O PROFMAT e a Formação do Professor de Matemática: uma análise curricular a partir de uma perspectiva processual e descentralizadora

The PROFMAT Program and Mathematics Teacher Education: a curricular analysis from a procedural and decentralizing perspective

Marlova Estela Caldatto Regina Maria Pavanello Dario Fiorentini Sobre os autores

Resumo

Analisamos neste artigo o currículo do PROFMAT a partir da perspectiva processual e descentralizadora de Sacristán (1998SACRISTÁN, J. G. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Porto Alegre: ArtMed, 1998.; 2013SACRISTÁN, J. G. O que significa o currículo. In: ______ (Org.). Saberes e incertezas sobre o currículo. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 16-38.) e adotando como referências pesquisas cujo objeto de estudo são os conhecimentos do professor que ensina Matemática. Com tal finalidade, analisamos: o projeto acadêmico desse curso; livros-texto da “Coleção PROFMAT” utilizados nas disciplinas; dados oriundos da observação de aulas, o cronograma nacional de disciplinas; questionários respondidos por acadêmicos; avaliações presenciais. A partir dessas análises concluímos que não existe uma vinculação estreita entre os elementos que compõem o currículo do PROFMAT, uma vez que os objetivos a que ele se propõe não se concretizam no material didático utilizado nas disciplinas, no processo de modelação do currículo pelos docentes em seu desenvolvimento em sala de aula e, tampouco, nos currículos “realizado” e “avaliado”, especialmente porque as fases do currículo do PROFMAT não se vinculam diretamente à prática do professor de Matemática da Educação Básica.

Palavras-chave:
Currículo; Formação de Professores de Matemática; Mestrado Profissional; PROFMAT

UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa, Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Avenida 24-A, 1515, Caixa Postal 178, 13506-900 Rio Claro - SP Brasil, Tel. (55 19) 3526-9381 - Rio Claro - SP - Brazil
E-mail: bolema.contato@gmail.com