cesar Zanini Branco Sobre os autores

A distribuição espacial e temporal das macroalgas lóticas em riachos do sudeste do Brasil foram avaliadas por um ano. As flutuações na composição de espécies de macroalgas e fatores ambientais foram monitorados mensalmente. A região apresenta um clima tropical, com estações chuvosas e secas definidas. Dezenove espécies foram encontradas, com predomínio de Chlorophyta (52,7% das espécies), seguido por Cianobactérias (26,3%), Ochrophyta e Rhodophyta (10,5% cada). Scytonema arcangeli teve o maior número de registros (63,6%), enquanto Mougeotia capucina ocorreu em todos os pontos de amostragem. A estrutura da comunidade teve baixa similaridade (20-26%) e os fatores ambientais mostraram uma fraca contribuição para o padrão de distribuição observado. Apesar disso, a disponibilidade de luz no leito do riacho parece ser de grande influência sobre a dinâmica sazonal de macroalgas. Nós sugerimos que as comunidades de macroalgas são predominantemente compostas por espécies raras, e isso poderia explicar a falta de um padrão claro de variação espacial e temporal desses organismos.

distribuição de espécies; variação espacial; dinâmica temporal; macroalgas de riacho; raridade


Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Departamento de Biologia Vegetal - Instituto de Biologia, UNICAMP CP 6109, 13083-970 - Campinas/SP, Tel.: (+55 19) 3521-6166, Fax: (+55 19) 3521-6168 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@biotaneotropica.org.br