Accessibility / Report Error

Efeito heterótico nas partes não-integrantes a carcaça de novilhos terminados em confinamento

Heterotic effect on non-integrant parts of carcass from steers finished in feedlot

Objetivou-se avaliar o efeito heterótico sobre as partes não-integrantes da carcaça de novilhos do cruzamento entre as raças Charolês (Ch) e Nelore (Ne) e cruzados entre essas raças de quinta (21/32Ch 11/32Ne; 21/32Ne 11/32Ch) e sexta (43/64Ch 21/64Ne; 43/64Ne 21/64Ch) gerações, terminados em confinamento. O efeito heterótico foi positivo para pesos de abate e corpo vazio em todas as gerações, cabeça na quinta (1,29 kg) e sexta (1,04 kg) gerações e orelhas na quinta geração (0,17 kg). Houve efeito heterótico em ambas as gerações para rúmen-retículo e intestinos e abomaso na quinta geração. Em peso absoluto, houve efeito heterótico para coração, pulmões, rins e baço (0,14; 0,11; 0,55 e 0,16 kg, respectivamente) na quinta geração e para pulmões (0,61 kg) na sexta geração. O efeito heterótico foi positivo para gorduras renal, do coração e do trato digestório em ambas as gerações e gordura inguinal na sexta geração. Em relação ao peso de corpo vazio, houve efeito heterótico para couro, em ambas as gerações, orelhas na quinta geração e gordura de coração e sangue, na sexta geração. Novilhos cruzados apresentam maiores pesos dos diferentes conjuntos dos componentes externos à carcaça em relação a animais definidos das raças Charolês e Nelore.

couro; cruzamento; fígado; peso de corpo vazio; trato digestório


Universidade Federal de Goiás Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia, Campus II, Caixa Postal 131, CEP: 74001-970, Tel.: (55 62) 3521-1568, Fax: (55 62) 3521-1566 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistacab@gmail.com