Accessibility / Report Error

Enxertia precoce da nogueira-macadâmia

Early grafting of macadamia-nut seedlings

Resumos

A carência de mudas enxertadas de nogueira-macadâmia (Macadamia integrifolia Maid. e Bet.) constitui, ainda hoje, um dos grandes entraves ao efetivo estabelecimento da cultura nas condições brasileiras. Apesar dos recentes avanços técnicos conseguidos na sua propagação, o procedimento adotado à produção de mudas ainda demanda um período de dois a três anos, para sua efetiva instalação no campo. Neste trabalho, levado a efeito na Estação Experimental do Instituto Agronômico, em Tietê, SP, demonstrou-se a exequibilidade de produção de mudas de macadâmia, em tempo bem mais abreviado, isto é, apenas doze meses. O novo processo de obtenção de mudas precoces de macadâmia, sob ripado, pela enxertia de garfos pouco lignificados e protegidos com saquinhos plásticos, utilizando cavalos novos com cerca de seis meses de idade, além de possibilitar maior facilidade operacional e eficiência no pegamento dos enxertos, poderá propiciar a instalação do nogueiral com antecipação de cerca de um ano, em relação ao sistema corrente.

macadâmia; enxertia precoce; garfagem tipo "inglês-simples"


The difficulty of obtainning good grafted seedlings has been a hindronce to establish commercial macadamia-nut orchards in Brazil. The current procedure takes from two to three years in the nursery for grafted macadamia to be transplanted in the field. This article reports an experiment where the grafting of macadamia seedlings raised in plastic bags was compared to the usual method of propagation. The results indicated the feasibility of making good one-year-old grafted macadamia-nut young trees.

macadamia; precocious whip grafting


V. FITOTECNIA

NOTA

Enxertia precoce da nogueira-macadâmia1 1 Trabalho desenvolvido com recursos subsidiários do FINEP.

Early grafting of macadamia-nut seedlings

Fernando Antonio Campo Dall'OrtoI, 2 2 Com bolsa de pesquisa do CNPq. ; Mário OjimaI; Wilson BarbosaI, 2 2 Com bolsa de pesquisa do CNPq. ; José Carlos SabinoII, 2 2 Com bolsa de pesquisa do CNPq. ; Orlando RigitanoI

ISeção de Fruticultura de Clima Temperado, Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Caixa Postal 28, 13.001 Campinas (SP)

IIEstação Experimental de Tietê, IAC

RESUMO

A carência de mudas enxertadas de nogueira-macadâmia (Macadamia integrifolia Maid. e Bet.) constitui, ainda hoje, um dos grandes entraves ao efetivo estabelecimento da cultura nas condições brasileiras. Apesar dos recentes avanços técnicos conseguidos na sua propagação, o procedimento adotado à produção de mudas ainda demanda um período de dois a três anos, para sua efetiva instalação no campo. Neste trabalho, levado a efeito na Estação Experimental do Instituto Agronômico, em Tietê, SP, demonstrou-se a exequibilidade de produção de mudas de macadâmia, em tempo bem mais abreviado, isto é, apenas doze meses. O novo processo de obtenção de mudas precoces de macadâmia, sob ripado, pela enxertia de garfos pouco lignificados e protegidos com saquinhos plásticos, utilizando cavalos novos com cerca de seis meses de idade, além de possibilitar maior facilidade operacional e eficiência no pegamento dos enxertos, poderá propiciar a instalação do nogueiral com antecipação de cerca de um ano, em relação ao sistema corrente.

Termos de indexação: macadâmia, enxertia precoce, garfagem tipo "inglês-simples".

SUMMARY

The difficulty of obtainning good grafted seedlings has been a hindronce to establish commercial macadamia-nut orchards in Brazil. The current procedure takes from two to three years in the nursery for grafted macadamia to be transplanted in the field. This article reports an experiment where the grafting of macadamia seedlings raised in plastic bags was compared to the usual method of propagation. The results indicated the feasibility of making good one-year-old grafted macadamia-nut young trees.

Index terms: macadamia, precocious whip grafting.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação em 31 de março de 1987 e aceito em 21 de novembro de 1988.

  • BITTENCOURT, P.V.C. Instruções preliminares para a cultura da nogueira-macadâmia. Campinas, Instituto Agronômico, 1965. 12p. (Boletim, 162)
  • CAMPO-DALL'ORTO, F.A.; OJIMA, M.; TOMBOLATO, A.F.C. & RIGITANO, O. Desenvolvimento comparativo de algumas progênies de nogueira-macadâmia (Macadamia integrifolia Maiden e Betche) visando a obtenção de porta-enxertos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 5., Pelotas, 1979. Anais. Pelotas, Sociedade Brasileira de Fruticultura, 1979. v.2, p.454-62.
  • OJIMA, M.; CAMPO-DALL'ORTO, F.A. & RIGITANO, O. Germinação de sementes de nogueira-macadâmia. Campinas, Instituto Agronômico, 1976. 16p. (Boletim técnico, 33)
  • __________;__________; TOMBOLATO, A.F.C.; BARBOSA, W. & RIGITANO, O. Macadâmia In: CAMPINAS. Instituto Agronômico. Instruções Agrícolas para o Estado de São Pauto. 4.ed. Campinas, 1987. p.129-30. (Boletim, 200)
  • __________;__________;__________; RIGITANO, O.;VEIGA,A.A.;SABINO,J.C.& PlNHEIRO, J. Propagação da nogueira-macadâmia - resultados experimentais de enxertia da nogueira-macadâmia no Instituto Agronômico de Campinas, SP. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 7., Florianópolis, 1983. Anais. Florianópolis, Sociedade Brasileira de Fruticultura, 1984. v.4, p.1038-1053.
  • 1
    Trabalho desenvolvido com recursos subsidiários do FINEP.
  • 2
    Com bolsa de pesquisa do CNPq.
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      27 Nov 2007
    • Data do Fascículo
      1988

    Histórico

    • Recebido
      31 Mar 1987
    • Aceito
      21 Nov 1988
    Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
    E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br