Accessibility / Report Error

Composição e diversidade de anuros na Restinga do município de Conde, litoral norte do estado da Bahia, nordeste do Brasil

Resumo

O município de Conde situa-se no litoral norte do estado da Bahia (LN), nordeste do Brasil, e está inserido no domínio Tropical Atlântico. A fauna de anuros da porção setentrional do LN ainda é pouco conhecida se comparada à porção sul. A Restinga é um dos ambientes predominantes das planícies costeiras do LN, sendo caracterizada essencialmente por apresentar solo arenoso e vegetação herbácea e arbustiva. O objetivo deste estudo foi determinar a composição e a diversidade de espécies de anuros da Restinga do município de Conde. A amostragem foi realizada por procura ativa noturna, durante quatro períodos de cinco dias consecutivos cada, dois na estação 'mais chuvosa' e dois em estação 'menos chuvosa', utilizando-se 14 unidades amostrais (UAs) e cinco pontos amostrais extras (PEs). Calculamos a dominância e a diversidade de espécies utilizando os índices de Berger-Parker e de Shannon-Wiener-H'. Utilizamos curvas de acumulação de espécies e o estimador Jackknife 1 para estimar a riqueza de espécies de anuros, considerando-se somente os dados obtidos nas UAs. Registramos 713 espécimes de anuros distribuídos em 33 espécies, 13 gêneros e cinco famílias (Bufonidae, Craugastoridae, Hylidae, Leptodactylidae e Microhylidae). As famílias Hylidae e Leptodactylidae apresentaram as maiores riquezas de espécies. Considerando-se somente UAs (estimador Jackknife 1 entre parêntesis) foram registradas 28 espécies na área de estudo (33,9 ± 2,3), 13 nas zonas de moitas (20,8 ± 2,9) e 25 nas zonas úmidas (28,9 ± 1,9). A abundância e a diversidade de espécies para as zonas úmidas (n = 638 espécimes; H' = 2,4) foram superiores às registradas para as zonas de moitas (n = 52 espécimes; H' = 1,9). As zonas de moitas e úmidas exibiram espécies dominantes distintas, sendo Pristimantis paulodutrai a espécie dominante para as zonas de moitas e Scinax fuscomarginatus para as zonas úmidas. A Restinga do município de Conde desponta como aquela de maior riqueza de espécies de anuros já registrada considerando-se somente zonas de moitas e zonas úmidas. Além disso, sua composição de espécies de anuros representou 55% do total de espécies de anuros conhecidas para o LN e incluiu táxons comuns a três diferentes domínios morfoclimáticos (Tropical Atlântico, Cerrado e Caatinga).

Palavras-chave
inventário; riqueza de espécies; zonas úmidas; zonas de moitas; planícies costeiras

Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Departamento de Biologia Vegetal - Instituto de Biologia, UNICAMP CP 6109, 13083-970 - Campinas/SP, Tel.: (+55 19) 3521-6166, Fax: (+55 19) 3521-6168 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: contato@biotaneotropica.org.br