Accessibility / Report Error

Adubação do algodoeiro: I - Influência dos adubos, quando aplicados em contato com as sementes, sobre a germinação

Fertilizer experiments with cotton: I - Influence of fertilizer placement on the germination of seeds

Resumos

Os autores do presente artigo relatam os resultados de um ensaio realizado cm 1936-37, na Estação Experimental Central, para estudar a influência de alguns adubos sobre a germinação das sementes do algodoeiro. Para isso foram estabelecidas comparações entre canteiros sem adubo e canteiros adubados com 0-50-0, 0-50-50 e 10-50-50 kg/ha de N-P2O5-K2O e, ainda, com outros que receberam o dôbro dessas doses. N e K2O foram empregados respectivamente nas formas de salitre do Chile e cloreto de potássio: P2O5, em cada uma das três formas: farinha de ossos, Renania-fosfato e superfosfato. Comparou-se, também, a aplicação desses adubos nas covas e nos sulcos de plantio. Os 38 tratamentos do ensaio tiveram três repetições. Cada canteiro, de 25 m², constou de uma fileira de 20,90 m, espaçada de 1,20 m das vizinhas. Nas fileiras, 53 covas propriamente ditas foram plantadas a cêrea de 0,40 m uma das outras, cada cova recebendo seis sementes; no plantio em sulcos, de 0,40 em 0,40 m foram depositadas seis sementes. As correspondentes doses de adubo foram aplicadas em cada cova ou distribuídas continuamente nos sulcos, e, após ligeira mistura com a terra, semeou-se no solo adubado. Durante 36 dias a partir do plantio foram feitas contagens diárias das covas em que nasceram plantas. Dos dados assim obtidos concluiu-se que, aplicados isoladamente, nos sulcos ou nas covas, o superfosfato e a farinha de ossos não prejudicaram o "stand". Entretanto, as aplicações isoladas de Renania-fosfato, assim como as adubações em que ao fósforo, sob qualquer forma, se adicionou cloreto de potássio, e sobretudo as que, além dêsses adubos, também tiveram salitre, reduziram fortemente o "stand" quando aplicadas nas covas; empregadas nos sulcos, prejudicaram muito menos. Além de reduzir o "stand", o salitre e o cloreto de potássio retardaram a emergência das plantas. Em regra, os danos cresceram com a concentração de adubos em tôrno das sementes, que foi muito maior nas covas. O período imediato ao plantio foi bastante chuvoso, concorrendo de um modo geral para diminuir os prejuízos. Com tempo sêco ou pouco chuvoso após o plantio, como acontece com freqüência, por certo a aplicação nos sulcos também teria sddo altamente prejudicial. Daí a conclusão de que certos adubos não devem ser aplicados pela maneira usual, como nos ensaios, e que, para avaliar o efeito dêsses adubos sôbre a produção do algodoeiro, se devem usar métodos outros que não os da aplicação nas covas ou nos sulcos de plantio.


This paper reports the results obtained in a test conducted in 1936-37 at the Central Experiment Station, Campinas, to study the influence of some fertilizers on the germination of cotton seeds. "No fertilizer" plots were compared with plots fertilized with 0-50-0, 0-50-50 and 10-50-50 kilograms of N-P2O5-K2O per hectare. N and K2O were used respectively as Chilean nitrate and potassium chloride; P2O5, as superphosphate, Renaniaphosphate or bone meal. All these fertilizers were also used at double rates, and both single and double rates were applied either in the seed furrows or in the hills. The 38 treatments of the experiment were replicated three times. The plots consisted of rows 20.9 meter long, the spacing between them being 1.20 meters. Each row contained 53 hills about 0.40 meters apart and each hill received six seeds. The corresponding quantities of fertilizer were applied either continuosly in the furrows or only in the hills. In both cases the fertilizers were slightly mixed with the soil, the seeds being immediately planted on the fertilized soil. The emerged plants were counted daily during 36 days since the planting date. Superphosphate and bone meal did not affect the stands when applied as sole fertilizers either in the furrows or in the hills. However, Rhenaniaphosphate used as sole fertilizer, as well as the mixtures of potassium chloride with any of the phosphates and principally the mixtures containing in addition Chilean nitrate reduced severely the stands of the plots in which they were applied in the hills; where the application was made continuously in the furrows they reduced much less the stands. Besides reducing the stand potassium chloride and Chilean nitrate retarded the emergence of the plants. As a rule the damage increased as the local concentration of fertilizers grew stronger. It rained fairly well during the period immediately after planting, what contributed to diminish the damage in a general manner. If the weather had been dry, even for a short period, as it happens often, and certainly the application in the furrows would have been also highly injurious. Hence the conclusion that, for evaluating the effect of fertilizers on the cotton yield, methods others than mixing them with the soil in contact with the seeds, be it in the hills or in the furrows, must be used.


Adubação do algodoeiro. I - Influência dos adubos, quando aplicados em contato com as sementes, sobre a germinação

Fertilizer experiments with cotton. I - Influence of fertilizer placement on the germination of seeds

O. S. NevesI; E. S. FreireII, (* (* ) Contratado mediante subvenção do Sindicato' da Indústria de Adubos e Colas no Estado do São Paulo ao Fundo de Pesquisas. )

IEngenheiro-agrônomo, Seção de Algodão

IIEngenheiro-agrônomo, Seção de Fertilidade do Solo, Instituto Agronômico

RESUMO

Os autores do presente artigo relatam os resultados de um ensaio realizado cm 1936-37, na Estação Experimental Central, para estudar a influência de alguns adubos sobre a germinação das sementes do algodoeiro. Para isso foram estabelecidas comparações entre canteiros sem adubo e canteiros adubados com 0-50-0, 0-50-50 e 10-50-50 kg/ha de N-P2O5-K2O e, ainda, com outros que receberam o dôbro dessas doses. N e K2O foram empregados respectivamente nas formas de salitre do Chile e cloreto de potássio: P2O5, em cada uma das três formas: farinha de ossos, Renania-fosfato e superfosfato. Comparou-se, também, a aplicação desses adubos nas covas e nos sulcos de plantio.

Os 38 tratamentos do ensaio tiveram três repetições. Cada canteiro, de 25 m2, constou de uma fileira de 20,90 m, espaçada de 1,20 m das vizinhas. Nas fileiras, 53 covas propriamente ditas foram plantadas a cêrea de 0,40 m uma das outras, cada cova recebendo seis sementes; no plantio em sulcos, de 0,40 em 0,40 m foram depositadas seis sementes. As correspondentes doses de adubo foram aplicadas em cada cova ou distribuídas continuamente nos sulcos, e, após ligeira mistura com a terra, semeou-se no solo adubado.

Durante 36 dias a partir do plantio foram feitas contagens diárias das covas em que nasceram plantas. Dos dados assim obtidos concluiu-se que, aplicados isoladamente, nos sulcos ou nas covas, o superfosfato e a farinha de ossos não prejudicaram o "stand". Entretanto, as aplicações isoladas de Renania-fosfato, assim como as adubações em que ao fósforo, sob qualquer forma, se adicionou cloreto de potássio, e sobretudo as que, além dêsses adubos, também tiveram salitre, reduziram fortemente o "stand" quando aplicadas nas covas; empregadas nos sulcos, prejudicaram muito menos. Além de reduzir o "stand", o salitre e o cloreto de potássio retardaram a emergência das plantas. Em regra, os danos cresceram com a concentração de adubos em tôrno das sementes, que foi muito maior nas covas.

O período imediato ao plantio foi bastante chuvoso, concorrendo de um modo geral para diminuir os prejuízos. Com tempo sêco ou pouco chuvoso após o plantio, como acontece com freqüência, por certo a aplicação nos sulcos também teria sddo altamente prejudicial. Daí a conclusão de que certos adubos não devem ser aplicados pela maneira usual, como nos ensaios, e que, para avaliar o efeito dêsses adubos sôbre a produção do algodoeiro, se devem usar métodos outros que não os da aplicação nas covas ou nos sulcos de plantio.

SUMMARY

This paper reports the results obtained in a test conducted in 1936-37 at the Central Experiment Station, Campinas, to study the influence of some fertilizers on the germination of cotton seeds. "No fertilizer" plots were compared with plots fertilized with 0-50-0, 0-50-50 and 10-50-50 kilograms of N-P2O5-K2O per hectare. N and K2O were used respectively as Chilean nitrate and potassium chloride; P2O5, as superphosphate, Renaniaphosphate or bone meal. All these fertilizers were also used at double rates, and both single and double rates were applied either in the seed furrows or in the hills.

The 38 treatments of the experiment were replicated three times. The plots consisted of rows 20.9 meter long, the spacing between them being 1.20 meters. Each row contained 53 hills about 0.40 meters apart and each hill received six seeds. The corresponding quantities of fertilizer were applied either continuosly in the furrows or only in the hills. In both cases the fertilizers were slightly mixed with the soil, the seeds being immediately planted on the fertilized soil.

The emerged plants were counted daily during 36 days since the planting date. Superphosphate and bone meal did not affect the stands when applied as sole fertilizers either in the furrows or in the hills. However, Rhenaniaphosphate used as sole fertilizer, as well as the mixtures of potassium chloride with any of the phosphates and principally the mixtures containing in addition Chilean nitrate reduced severely the stands of the plots in which they were applied in the hills; where the application was made continuously in the furrows they reduced much less the stands.

Besides reducing the stand potassium chloride and Chilean nitrate retarded the emergence of the plants. As a rule the damage increased as the local concentration of fertilizers grew stronger.

It rained fairly well during the period immediately after planting, what contributed to diminish the damage in a general manner. If the weather had been dry, even for a short period, as it happens often, and certainly the application in the furrows would have been also highly injurious. Hence the conclusion that, for evaluating the effect of fertilizers on the cotton yield, methods others than mixing them with the soil in contact with the seeds, be it in the hills or in the furrows, must be used.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

LITERATURA CITADA

Recebido para publicação em 16 de março de 1956.

  • 1
    1. FREIRE, E. S. & VIéGAS, G. P. Adubação do milho. V - Considerações sôbre o uso de excesso de sementes em trabalhos experimentais. Bragantia 14: [203]-214. 1955.
  • (*
    ) Contratado mediante subvenção do Sindicato' da Indústria de Adubos e Colas no Estado do São Paulo ao Fundo de Pesquisas.
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      12 Maio 2010
    • Data do Fascículo
      1956

    Histórico

    • Recebido
      16 Mar 1956
    Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
    E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br