Accessibility / Report Error

Efeito da torção na regularidade e na quantidade de neps em fios de algodão de títulos Ne20, Ne30 e Ne40

The twist effect on uniformity and nep count of cotton yarns

Resumos

Estudaram-se a regularidade e a quantidade de "neps" em fios de algodão de títulos Ne20, Ne30 e Ne40 para diferentes coeficientes de torção, representados pelas constantes 3,4, 3,6, 3,8, 4,0, 4,2, 4,5 e 4,7. Utilizaram-se, para tanto, três variedades paulistas de algodoeiro: IAC 16, IAC 13-1 e IAC 17. Obtiveram-se a regularidade dos fios e a quantidade de "neps" por meio dos resultados fornecidos, respectivamente, pelo integrador e pelo contador de imperfeições, ambos da linha Uster Evenness Tester. Com base nos resultados, concluiu-se que, ao aumento do número de torções do fio, correspondeu o crescimento do número de "neps", o qual se intensificou, sucessivamente, nos títulos Ne20, Ne30 e Ne40, e, notadamente, nas variedades com tendência acentuada para essa anormalidade. Não se verificou efeito da torção na regularidade do fio. Títulos mais altos resultaram em aumentos na irregularidade e na quantidade de "neps", sobretudo em relação à IAC 13-1, mais sujeita a esses defeitos.

fios de algodão; torção; regularidade; neps


The fibers of three cotton varieties (IAC 16, IAC 13-1 and IAC 17) were processed on conventional equipment into 20/1, 30/1 and 40/1 yarn counts, using a range of twist multipliers of 3.4, 3.6, 3.8, 4.0, 4.2, 4.5 and 4.7, to study the twist effect on uniformity and nep count of cotton yarns. The yarn regularity was obtained through the results provided by an integrator and the quantity of neps by an imperfection counter, both of the Uster Evenness Tester line. The results showed a direct response on the number of twists, as compared to neps using Ne20, Ne30 and Ne40 yarn counts, depending on the cotton variety. The yarn regularity was not affected. Increasing the yarn counts, increased the irregularity and the quantity of neps, mainly in the variety showing higher tendency to these abnormalities.

cotton yarns; twist counts; regularity; neps


NOTA

Efeito da torção na regularidade e na quantidade de neps em fios de algodão de títulos Ne20, Ne30 e Ne401 1 Trabalho apresentado na V Reunião Nacional de Algodão, realizada em Campina Grande (PB), de 24 a 28 de outubro de 1988.

The twist effect on uniformity and nep count of cotton yarns

Nelson Paulieri SabinoI, II; Julio Isao KondoI; Rose Marry Araújo Gondim-TomazI

ISeção de Tecnologia de Fibras, Instituto Agronômico (IAC), Caixa Postal 28, 13001-970 Campinas (SP)

IICom bolsa de pesquisa do CNPq

RESUMO

Estudaram-se a regularidade e a quantidade de "neps" em fios de algodão de títulos Ne20, Ne30 e Ne40 para diferentes coeficientes de torção, representados pelas constantes 3,4, 3,6, 3,8, 4,0, 4,2, 4,5 e 4,7. Utilizaram-se, para tanto, três variedades paulistas de algodoeiro: IAC 16, IAC 13-1 e IAC 17. Obtiveram-se a regularidade dos fios e a quantidade de "neps" por meio dos resultados fornecidos, respectivamente, pelo integrador e pelo contador de imperfeições, ambos da linha Uster Evenness Tester. Com base nos resultados, concluiu-se que, ao aumento do número de torções do fio, correspondeu o crescimento do número de "neps", o qual se intensificou, sucessivamente, nos títulos Ne20, Ne30 e Ne40, e, notadamente, nas variedades com tendência acentuada para essa anormalidade. Não se verificou efeito da torção na regularidade do fio. Títulos mais altos resultaram em aumentos na irregularidade e na quantidade de "neps", sobretudo em relação à IAC 13-1, mais sujeita a esses defeitos.

Termos de indexação: fios de algodão, torção, regularidade, "neps".

ABSTRACT

The fibers of three cotton varieties (IAC 16, IAC 13-1 and IAC 17) were processed on conventional equipment into 20/1, 30/1 and 40/1 yarn counts, using a range of twist multipliers of 3.4, 3.6, 3.8, 4.0, 4.2, 4.5 and 4.7, to study the twist effect on uniformity and nep count of cotton yarns. The yarn regularity was obtained through the results provided by an integrator and the quantity of neps by an imperfection counter, both of the Uster Evenness Tester line. The results showed a direct response on the number of twists, as compared to neps using Ne20, Ne30 and Ne40 yarn counts, depending on the cotton variety. The yarn regularity was not affected. Increasing the yarn counts, increased the irregularity and the quantity of neps, mainly in the variety showing higher tendency to these abnormalities.

Index terms: cotton yarns, twist counts, regularity, neps.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 31 de agosto de 1995 e aceito em 31 de janeiro de 1996.

  • AUDIVERT, R. & FORTUNY, E. Some observations on the irregularity of roving as measured on the Uster Evenness Tester. 7. Journal of the Textile Institute, Manchester, 63:618-619, 1972.
  • BOOTH, J.E. Twist and twist measurement. In: Principles of textile testing. New York, Chemical Publishing, 1961. p.208-229.
  • GROVER, B.E. & HAMBY, D.S. Twist testing. In: HANDBOOK of testing and quality control. New York, Textile Book Publishers, 1960. p.425-441.
  • RATNAM, T.V.; SHANKARANARAYANA, K.S.; UNDERWOOD, C. & GOVINDARAJULU, K. Prediction of the quality of blend yarns from that of the individual component s. Textile Research Journal, Lancaster, 38:360-365, 1968.
  • 1
    Trabalho apresentado na V Reunião Nacional de Algodão, realizada em Campina Grande (PB), de 24 a 28 de outubro de 1988.
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      17 Out 2007
    • Data do Fascículo
      1996

    Histórico

    • Recebido
      31 Ago 1995
    • Aceito
      31 Jan 1996
    Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
    E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br