Quality of quail eggs at different times of storage

Qualidade de ovos de codorna em diferentes tempos de armazenamento

Rafael Carlos Nepomuceno Pedro Henrique Watanabe Ednardo Rodrigues Freitas Carlos Eduardo Braga Cruz Maria Simone Mendes Peixoto Mayara Lemos de Sousa About the authors

Abstracts

A trial was conducted to evaluate quality of quail eggs from two companies (A and B) at two storage times (5 and 15 days after packing). A total of 480 eggs were kept at room temperature and distributed in a completely randomized design in 2x2factorial arrangement (companies and storage time). The results indicated that trays from company B presented higher weight, as well as mean egg weight. However, the eggs in trays from company A showed greater uniformity. Evaluating the external quality, we found that above 90% of eggshell were considered with total integrity, and no difference for this characteristic between companies was found. The eggs from company A presented lower average weight in comparison to those from company B, regarding storage time. No differences were observed between eggs from companies A and B for Haugh unit value. Storage time of 15 days after packing promoted reduction in Haugh unit value in comparison to those stored for 5 days. Quail eggs from company A presented lower variation in weight, although heavier eggs are produced by company B. Internal quality of quail eggs from both companies was similar. Storage time affected eggs quality.

eggs standardization; Haugh unit value; shell integrity


O estudo foi conduzido para avaliar a qualidade de ovos de codorna de duas empresas (A e B) em dois tempos de armazenamento (5 e 15 dias após data de embalagem). Um total de 480 ovos foram mantidos em temperatura ambiente e distribuídos em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x2 (empresas e tempo de armazenamento). Os resultados indicam que as bandejas de ovos da companhia B apresentaram maior peso, como também no peso médio dos ovos. No entanto, os ovos em bandejas da empresa A apresentou maior uniformidade. Avaliando-se a qualidade externa, foi observada que acima de 90% dos ovos apresentaram cascas com total integridade, e não houve diferença para esta característica entre as empresas. Os ovos da empresa A apresentaram peso médio menor em comparação com os da empresa B, indenpendente do tempo de armazenamento. Não foram observadas diferenças entre os ovos de empresas A e B para valores de unidade Haugh. O tempo de armazenamento de 15 dias após a embalagem promoveu a redução nos valores de unidade Haugh em relação aos armazenados por 5 dias. Ovos de codorna da empresa A apresentaram menor variação de peso, embora os ovos da empresa B tenham apresentado maior peso. Os ovos de ambas as empresas apresentaram mais de 90% de ovos com integridade total da casca. A qualidade interna de ovos de codorna de ambas as empresas foram semelhantes, apesar do tempo de armazenamento ter afetado as características qualitativas dos mesmos.

Integridade da casca; padronização dos ovos; unidades Haugh


  • 1
    Moura GS, Barreto SLT, Lanna EAT. Efeito da redução da densidade energética de dietas sobre as características do ovo de codorna japonesa. Revista Brasileira de Zootecnia. 2010; 39(6): 1266-1271.
  • 2
    Moura AMA, Oliveira NTE, Thiebaut JTL, Melo TV. Efeito da temperatura de estocagem e do tipo de embalagem sobre a qualidade interna de ovos de codornas japonesas (Coturnix japonica). Ciência e Agrotecnologia. 2008; 32(2): 578-582.
  • 3
    Xavier IMC, Cançado SV, Figueiredo TC, Lara LJC, Lana AMQ, Souza MR, Baião NC. Qualidade de ovos de consumo submetidos a diferentes condições de armazenamento. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. 2008; 60(4): 953-959.
  • 4
    Barbosa NAA, Sakomura NK, Mendonça MO, Freitas ER, Fernandes JBK. Qualidade de ovos comerciais provenientes de poedeiras comerciais armazenados sob diferentes tempos e condições de ambientes. ARS Veterinaria. 2008; 24(2): 122-133.
  • 5
    Figueiredo TC, Cançado SV, Viegas RP, Rêgo IOP, Lara LJC, Souza MR, Baião NC. Qualidade de ovos comerciais submetidos a diferentes condições de armazenamento. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. 2011; 63(3): 712-720.
  • 6
    Rodrigues KRM, Salay E. Atitudes de granjeiros, atacadistas, varejistas e consumidores em relação à qualidade sanitária do ovo de galinha in natura. Revista de Nutrição. 2001; 14(3): 185-193.
  • 7
    Santos MSV, Espíndola GB, Lôbo RNB, Freitas ER, Guerra JLL, Santos ABE. Efeito da temperatura e estocagem em ovos. Ciência e Tecnologia de Alimentos. 2009; 29(3): 513-517.
  • 8
    BRASIL. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal. Decreto nº 30.691 de 29 de março de 1952, e alterações. DOU. Brasília, 1997. Avaliable from: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1950-1969/D30691.htm
  • 9
    Freitas ER, Sakomura NK, Gonzalez MM, Barbosa NAA. Comparação de métodos de determinação da gravidade específica de ovos de poedeiras comerciais. Pesquisa Agropecuária Brasileira. 2004; 39(20): 509-512.
  • 10
    Alleoni AN, Antunes AJ. Unidade Haugh como medida de qualidade de ovos de galinha armazenados sob refrigeração. Scientia Agricola. 2001; 58(4) 681-685.
  • 11
    Murakami AE, Barriviera VA, Scapinello C, Valério SR. Efeito da temperatura e do período de armazenamento sobre a qualidade interna do ovo de codorna japonesa (Coturnix coturnix japonica) para consumo humano. Revista Unimar. 1994; 16(suplemento 1): 13-25.
  • 12
    Baptista RF, Koech KP, Ribeiro ROR, Mársico ET, Mano SB. Influência do trincamento da casca do ovo sobre sua qualidade comercial. Revista Brasileira de Ciência Avícola. 2007; 14(1): 35-38.
  • 13
    Yannakopoulos AL, Tserveni-Gousi AS. Quality characteristics of quail eggs. British Poultry Science. 1986; 27 (issue 2):171-176.
  • 14
    Lemos MJ, Calixto LFL, Fernandez IB, Melo IA, Souza DS. Peso, percentual e espessura de casca de ovos de codornas japonesas na faixa etária de 6 a 18 semanas. Revista Academica – Ciências Agrárias e Ambientais. 2012; 10(2): 183-188.
  • 15
    Abdallah AG, Harms RH, El-Husseiny O. Various methods of measuring shell quality in relation to percentage of cracked eggs. Poultry Science, v.72, p.2038-2043, 1993.
  • 16
    Rocha JSR, Barbosa VM, Lara LJC, Baião NC, Cançado SV, Lana AMQ, Pompeu MA, Vasconcelos RJC, Machado ALC, Miranda DJA, Fernandes MNS, Mendes PMM. Efeito do armazenamento e da cantaxantina dietética sobre a qualidade do ovo fértil e o desenvolvimento embrionário. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. 2013; 65(3): 792-800.
  • 17
    Seleim MA, El-Prince E. Effect of storage and boiling on some quality characteristics of eggs. Assiut Journal of Agricultural Sciences. 2000; 31(4): 1-15.
  • 18
    Scott TA, Silversides FG. The effect of storage and strain of hen on egg quality. Poultry Science. 2000; 79: 1725-1729.
  • 19
    Carvalho FBC, Stringhini JH, Jardim Filho RM, Leandro NSM, Padua JT, Deus HASB. Influência da conservação e do período de armazenamento sobre a qualidade interna e de casca de ovos comerciais. Revista Brasileira de Ciência Avícola. 2003; suplemento 5: 100.
  • 20
    Souza HBA, Souza PA. Efeito da temperatura de estocagem sobre a qualidade interna de ovos de codorna armazenados durante 21 dias. Alimentos e Nutrição. 1995; 6: 7-13.
  • 21
    Ahn, BY, Kim JW, Lee YBI. Studies on the quality of locally produced eggs during marketing and distribution. II. Effects of washing treatment and storage temperature on egg quality. Korean Journal of Animal Science. 1991; 23(2): 92-96.

Publication Dates

  • Publication in this collection
    22 Jan 2015
  • Date of issue
    Dec 2014

History

  • Received
    10 May 2013
  • Accepted
    17 Sept 2014
Universidade Federal de Goiás Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia, Campus II, Caixa Postal 131, CEP: 74001-970, Tel.: (55 62) 3521-1568, Fax: (55 62) 3521-1566 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistacab@gmail.com