Raphidophyceae de água doce do Estado do Rio de Janeiro, Sudeste do Brasil

Mariângela Menezes Carlos Eduardo de Mattos Bicudo Sobre os autores

Este trabalho apresenta o inventário florístico de Raphidophyceae (Heterokontophyta) encontradas em três corpos d'água doce no Município do Rio de Janeiro. Cento e dezessete amostras foram coletadas bimensalmente entre setembro de 1988 a agosto de 1988, das quais oito com representantes de rafidófitas distribuídas em duas espécies de Gonyostomum, uma de Merotrichia e duas de Vacuolaria. Quatro espécies constituem novos registros de ocorrência para o Estado do Rio de Janeiro (G. semen, G. depressum, M. bacillata, V. virescens var. virescens) e uma é citada pela primeira vez para o Brasil (V. viridis). Gonyostomum semen e V. virescens var. virescens foram os táxons com maior distribuição na área de estudo totalizando 50 e 25% do total das amostras, respectivamente. Exceto M. bacillata e V. viridis, as demais espécies ocorreram principalmente em lago natural oligotrófico com águas ácidas reforçando a preferência do grupo a baixos valores de pH. Este estudo suporta a necessidade de realizar inventários taxonômicos mais extensivos sobre rafidófitas a partir de amostras de campo e de cultura com base em microscopia ótica e eletrônica para confirmar a identidade taxonômica das espécies já registradas e ampliar o conhecimento do grupo no Brasil. A floração de G. semen registrada neste trabalho aliada a sua gradual dominância em ambientes aquáticos no Estado do Rio de Janeiro parece suportar a recente expansão dessa espécie em novas áreas e pode ser visto como um potencial risco a saúde do meio ambiente.

Gonyostomum; Vacuolaria; Merotrichia; flora; taxonomia; Rio de Janeiro; Brasil


Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Departamento de Biologia Vegetal - Instituto de Biologia, UNICAMP CP 6109, 13083-970 - Campinas/SP, Tel.: (+55 19) 3521-6166, Fax: (+55 19) 3521-6168 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@biotaneotropica.org.br