Qualidade de frutos de tomateiro com e sem enxertia

Quality characteristics of tomato fruits from grafted plants

Este trabalho teve como objetivo a caracterização física e físico-química de frutos de tomateiro oriundos de plantas enxertadas em comparação com plantas pés-franco. A enxertia foi realizada utilizando-se o método de fenda cheia tendo o híbrido Hawaii 7996 como porta-enxerto, resistente à murcha bacteriana, e as cultivares Santa Clara e Santa Cruz Kada e o híbrido Débora Plus como enxerto. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com seis tratamentos (três enxertados e três pés-franco) e cinco repetições de campo. Foram avaliadas as seguintes características: massa média dos frutos, diâmetros transversal e longitudinal, sólidos solúveis totais (SST), pH, acidez total titulável (ATT), e a relação SST/ATT. A enxertia não alterou as características acima descritas para os frutos de tomate, quando comparados aos frutos oriundos de plantas pés-franco, com exceção do pH para as duas cultivares utilizadas. O híbrido 'Hawaii 7996' pode ser utilizado como porta-enxerto com as cultivares comerciais Santa Clara e Santa Cruz Kada e o híbrido Débora Plus, sem prejuízo para a qualidade do fruto do tomateiro.

Lycopersicon esculentum; enxertia; Hawaii 7996; qualidade do fruto


Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902 Campinas SP - Brazil, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br