Cultura de embriões in vitro para o melhoramento de pessegueiros precoces

In vitro embryo culture for early ripening peach breeding

Wilson Barbosa Fernando Antonio Campo Dall'Orto Mario Ojima Sobre os autores

Resumos

Efetuou-se o experimento de germinação das sementes de quinze seleções de pêssegos e nectarinas, a maioria de maturação bem precoce, através do método da cultura in vitro, de embriões imaturos, em confronto com a germinação obtida pelo processo de estratificação prévia das amêndoas a frio úmido, em substrato de algodão. Para a cultura in vitro, utilizaram-se embriões acompanhados de cotilédones, extraídos de frutos semimaduros, que foram "semeados" em meio de cultura, compostos de macro e microelementos de Murashige e Skoog, acrescido de tiamina a 0,1mg/litro, ácido nicotínico a 0,5mg/litro, inositol a 100mg/litro, glicina a 20mg/litro„ácido giberélico a 0,1mg/litro, glicoce a 3% e ágar a 0,7%. Os resultados mostraram que houve excelente desenvolvimento dos embriões in vitro para a maioria das seleções de ciclo bem precoce, e os "seedlings" resultantes tiveram crescimento normal. Ao contrário, o processo de estratificação prévia para as mesmas seleções proporcionou porcentagem de germinação mediana, quando as sementes foram estratificadas logo que extraídas dos frutos, e bastante baixa ou nula quando elas ficaram expostas ao ambiente natural por 96 horas antes da estratificação. Tais resultados indicam que o método de cultura in vitro de embriões imaturos constitui prática indispensável ao programa de melhoramento de pessegueiro, com vista à obtenção de cultivares cada vez mais precoces.

pêssego; melhoramento; germinação; cultura de embriões in vitro


This papar compares the results of an embryo culture with those of the usual seed stratification process. One hundred seeds obtained from early ripening peach were stratified either immediately after extraction from fruits (50 seeds) or after exposure to room temperature for 96 hours (50 seeds). Embryos from mature fruits were cultured aseptically in vitro on nutrient media containing the macro and microelements of Murashige & Skoog, inusitol, thiamine, nicotinic acid, glycine, GA3, sucrose and agar at 5(0)C for 50 days. Results showed that the culture media increased the seed germination as compared with the stratification treatments. The embryo-culture technique had the highest percentage of germination and of the seedlings and could well be used in the breeding program to shorten the ripening cycles of peaches.

peach breeding; germination; in vitro embryo culture


NOTAS

Cultura de embriões in vitro para o melhoramento de pessegueiros precoces1 1 Trabalho de pesquisa integrante do projeto: "Melhoramento genético de frutíferas do gênero Prunus: pessegueiro, nectarineira e ameixeira e desenvolvimento das técnicas de cultura embrionária visando à obtenção de cultivares precoces". Auxílio à Pesquisa - FAPESP.

In vitro embryo culture for early ripening peach breeding

Wilson BarbosaI, 2 2 Com bolsa de aperfeiçoamento do CNPq ; Fernando Antonio Campo Dall'OrtoI, 3 3 Com bolsa de suplementação do CNPq. ; Mario OjimaI

ISeção de Fruticultura de Clima Temperado, Instituto Agronômico, IAC, Caixa Postal 28, 13100 - Campinas (SP)

RESUMO

Efetuou-se o experimento de germinação das sementes de quinze seleções de pêssegos e nectarinas, a maioria de maturação bem precoce, através do método da cultura in vitro, de embriões imaturos, em confronto com a germinação obtida pelo processo de estratificação prévia das amêndoas a frio úmido, em substrato de algodão. Para a cultura in vitro, utilizaram-se embriões acompanhados de cotilédones, extraídos de frutos semimaduros, que foram "semeados" em meio de cultura, compostos de macro e microelementos de Murashige e Skoog, acrescido de tiamina a 0,1mg/litro, ácido nicotínico a 0,5mg/litro, inositol a 100mg/litro, glicina a 20mg/litro„ácido giberélico a 0,1mg/litro, glicoce a 3% e ágar a 0,7%. Os resultados mostraram que houve excelente desenvolvimento dos embriões in vitro para a maioria das seleções de ciclo bem precoce, e os "seedlings" resultantes tiveram crescimento normal. Ao contrário, o processo de estratificação prévia para as mesmas seleções proporcionou porcentagem de germinação mediana, quando as sementes foram estratificadas logo que extraídas dos frutos, e bastante baixa ou nula quando elas ficaram expostas ao ambiente natural por 96 horas antes da estratificação. Tais resultados indicam que o método de cultura in vitro de embriões imaturos constitui prática indispensável ao programa de melhoramento de pessegueiro, com vista à obtenção de cultivares cada vez mais precoces.

Termos de indexação: pêssego, melhoramento, germinação, cultura de embriões in vitro.

SUMMARY

This papar compares the results of an embryo culture with those of the usual seed stratification process. One hundred seeds obtained from early ripening peach were stratified either immediately after extraction from fruits (50 seeds) or after exposure to room temperature for 96 hours (50 seeds). Embryos from mature fruits were cultured aseptically in vitro on nutrient media containing the macro and microelements of Murashige & Skoog, inusitol, thiamine, nicotinic acid, glycine, GA3, sucrose and agar at 50C for 50 days. Results showed that the culture media increased the seed germination as compared with the stratification treatments. The embryo-culture technique had the highest percentage of germination and of the seedlings and could well be used in the breeding program to shorten the ripening cycles of peaches.

Index terms: peach breeding, germination, in vitro embryo culture.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 18 de abril de 1984.

  • 1
    Trabalho de pesquisa integrante do projeto: "Melhoramento genético de frutíferas do gênero
    Prunus: pessegueiro, nectarineira e ameixeira e desenvolvimento das técnicas de cultura embrionária visando à obtenção de cultivares precoces". Auxílio à Pesquisa - FAPESP.
  • 2
    Com bolsa de aperfeiçoamento do CNPq
  • 3
    Com bolsa de suplementação do CNPq.
    • BARBOSA, W.; CAMPO DALI'ORTO, F.A. & OJIMA, M. Relação entre precocidade de maturação e desidratação das sementes de pêssego. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, 19(3): 337-339, 1984.
    • CAMPINAS. Instituto Agronômico. Cultivares lançados pelo IAC no período 1968-1979. O Agronômico, Campinas, 32:39-168, 1980.
    • DAVIDSON, O.W. The germination of "non-viable" peach seeds. Proceedings of the American Society Horticultural Sciense, 30:129-132, 1933.
    • __________ Growing trees from "non-viable" peach seeds. Proceedings of the American Society for Horticultural Science, 32:308-312, 1935.
    • GILMORE, A.E. A technique for embryo culture of peaches. Hilgardia, 20:147-170, 1950.
    • KESTER, D.E. & HESSE, C.O. Embryo culture of peach varieties in relation to season of ripening. Proceedings of the American Society of Horticultural Science, 65:265-273, 1955.
    • LAMMERTS, W.E. Embryo culture an affective technique for shortening the breeding cycle of deciduous trees and increasing germinations of hybrid seed. American Journal of Botany, 29:166-171, 1942.
    • MURASHIGE, T. & SKOOG, F. A revised medium for rapid growth and bioassays tobaco tissue cultures. Physiologia Plantarum, 15:473-497, 1962.
    • OJIMA, M.; CAMPO DALL'ORTO, F.A.; BARBOSA, W. & TOMBOLATO, A.F.C. Comportamento do pêssego 'Flordaprince' Nova seleção bem precoce introduzida da Flórida. Bragantia, Campinas, 43(1):261-266, 1984.
    • __________; __________; RIGITANO, O.; TOMBOLATO, A.F.C. & BARBOSA, W. Melhoramento da nectarina em São Paulo. I. Cruzamento de 1970: Seleção nas gerações F1 e F2. Bragantia, Campinas, 42:1-14, 1983a.
    • __________; __________; __________; SCARANARI, H.J.; MARTINES, F.P.; TOMBOLATO, A.F.C. & BARBOSA, W. Quatro novos cultivares IAC de pêssegos amarelos para mesa. Bragantia, Campinas, 42:271-279, 1983b. (Nota, 8)
    • RIGITANO, O.; OJIMA, M.; CAMPO DALL'ORTO, F.A. Comportamento de novas seleções de pêssegos introduzidos da Flórida. Campinas, Instituto Agronômico, 1975. 12p. (Circular, 45)
    • SHERMAN, N.B.; LYRENE, P.M.; NORTENSEN, J.A. & SHARPE, R.H. Flordaprince, a peach for Central Florida. Gainesville, University of Florida, 1982. 4p. (Circular, S-294)
    • SKIRM, G.W. Embryo culturing as an aid to plant breeding. Journal of Heredity, 33:211-215, 1942.
    • SMITH, C.A; BAILEY, C.H. & HOUGH, L.F. Methods for germinating seeds of some fruit species with special reference to growing seedlings from immature embryos. New Jersey, Agricultural Experiment Station, 1969. 29p. (Bulletin, 823)
    • TUKEY, M.B. Growth of peach embryo in relation to growth of fruit and season of ripening. Proceedings of the American Society of Horticultural Science, 30:209-218, 1933.
    • __________ Growth patterns of plant development from immature embryos in artificial culture. Botanical Gazette, 99:630-665, 1938.

    1 Trabalho de pesquisa integrante do projeto: "Melhoramento genético de frutíferas do gênero Prunus: pessegueiro, nectarineira e ameixeira e desenvolvimento das técnicas de cultura embrionária visando à obtenção de cultivares precoces". Auxílio à Pesquisa - FAPESP. 2 Com bolsa de aperfeiçoamento do CNPq 3 Com bolsa de suplementação do CNPq.

    Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      19 Dez 2007
    • Data do Fascículo
      1985

    Histórico

    • Recebido
      18 Abr 1984
    Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902 Campinas SP - Brazil, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
    E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br
    Accessibility / Report Error