Comparative analysis of remifentanil versus dexmedetomidine in the incidence of pain in a post-anesthesia care unit after bariatric surgery

Leopoldo Muniz da Silva Saullo Queiroz Silveira Arthur de Campos Vieira Abib Wilson Porfírio de Medeiros Nunes Otto Mittermayer Daniel Rodrigues de Oliveira Sobre os autores

RESUMO

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:

O objetivo deste estudo foi comparar técnicas anestésicas com sufentanil em diferentes doses na indução anestésica e infusão contínua de remifentanil ou dex medetomidina no intraoperatório para manutenção da anestesia, relacionando tais fatores à incidência de dor, náuseas e vômitos no pós-operatório e demais complicações na sala de recuperação pós-anestésica.

MÉTODOS:

Estudo observacional analítico retrospectivo reali zado em pacientes obesos (n=120). Os pacientes incluídos foram selecionados aleatoriamente e constituíram 4 grupos de 30 pa cientes cada: G1 - indução com sufentanil 0,5 µg.kg-1 associado à infusão continua de remifentanil; G2 - indução com sufentanil 0,7 µg.kg-1 associado à infusão contínua de remifentanil; G3 - indução com sufentanil 0,5 µg.kg-1 associado à infusão contínua de dexmedetomidina; G4 - indução com sufentanil 0,7 µg.kg-1 associado à infusão contínua de dexmedetomidina. Considerou -se como critério de significância valor de p<0,05.

RESULTADOS:

A incidência de dor na sala de recuperação pós -anestésica foi de 52,5% (n=63) e, entre esses, em 36,11% dos casos foi considerada intensa. A incidência de dor foi menor nos pacientes que receberam infusão de dexmedetomidina compara do àqueles que receberam infusão de remifentanil. A dose de su fentanil na indução anestésica não influenciou na incidência de dor (G1=G2>G3=G4) (p<0,05). A ocorrência de complicações respiratórias não apresentou diferença estatisticamente significa tiva entre os grupos.

CONCLUSÃO:

O uso de dexmedetomidina apresentou vanta gem em relação à analgesia na sala de recuperação pós-anestésica, sem aumento no risco de complicações respiratórias, quando comparado à infusão contínua de remifentanil, independente mente da dose de sulfentanil utilizada na indução.

Descritores:
Anestesia; Cirurgia bariátrica; Complicações; Dor; Segurança

Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor Av. Conselheiro Rodrigues Alves, 937 Cj2 - Vila Mariana, CEP: 04014-012, São Paulo, SP - Brasil, Telefones: , (55) 11 5904-2881/3959 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: dor@dor.org.br