Accessibility / Report Error

AVALIAÇÃO MORFOMÉTRICA DO CORAÇÃO CANINO SEM ALTERAÇÕES MACROSCÓPICAS DE DOENÇA CARDÍACA

Resumo

Avaliou-se morfometricamente o coração de 30 cães adultos, sem histórico de doença cardíaca, sem restrição quanto ao porte e escore corporal, encaminhados para exame necroscópico e que não apresentavam alterações macroscópicas. A maioria dos animais era sem raça definida, sendo 14 machos e 16 fêmeas. Observou-se correlação positiva do peso dos cães com o tamanho do coração, com a espessura das paredes dos ventrículos e átrios, assim como com a largura e o comprimento das câmaras. Ainda, não foi constatada correlação entre a espessura dos átrios direito e esquerdo e o peso dos animais. A relação entre o peso cardíaco e o peso corpóreo dos cães foi mensurada individualmente, obtendo-se que o peso do coração representa de 0,6% a 1,1% do peso corporal. Não foram observadas diferenças relacionadas ao sexo. Na avaliação do quociente de relação entre os eixos cardíacos vertical e horizontal obteve-se o índice de 1,11 +/- 0,21. Em relação à proporção da espessura muscular dos ventrículos esquerdo e direito, obteve-se espessura do ventrículo esquerdo 1,6 a três vezes maior que a do ventrículo direito. Os dados desta pesquisa contribuem na construção de tabelas com valores de referência das diferentes medidas cardíacas em cães.

Palavras-chave:
átrios; câmaras cardíacas; cão; miocárdio; ventrículos

Universidade Federal de Goiás Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia, Campus II, Caixa Postal 131, CEP: 74001-970, Tel.: (55 62) 3521-1568, Fax: (55 62) 3521-1566 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistacab@gmail.com