Accessibility / Report Error

Correlação entre o efeito da adubação potássica no algodoeiro e a análise química do solo

Correlation between the effects of potash application on cotton yields and chemical soil analyses

Resumos

No estudo de 178 experimentos de adubação do algodoeiro realizados em vários tipos de solo do Estado de São Paulo, no período de 1957-65, foi encontrada correlação entre as respostas na produção, obtidas pela aplicação de 60 kg/ha de K2O, e os resultados revelados pela análise química do solo. Uma regressão múltipla de 1.° grau, descrevendo o efeito da adubação potássica em função da relação Ca++ /K+ e do teor de K+, elementos trocáveis no solo, revelou um coeficiente R = 0.804**, explicando cêrca de 65% da variação das respostas. Considerando as correlações simples lineares, a relação Ca++/K + explicou 59% do efeito da adubação, ao passo que a parte esclarecida pelo teor de K+, isoladamente, não ultrapassou os 23%. Nenhum ganho apreciável, em precisão, foi obtido pela introdução de uma função quadrática para descrever estas correlações.


Upon studying 178 cotton fertilizer experiments, conducted on soils cf the State of São Paulo, from 1957 up to 1965, a correlation was found between cotton yield responses to application of 60 kg/ha of K(2)0 and soil test results. The effect of potash was found to be associated with the Ca+ +/K + relation and the amount of K + , exchangeables in soils. A multiple regression with R = 0.804++ could explain, thereby, 65% of variation in the responses. With regard to linear simple correlations, the variable Ca+ +/K+ explained 59% of the fertilizer effects, but the amount of exchangeable K+ could not explain, by itself, more than 23%. No additional gain in accuracy was obtained by considering a quadratic form for these relationships.


Correlação entre o efeito da adubação potássica no algodoeiro e a análise química do solo

Correlation between the effects of potash application on cotton yields and chemical soil analyses

Milton Geraldo Fuzatto* * Os autores agradecem aos Eng.°s-Agr.ºs O. S. Neves e P. A. Cavaleri pela orientação e estímulo na realização dêste trabalho ; Carlos A. M. Ferraz* * Os autores agradecem aos Eng.°s-Agr.ºs O. S. Neves e P. A. Cavaleri pela orientação e estímulo na realização dêste trabalho

Engenheiros-agrônomos, Seção de Algodão, Instituto Agronômico

SINOPSE

No estudo de 178 experimentos de adubação do algodoeiro realizados em vários tipos de solo do Estado de São Paulo, no período de 1957-65, foi encontrada correlação entre as respostas na produção, obtidas pela aplicação de 60 kg/ha de K2O, e os resultados revelados pela análise química do solo.

Uma regressão múltipla de 1.° grau, descrevendo o efeito da adubação potássica em função da relação Ca++ /K+ e do teor de K+, elementos trocáveis no solo, revelou um coeficiente R = 0.804**, explicando cêrca de 65% da variação das respostas.

Considerando as correlações simples lineares, a relação Ca++/K + explicou 59% do efeito da adubação, ao passo que a parte esclarecida pelo teor de K+, isoladamente, não ultrapassou os 23%. Nenhum ganho apreciável, em precisão, foi obtido pela introdução de uma função quadrática para descrever estas correlações.

SUMMARY

Upon studying 178 cotton fertilizer experiments, conducted on soils cf the State of São Paulo, from 1957 up to 1965, a correlation was found between cotton yield responses to application of 60 kg/ha of K20 and soil test results.

The effect of potash was found to be associated with the Ca+ +/K + relation and the amount of K + , exchangeables in soils. A multiple regression with R = 0.804++ could explain, thereby, 65% of variation in the responses.

With regard to linear simple correlations, the variable Ca+ +/K+ explained 59% of the fertilizer effects, but the amount of exchangeable K+ could not explain, by itself, more than 23%. No additional gain in accuracy was obtained by considering a quadratic form for these relationships.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

LITERATURA CITADA

Recebido para publicação em 23 de julho de 1967.

  • 1
    CAMPINAS. INSTITUTO AGRONÔMICO. Ensaios de adubação do algodoeiro: resultados parciais relativos aos anos agrícolas de 1957/58 e 1958/59. Campinas, 1960. 33p. (Boletim 114)
  • 2. CATANI, R. A.; GALLO, J. R. & GARGANTINI, H. Amostragem de solo, método de análise, interpretaçăo e indicaçőes gerais para fins de fertilidade. Campinas, Instituto Agronômico, 1955. 29p. (Boletim 69)
  • 3. FREITAS, L. M. M.; McCLUNG, A. C. & PIMENTEL GOMES, F. Determinaçăo das áreas deficientes em potássio para a cultura de algodăo. Fertilité, 26:37-47, 1966.
  • 4. FUZATTO, M. G. & CAVALERI, P. A. Correlaçăo entre a resposta do algodoeiro ŕ adubaçăo fosfatada e a análise química do solo, nas condiçőes do Estado de Săo Paulo. Bragantia, 25:407-420, 1966.
  • 5. NEVES, O. S.; CAVALERI, P. A.; ABRAMIDES, E. & FREIRE, E. S. Adubaçăo do algodoeiro: X - Ensaios com diversos adubos potássicos. Bragantia, 19: [183]-200, 1960.
  • 6. VERDADE, F. C; WUTKE, A. C. P.; AMARAL, A. Z.; IGUE, K. & CAVALERI, P. A. Níveis de fertilidade dos solos do Estado de Săo Paulo para a cultura algodoeira: I - Os teores de fósforo, nitrogęnio e potássio. Bragantia, 24: [55]-74, 1965.
  • *
    Os autores agradecem aos Eng.°s-Agr.ºs O. S. Neves e P. A. Cavaleri pela orientação e estímulo na realização dêste trabalho
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      24 Mar 2009
    • Data do Fascículo
      Jan 1967

    Histórico

    • Recebido
      23 Jul 1967
    Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
    E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br