Bragantia, Volume: 11, Issue: 7-9, Published: 1951
  • Adubação da mandioca no estado de São Paulo: Parte I - Efeito da adubação mineral

    Normanha, Edgard S.

    Abstract in Portuguese:

    No presente trabalho são apresentados os resultados obtidos em 14 experiências de adubação mineral com a cultura da mandioca, em alguns tipos de solo do Estado de São Paulo. Foram levadas a efeito experiências em quatro regiões: Sorocaba, em solo Glacial, Salmourão e mistura dessas duas formações; Tietê, em solo Glacial e mistura deste com Corum-bataí; Araras, em terra roxa misturada, já bem explorada, e em Roseira, no Terciário. Os adubos empregados foram os seguintes: sulfato de amônio (20% de N), superfosfato de cálcio (20% de P2O5,) ou farinha de ossos dege-latinados (29% de P2O5) e cloreto de potássio (50% de K(2)0) na base de 80 kg de N, 120 kg de P2O5 e 60 kg de K2O por hectare. Os tratamentos estudados foram os resultantes do emprêgo dêsses adubos, quer isoladamente quer combinados dois a dois, como em fórmulas completas, nas quais se reduziu à metade a dose de todos ou de cada um dos elementos. O adubo fosfatado, utilizado nas fórmulas de cada experiência, foi apenas um dos acima citados, conforme o caso. Os adubos foram aplicados nos sulcos antes do plantio, e bem misturados com a terra. Concluiu-se que o processo de aplicação dos adubos nos sulcos foi prejudicial para a brotação das manivas, principalmente nos casos em que as quantidades dos adubos foram grandes e em que figurou o sulfato de amônio. Êstes resultados sugerem uma experimentação relativa ao modo de aplicação dos adubos também para a mandioca. Estudando-se o efeito das adubações sobre a produção de raízes, constatou-se um efeito favorável do adubo fosfatado em solos pobres do Glacial e de terra Roxa misturada, já bem explorada. Em solo Salmourão, onde as produções de mandioca foram muito boas, a adubação azotada somente, e esta com a fosfatada, foram as melhores. Os ensaios servem de base para um planejamento da experimentação sôbre o assunto também em outros tipos de solo e sob aspectos diferentes, como sejam o da forma de aplicação dos fertilizantes, o da conjugação de adubos minerais com orgânicos e a economia das adubações.

    Abstract in English:

    Results aro presented of 14 cassava (Manihol -utilissima Pohl) fertilizer experiments, conducted in four regions of the State of São Paulo, varying in soil types. Ammonium Sulphate, Superphosphate of Lime, Bone Meal and Potassium Chloride were applied separately or mixed at the rate of 80 kg of Nitrogen, 120 kg of Phosphoric acid and 60 kg of Potassium oxide to the hectare. The fertilizers were applied in advance of planting in the planting furrows at 10 cm depth. The results can be summarized as follows: a) Ammonium Sulphate applied to lhe planting furrows caused rather poor sprouting of the cuttings; b) The influence of N, P, K fertilizers, separately or mixed varied according to soil type; in rather poor soil (Glacial and terra roxa cansada), P fertilizers increased root production; in better Salmourão soil, N fertilizer alone or mixed with P gave good results; in other regions either no beneficial effects of fertilizer application was noticed or a slight effect of N or N + K recorded. Due to high prices of fertilizers and to the relatively low value of cassava roots, the beneficial effects obtained in some of the regions are usually not considered to be of economic interest to the farmer.
  • Estudo dos horizontes orgânicos do solo de matas, no arenito Bauru: I - Distribuição e fracionamento da matéria orgânica

    Verdade, F. da Costa

    Abstract in Portuguese:

    No estudo da serapilheira nos solos de mata do Arenito Bauru foram feitas as seguintes observações: Elaborou-se uma nomenclatura específica, dada a carência de termos técnicos em português, para denominar as diferentes camadas que constituem os horizontes orgânicos das matas. A matéria orgânica nos horizontes A00 e A0 foi determinada pelo processo de perda ao rubro e não pela multiplicação do teor de carbono por 1,724, porque, na serapilheira, este último processo conduz a resultados menos exatos. Apesar de não coincidirem exatamente as coletas de serapilheira com a dos perfis do levantamento pedológico já efetuado anteriormente no local, a sua associação permitiu esboçar o estado da matéria orgânica nestes solos. A quantidade de matéria orgânica da serapilheira oscila entre 1/2 a 1 da quantidade contida nos primeiros 30 cm do solo (camada a). O emprêgo do fogo para eliminar os restos vegetais das matas recém-derrubadas ou dos restos de cultura, é prática condenável em qualquer tipo de solo, mas, neste, assume aspecto ainda mais grave. Pelo estudo do fracionamento da matéria orgânica das diferentes camadas, constatou-se decomposição muito intensa, mesmo para a lignina, que é a base das substâncias humificadas. Como o levantamento pedológico já havia indicado, estes solos são pobres em substâncias orgânicas, mesmo no início da sua exploração agrícola. O estudo do fracionamento das substâncias nitrogenadas indica um enriquecimento do nitrogênio protéico, quando comparado com a matéria orgânica total. Deve haver perdas de nitrogênio, porém, muito menores que as das substâncias não nitrogenadas. A concentração, das frações nitrogenadas, à medida da evolução da matéria orgânica, é muito grande, caindo a relação C/N de, aproximadamente, 21-30 na camada L a 10-14 na camada a.

    Abstract in English:

    The results of the study of a forest floor of Arenito Bauru Soil are summarized as follows: The organic matter content of A00 and A0 horizons was determined by the loss on ignition method. The determination of the total carbon by the dry combustion method and subsequent calculation of the organic matter by the factor 1.724 was tound to be inadequate, judging from the low results obtaneid. Organic matter content of the forset floor of Arenito Bauru Soil is from 50 to 100% of that found in the first 30 cm of the soil mass, indicating a rapid decomposition of the same in the soil profile. Although Waksman (15) showed that lignin is the organic compound most resistent to the attack by the soil microorganisms, it was found that working with a soil from a different climatic region, lignin decomposes as quickly as all the other soil organic fractions. Therefore, concerning the fraction anti on of organic matter and the resistence of the compounds thus obtained to the decomposition by microorganisms, the idea was advanced of an approximately equal rate of decomposition for all the fraction for this soil type with the exception of the nitrogen compounds and water extract compounds. The fractionation of organic nitrogen compounds indicates enrichment of protein content in the soil with depth. It was determined that the losses of non nitrogen constituents were higher than those of nitrogen compounds. The accumulation of the latter in the soil takes place in the form of protein and related compounds. The C/N. ratio falls from 20 - 30 in the L layer to 10 - 14 in the layer a rising in b and e layers, which shows a definite washing of non nitrogen organic compounds into these horizons.
  • Adubação mineral para a batatinha - Solanum tuberosum L: influência dos elementos N, P e K em solos ricos em matéria orgânica do Vale do Paraíba

    Boock, O. J.; Küpper, A.; Sales, J. Moreira

    Abstract in English:

    Besults are presented of mineral fertilizer trials witht Irish potato crop in the State of São Paulo. The experiments were conducted in the flat lands of the Paraíba River banks. In this region, potato plantings are usually made from May to October, a period with little rain, :nul practically free from flood. From October to April, when good weather conditions prevail, rice is almost the only crop grown. Iu other regions of the State, potato is planted in February or in August. Chemical analyses of an average sample of the soil revealed a high organic matter content, about seven fold higher total nitrogen content and a twelve fold higher total carbon content, as compared with those found in a soil sample taken from Capão Bonito, an important potato area in the State, where phosphoric acid has been found to be responsible for increases in tuber productions. The experimental design was arranged so that conclusions could be drawn from the influence of increasing amounts of each nutrient element N, P and K, in the presence of a constant amount of the other two. In spite of the high total nitrogen content of the soil, results have shown this element not to he in available form for plants. In these experiments, application of nitrogen has been found to be effective and even decisive in increasing tuber yield. Lack of this element results in a lower production, in some cases, even inferior to check plots. In experiment n.° 38, for instance, PK yielded two tons of tubers per hectar, whereas NK and NP yielded, respectively, 1.1.9 and 12.4 tons. In another trial, n.° 40 BK yielded 10.5 tons per hectar (less than check), while NPK yielded 16.2 tons. From the economical point of view, an amount of 80 kg of N to the hectar in the presence of PK, brougth better profits, application of PK alone, resulted in losses. Determinations of starch content in tubers of every treatment have shown no appreciable differences between them.
  • Clorose das fôlhas do cafeeiro excelsa

    Costa, A. S.; Mendes, J. E. Teixeira

    Abstract in English:

    A type of leaf chlorosis is shown by plants of excelsa coffee growing in nursery beds in a lath house at the Instituto Agronômico, Campinas. Tests made with various elements showed that this type of chlorosis is due to iron deficiency. Seedling plants of arabica coffee growing in the same beds do not show chlorosis, but these symptoms are exhibited by arabica scions grafted on some excelsa rootstocks. Scions from chlorotic excelsa plants recover the normal color when grafted on arabica rootstock. Likewise, arabica scions that had become chlorotic after being grafted on excelsa rootstock recovered when transferred onto an arabica rootstock. Other grafting tests indicated that no pathological cause seems to be associated with this type of chlorosis, and that it is probably due to genetical characteristics of the excelsa root system that prevents the plants from absorbing enough iron from the soil imder marginal conditions.
  • Observações gerais sôbre os grandes tipos de solo do estado de São Paulo

    Paiva Neto, J. E. De; Catani, H. A.; Küpper, A.; Medina, H. Penna; Verdade, F. C.; Gutmans, M.; Nascimento, A. C.

    Abstract in Portuguese:

    Êste trabalho suscinto sôbre os solos do Estado de São Paulo, é o resultado de 15 anos de estudos. Foram feitos nesse espaço de tempo, mais de 80.000 km de excursões pelo Estado ; coletados cêrca de 700 perfis de solo. com suas várias camadas e compreendendo profundidades entre 1,5 e 5,0 m* Foram tomadas mais de 20.000 amostras superficiais (até 40 cm) de solo ; mais de 4.000 amostras de rochas e cêrca de 6.000 fotografias. A superfície estudada, envolve cêrca de 24.700.000 ha e está situada entre as latitudes sul de 19°50' e 25°10' e entre as longitudes (seg. Greenwich) de 44°10' e 53°10'. As altitudes variam entre 3 e 1.700 m acima do nível do mar. Neste trabalho básico, inicial, dividimos o Estado em 10 grandes tipos de solo que se acham bastante relacionados com a petrologia em geral. A descrição dêsses 10 grandes tipos, segue a ordem cronológica decrescente, segundo as formações geológicas. Começamos pelos solos provenientes de rochas arcaicas, tais como gnaisses, granitos, etc. Damos, em geral, as características físicas e químicas, assim como geologia e análise mineralógica das frações : areia fina e areia grossa, dêsses grandes tipos de solo. No trabalho são mencionadas as áreas de cada tipo de solo existente no Estado de São Paulo, as culturas principais e a vegetação nativa. Comentam-se, também rapidamente, a erodibilidade desses solos e as suas características morfológicas. Incluem-se também fotografias típicas dos principais tipos de solo, bem como três mapas, o primeiro mostrando os caminhos principais percorridos nas excursões ; o segundo, os locais de retirada de amostras e o terceiro, o mapa dos 10 grandes tipos de solo do Estado de São Paulo.

    Abstract in English:

    The main soil types of the State of São Paulo, Brazil, were studied during the last 15 years and their general description is presented in this paper. Over 80,000 km of field excursions were made in order to collect approximately 4,000 rock samples, 700 profiles from depths varying from 1.5 to 5.0 m, 20,000 shallow samples and about 6,000 photographs. The soil types studiel cover an area of 24,700,000 ha, located between the latitudes 19° 50' and 25° 10' South, and the longitudes 44° 10' and 53° 10' West (Greenwich), the altitude varying from 3m to 1,700 m above sea level. For this area the temperature range in the dry winter season (May to July) is from 0° to 25°C and in the rainy summer months (November to February), from 18° to 30°C. The rainfail varies from 2,000 to 3,000 mm (along the cost) and from 1,000 to 1,800 mm in the plateau. The following ten main soil types were described : massapé salmourão, devoniano, glacial, corumbataí, arenito Botucatú, roxa legítima, arenito Baurú, terciário, baixadas, and roxa misturada, and their locations are given in fig. 3. For the ten soil types, determination of physical and chemical properties were made and presented in tables 1 to 14. General information is also given on the specific area, geological origin, topography, native vegetation, and main crops grown in each one of the soils studied.
  • A extração do manganês e suas formas de ocorrência em alguns solos do estado de São Paulo

    Catani, R. A.; Gallo, J. Romano

    Abstract in Portuguese:

    O presente trabalho estuda a capacidade de extração do manganês do solo, por diversas soluções, a fim de esclarecer as formas de ocorrência daquele elemento nos solos do Estado de São Paulo. Os solos estudados foram representados por três amostras de terra roxa legítima (solo oriundo de diabase), três amostras de solo massapé-salmourão (solo proveniente de gnais, xistos, granitos, etc.) e duas amostras de solo arenito Bauru (solo derivado da rocha sedimentar denominada arenito Bauru). Para extrair o manganês foram usadas as soluções : solução normal de acetato de amônio com pH = 7,00 ; solução normal e meio normal de nitrato de potássio ; solução normal e meio normal de nitrato de sódio ; solução normal de acetato de magnésio ; solução normal de nitrato de cálcio ; solução normal de acetato de amônio, contendo 0,4% de hidroquinona e com pH = 7,00 ; soluções de ácido nítrico 0,01, 0,05 e 0,2 normal. As extrações foram executadas por percolação usando 100 a 200 ml das mesmas para 10 g de terra. Foi, também, executada uma extração enérgica, usando-se H2SO4 (1+1) e HNO3 para conhecer o teor em manganês no estado de reserva. Os resultados obtidos mostraram que as soluções dos sais de magnésio e cálcio foram mais eficientes que as de acetato de amônio (sem hidroquinona), de nitrato de sódio e de nitrato de potássio, na extração do manganês. As soluções normais de nitrato de sódio e nitrato de potássio forneceram os resultados mais próximos dos obtidos com a solução normal de acetato de amônio com pH = 7,00. A solução de acetato de amônio contendo 0,4% de hidroquinona e com pH = 7,00 extraiu uma quantidade elevada de manganês, acontecendo o mesmo com as soluções 0,01, 0,05 e 0,2 normal de ácido nítrico. Os dados obtidos esclarecem que o manganês, além da forma "trocável", ocorre, nas amostras estudadas, na forma de óxidos hidratados, desde MnO.mH(2)0 até MnO2.nH2O e, provàvelmente, em outras formas. Em virtude da relativa complexidade das formas de ocorrência do manganês no solo, a extração do teor "trocável" exclusivo tornou-se difícil. Entretanto, admitindo-se como "trocável" o teor extraído pela solução normal de acetato de amónio com pH = 7,00, a solução que mais satisfez, sob cs pontos de vista de capacidade de extração e de facilidade de marcha analítica, foi a de nitrato de sódio normal. O teor de manganês extraído por qualquer das soluções dos sais de amônio, sódio, potássio, cálcio e magnésio das amostras estudadas, mostrou que a quantidade daquele elemento existente nos solos em questão é suficiente para satisfazer às exigências da maioria das plantas cultivadas.

    Abstract in English:

    This paper reports a study concerning the extraction of manganese from several soil types of the State of S. Paulo with different solutions. The soils studied were : 3 samples of a soil type originated from gneiss, granites, shales etc. ; 3 samples of a soil type derived from basalts, and 2 samples of a soil type whose original material came from a sandstone. Manganese was extracted by percolating 10 g of soil with 100 or 200 ml of the following solutions : normal solution of ammonium acetate, pH = 7.00 ; normal and one half normal solution of potassium nitrate ; normal and one half normal solution of sodium nitrate ; normal solution of magnesium acetate ; normal solution of calcium nitrate ; normal solution, of ammonium acetate with 0.4% of hydroquinone, pH = 7.00; 0.01, 0.05 and 0.2 normal solutions of nitric acid. Also, a less soluble form of maganese was extracted by treating 1 g of soil with H2SO4 and HNO3. Magnesium and calcium ions were more effective than sodium potassium and ammonium in extracting soil manganese. Normal sodium nitrate and potassium nitrate solutions extracted a little less manganese than normal ammonium acetate solution, pH = 7.00. The neutral solution of ammonium acetate plus 0.4% of hydroquinone, and the 0.01, 0.05 and 0.2 normal solutions of nitric acid extracted large amounts of manganese showing that manganese occurs in several forms in the studied soils. From all indications it is admited that manganese occurs as divalent, tetravalent and probably, in other stages between those valences. In spite of the fact that it was difficult to determine the exchangeable manganese, it is assumed that the normal sodium nitrate solution was one of the best for extracting that content and for analytical purposes. From all the data there are indications that the soils studied are quite well supplied with manganese.
  • Emprego de laminado plástico vinílico como amarrilho na enxertia Nota

    Germek, E.
Instituto Agronômico de Campinas Avenida Barão de Itapura, 1481, 13020-902 Campinas SP - Brazil, Tel.: +55 19 2137-0653, Fax: +55 19 2137-0666 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: bragantia@iac.sp.gov.br