Extratos de páprica e/ou marigold melhora produtividade e cor de gema em codornas de postura

Higor Castro Oliveira Maria Cristina de Oliveira Uilcimar Martins Arantes Early Theodoro Alves de Argyri Sobre os autores

Resumo

Este estudo foi conduzido para avaliar os efeitos dos extratos de páprica e marigold sobre a produtividade de codornas Japonesas, qualidade e análise sensorial dos ovos. Codornas Japonesas foram alocadas em delineamento completamente ao acaso e arranjo fatorial 2 × 2 + 1, e quatro repetições. As dietas foram formuladas baseadas em: 1) milho (controle) e 2) sorgo (S) sem pigmentos, 3) S + 0,06% de extrato de páprica (EP), 4) S + 0,01% de extrato de marigold (EM) e 5) S + 0,06% EP + 0,01% EM. Não houve efeito da interação controle e fatorial sobre consumo de ração, taxa de postura ou massa de ovo; entretanto, a conversão alimentar foi menor entre codornas alimentadas com dietas contendo ambos os extratos. A inclusão de EP e EM nas dietas melhorou a conversão alimentar e a cor de gema; a inclusão de EP reduziu o consumo de ração e o peso específico dos ovos. Comparado com o controle, os tratamentos baseados em sorgo ou sorgo + EP levaram à diferença no sabor do ovo e na cor da gema na análise sensorial. Concluiu-se que os extratos de páprica e marigold poderiam ser incluídos em dietas para codornas por melhorar a conversão alimentar e a cor de gema.

Palavras chave:
aditivos alimentares; alimentação de aves; pigmentação de gema

Universidade Federal de Goiás Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia, Campus II, Caixa Postal 131, CEP: 74001-970, Tel.: (55 62) 3521-1568, Fax: (55 62) 3521-1566 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistacab@gmail.com