Accessibility / Report Error

Melhoramento do trigo: VIII. Associações entre produção de grãos e outros caracteres agronômicos em populações híbridas envolvendo diferentes fontes de nanismo

Wheat breeding: VIII. Associations of grain yield with other agronomic characteristics in crosses involving different sources of dwarfism in wheat

Resumos

Foram estimados os valores da herdabilidade para várias características da planta do trigo (comprimento da espiga, número de espiguetas por espiga, número de grãos por espiga e de grãos por espigueta, peso de cem grãos, número de espigas por planta, altura das plantas e produção de grãos), bem como as correlações entre produção de grãos e os demais caracteres agronômicos. Os estudos foram realizados em cruzamentos entre o cultivar C-3, de porte alto, e os cultivares Tordo, Vican-71 e Olesen, de porte anão, e 'Siete Cerros', de porte semi-anão. Sementes representando os pais e as gerações F1 e F2 e os retrocruzamentos para ambos os pais foram utilizados em um ensaio, em blocos ao acaso, com quatro repetições, conduzido na Estação Experimental de Itararé, do Instituto Agronômico. Os dados foram coletados na base de plantas individuais. A herdabilidade no sentido amplo, para número de espiguetas por espiga e altura das plantas foi, respectivamente, 0,533 e 0,525, enquanto para comprimento da espiga, número de grãos por espiga e de grãos por espigueta, peso de cem grãos e número de espigas por planta, os valores observados variaram de 0,339 a 0,473. Para produção de grãos a estimativa obtida da herdabilidade no sentido amplo foi 0,255. Os valores da herdabilidade no sentido restrito, para os caracteres estudados, com exceção do número de espigas por planta, mostraram que grande parte da variabilidade de origem genética encontrada nas populações está também associada a uma ação aditiva dos genes. As correlações fenotípicas entre a produção de grãos e todos os demais caracteres agronômicos foram positivas e significativas ao nível de 1% para quase todas as populações estudadas. Constituíram exceções as correlações fenotípicas entre produção de grãos e número de espiguetas por espiga para as populações C-3 x Siete Cerros e C-3 x Vican-71; entre produção de grãos e peso de cem grãos para a população C-3 x Siete Cerros, e entre produção de grãos e número de grãos por espigueta para as populações C-3 x Siete Cerros, C-3 x Tordo, e C-3 x Olesen, que foram também positivas, porém significativas apenas ao nível de 5%.


Standard height cultivar C-3 was crossed with the semi-dwarf cultivar Siete Cerros and the dwarf cultivars Tordo, Vican-71 and Olesen. Parents, F1's, F2's and reciprocal back-crosses were tested for grain yield, plant height, number of spikes per plant, number of spikelets per spike, number of grains per spike, number of grains per spikelet, 100-grain-weight, spike length, in a experiment carried out at Itararé Experimental Station, State of São Paulo, Brazil. All data was determined on an individual plant basis. Broad sense heritability estimates for number of spikelets per spike and plant height were 0.533 and 0.525, respectively. The values for spike length, number of grains per spike and spikelet, 100-grain-weight and number of spikes per plant showed variation between 0.339 and 0.473. Broad sense heritability for grain yield was low and equal to 0.255. Narrow sense heritability estimates for all characteristics under study except for number of spikes per plant showed that great part of the total genetic variation found in the studied populations was associated with additive gene action. The correlations between grain yield and all the other characteristics were positive and significant at 1% level probability, for all the populations under study, except for the correlations between grain yield and number of spikelets per spike for the populations C-3 x Siete Cerros and C-3 x Vican-71, between grain yield and 100-grain-weight for the population C-3 x Siete Cerros, between grains yield and number of grains per spikelet for the populations C-3 x Siete Cerros, C-3 x Tordo and C-3 x Olesen, which showed to be positive and significant only at the 5% probability level.


ARTIGOS

Melhoramento do trigo. VIII. Associações entre produção de grãos e outros caracteres agronômicos em populações híbridas envolvendo diferentes fontes de nanismo1 1 Com verba suplementar do Acordo do Trigo entre as Cooperativas de Produtores Rurais do Vale do Paranapanema e a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio do Instituto Agronômico.

Wheat breeding. VIII. Associations of grain yield with other agronomic characteristics in crosses involving different sources of dwarfism in wheat

Carlos Eduardo de Oliveira Camargo2 2 Com bolsa de suplementação do CNPq.

Seção de Arroz e Cereais de Inverno, Instituto Agronômico, IAC

RESUMO

Foram estimados os valores da herdabilidade para várias características da planta do trigo (comprimento da espiga, número de espiguetas por espiga, número de grãos por espiga e de grãos por espigueta, peso de cem grãos, número de espigas por planta, altura das plantas e produção de grãos), bem como as correlações entre produção de grãos e os demais caracteres agronômicos. Os estudos foram realizados em cruzamentos entre o cultivar C-3, de porte alto, e os cultivares Tordo, Vican-71 e Olesen, de porte anão, e 'Siete Cerros', de porte semi-anão. Sementes representando os pais e as gerações F1 e F2 e os retrocruzamentos para ambos os pais foram utilizados em um ensaio, em blocos ao acaso, com quatro repetições, conduzido na Estação Experimental de Itararé, do Instituto Agronômico. Os dados foram coletados na base de plantas individuais. A herdabilidade no sentido amplo, para número de espiguetas por espiga e altura das plantas foi, respectivamente, 0,533 e 0,525, enquanto para comprimento da espiga, número de grãos por espiga e de grãos por espigueta, peso de cem grãos e número de espigas por planta, os valores observados variaram de 0,339 a 0,473. Para produção de grãos a estimativa obtida da herdabilidade no sentido amplo foi 0,255. Os valores da herdabilidade no sentido restrito, para os caracteres estudados, com exceção do número de espigas por planta, mostraram que grande parte da variabilidade de origem genética encontrada nas populações está também associada a uma ação aditiva dos genes. As correlações fenotípicas entre a produção de grãos e todos os demais caracteres agronômicos foram positivas e significativas ao nível de 1% para quase todas as populações estudadas. Constituíram exceções as correlações fenotípicas entre produção de grãos e número de espiguetas por espiga para as populações C-3 x Siete Cerros e C-3 x Vican-71; entre produção de grãos e peso de cem grãos para a população C-3 x Siete Cerros, e entre produção de grãos e número de grãos por espigueta para as populações C-3 x Siete Cerros, C-3 x Tordo, e C-3 x Olesen, que foram também positivas, porém significativas apenas ao nível de 5%.

SUMMARY

Standard height cultivar C-3 was crossed with the semi-dwarf cultivar Siete Cerros and the dwarf cultivars Tordo, Vican-71 and Olesen. Parents, F1's, F2's and reciprocal back-crosses were tested for grain yield, plant height, number of spikes per plant, number of spikelets per spike, number of grains per spike, number of grains per spikelet, 100-grain-weight, spike length, in a experiment carried out at Itararé Experimental Station, State of São Paulo, Brazil. All data was determined on an individual plant basis. Broad sense heritability estimates for number of spikelets per spike and plant height were 0.533 and 0.525, respectively. The values for spike length, number of grains per spike and spikelet, 100-grain-weight and number of spikes per plant showed variation between 0.339 and 0.473. Broad sense heritability for grain yield was low and equal to 0.255. Narrow sense heritability estimates for all characteristics under study except for number of spikes per plant showed that great part of the total genetic variation found in the studied populations was associated with additive gene action. The correlations between grain yield and all the other characteristics were positive and significant at 1% level probability, for all the populations under study, except for the correlations between grain yield and number of spikelets per spike for the populations C-3 x Siete Cerros and C-3 x Vican-71, between grain yield and 100-grain-weight for the population C-3 x Siete Cerros, between grains yield and number of grains per spikelet for the populations C-3 x Siete Cerros, C-3 x Tordo and C-3 x Olesen, which showed to be positive and significant only at the 5% probability level.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Recebido para publicação a 19 de agosto de 1983.

  • 1. BRIGGS, F.N. & KNOWLES, P.F. Introduction to plant breeding. Davis, Reinhold Publishing Corporation, 1977. 426p.
  • 2. CAMARGO, C.E.O.; KRONSTAD, W.E.; METZGER, R. Parent-progeny regression estimates and associations of height levels with aluminum toxicity and grain yield in wheat. Crop Science, 20:355-358, 1980.
  • 3. __________ & OLIVEIRA, O.F. Melhoramento do trigo. II. Estudo genético de fontes de nanismo para a cultura do trigo. Bragantia, Campinas, 40:77-91, 1981.
  • 4. __________ & __________ Melhoramento do trigo. V. Estimativas das herdabilidades e correlações entre altura, produção de grãos e outros caracteres agronômicos em trigo. Bragantia, Campinas, 42:131-143, 1983.
  • 5.  FALCONER, D.S. Introduction to quantitative genetics. New York, Ronald Press, 1960. 365p.
  • 6.  JOHNSON, V.A.; BIEVER, K.J.; HAUNOLD, A.; SCHMIDT, J.W. Inheritance of plant height yield of grain, and other plant and seed characteristics in a cross of hard red winter wheat (Triticum aestivum L.). Crop Science, 6:336-338, 1966.
  • 7.  WARNER, J.N. A method for estimating heritability. Agronomy Journal, 7:427-430, 1952.
  • 1
    Com verba suplementar do Acordo do Trigo entre as Cooperativas de Produtores Rurais do Vale do Paranapanema e a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio do Instituto Agronômico.
  • 2
    Com bolsa de suplementação do CNPq.
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      17 Dez 2007
    • Data do Fascículo
      1984

    Histórico

    • Recebido
      19 Ago 1983
    Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
    E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br