Aquatic oligochaetes associated with bryophytes in an Atlantic Forest stream

Luciana Falci Theza Rodrigues Lucas Deziderio Santana Roberto da Gama Alves Sobre os autores

Existem poucos registros na literatura sobre a colonização de macroinvertebrados bentônicos em briófitas. O presente estudo teve como objetivo analisar a fauna de oligoquetas em briófitas aderidas a pedras em um córrego de primeira ordem. As coletas foram realizadas em um fragmento de Mata Atlântica durante os períodos seco e chuvoso. Foram identificados 15 taxa de um total de 422 espécimes de oligoquetas, sendo os mais abundantes Pristina sp.1, Enchytraeidae e Pristina jenkinae. Ao contrário de outros habitats, onde a abundância de macroinvertebrados tende a ser maior no período de estiagem, diferenças significativas na abundância, riqueza, composição e diversidade não foram observadas em relação aos dois períodos. Os resultados do presente estudo indicam que as briófitas são possíveis áreas de refúgio para os oligoquetas em período de maior corrente.

ambientes lóticos; áreas preservadas; musgos; hepáticas; Naididae


Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Departamento de Biologia Vegetal - Instituto de Biologia, UNICAMP CP 6109, 13083-970 - Campinas/SP, Tel.: (+55 19) 3521-6166, Fax: (+55 19) 3521-6168 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@biotaneotropica.org.br