Efeito de diferentes filmes plásticos dupla face sobre características quimíco-fermentativas da silagem de milho

Fernando Braga Cristo Mikael Neumann Fernando de Souza Sidor Maria Eduarda Cozechen Seller Daniel Corrêa Plodoviski Everton Luiz Carneiro Paulo Victor Pinheiro Cesar Leticia Santos Savoldi Luísa da Costa Sobre os autores

Abstract

The objective of this study was to evaluate the efficiency of different double-sided plastic films on chemical and fermentation characteristics, dry matter digestibility, aerobic stability, physical and dry matter losses in corn silages stored in bunker silos. This was a completely randomized experimental design consisting of three treatments: DF110µm - double-sided polyethylene with 110 µm thickness; DF200µm - double-sided polyethylene with 200 µm thickness; and DFBO - oxygen-impermeable film consisted of double-sided polyethylene with 80 µm thickness overlaid with a translucent vacuum polyamide film with 20 µm thickness. The use of DF200µm film increased the ruminal dry matter digestibility by 4.58% and reduced the silage temperature by 3.1 °C, as well as the physical losses of the corn silage were reduced by 118.9 g kg-1 DM using DFBO and 95 g kg-1 DM with DF200µm; DFBO resulted in the highest aerobic stability (127 hours) of corn silage. The use of DF200µm and DFBO is recommended for preserving corn silage in bunker silos.

Keywords:
Oxygen barrier; Dry matter digestibility; Aerobic stability; Dry matter losses; Polyamide

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de diferentes filmes plásticos dupla face sobre as características quimiofermentativas, digestibilidade da matéria seca, estabilidade aeróbica, perdas físicas e de matéria seca de silagens de milho armazenadas em silos trincheira. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, compostos por três tratamentos: DF110µm - polietileno dupla face com espessura de 110 µm; DF200µm - polietileno dupla face com espessura de 200 µm; e DFBO - película impermeável ao oxigênio composta de polietileno dupla face com espessura de 80 µm sobreposta a uma película de poliamida translúcida a vácuo com espessura de 20 µm. O uso do filme DF200µm aumentou em 4,58% a digestibilidade ruminal da matéria seca e reduziu em 3,1 °C a temperatura da silagem, assim como as perdas físicas da silagem de milho foram reduzidas em 118,9 g kg-1 da MS pela utilização do DFBO e 95 g kg-1 da MS com o DF200µm, o DFBO apresentou a maior estabilidade aeróbica (127 horas) da silagem de milho. O uso de filme DF200µm e DFBO é recomendado para conservação de silagem de milho em silos do tipo trincheira.

Palavras-chave:
Barreira de oxigênio; Digestibilidade da matéria seca; Estabilidade aeróbica; Perdas de matéria seca; Poliamida

Introdução

A silagem de milho é o volumoso mais utilizado para alimentação de bovinos confinados, devido ao ótimo potencial produtivo de matéria seca e valor nutritivo(11 Oliveira CA, Millen DD, Survey of the nutritional recommendations and management practices adopted by feedlot cattle nutritionists in Brazil. Animal Feed Science Technology. 2014;197: 64-75. English. Available in: https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2014.08.010
https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.201...
). No entanto, o processo de ensilagem exige condições específicas para uma correta fermentação e conservação dessa forragem, principalmente na obtenção de um ambiente anaeróbio no silo de armazenamento(22 Silva MSJD, Jobim CC, Poppi EC, Tres TT, Osmari MP. Production technology and quality of corn silage for feeding dairy cattle in Southern Brazil. Revista Brasileira de Zootecnia. 2015; 44(9): 303-313. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1806-92902015000900001
https://doi.org/10.1590/S1806-9290201500...
).

A obtenção da anaerobiose no interior do silo é dependente de inúmeros fatores(33 Borreani G, Tabacco E, Cavallarin L. A new oxygen barrier film reduces aerobic deterioration in farm-scale corn silage. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4701-4706. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310...
), sendo que a vedação e a escolha do filme plástico utilizado no silo estão intimamente ligadas à qualidade bromatológica e digestibilidade da silagem resultante, impactando diretamente no aproveitamento e desempenho dos animais(44 Borreani G, Tabacco E. Improving corn silage quality in the top layer of farm bunker silos through the use of a next generation barrier film with high impermeability to oxygen. Journal Dairy Science. 2014; 97(4): 2415-2426. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632
https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632...
, 55 Ferraretto LF, Shaver RD. Effects of whole-plant corn silage hybrid type on intake, digestion, ruminal fermentation, and lactation performance by dairy cows through a meta-analysis. Journal of Dairy Science. 2015; 98(4): 2662-2675. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2014-9045
https://doi.org/10.3168/jds.2014-9045...
, 66 Neumann M, Leão GFM, Askel EJ, Marafon F, Figueira DN, Poczynek M. Sealing type effect on corn silage quality in bunker silos. Ciência Rural. 2017; 47(5): 1-6. English. Available in: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160643
https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160...
, 77 Neumann M, Leão GFM, Santos LC, Marafon F, Askel EJ. Double seal in corn silage in confined cattle production. Revista de Ciências Agroveterinárias (Journal of Agroveterinary Sciences). 2018; 17(1): 100-106. Portuguese. Available in: https://doi.org/10.5965/223811711712018100
https://doi.org/10.5965/2238117117120181...
).

Utilizar filmes plásticos à base de polietileno para vedar silos foi considerado um grande marco na produção de alimentos conservados, permitindo isolar o alimento depositado no silo das variações de temperatura, chuva e do oxigênio(44 Borreani G, Tabacco E. Improving corn silage quality in the top layer of farm bunker silos through the use of a next generation barrier film with high impermeability to oxygen. Journal Dairy Science. 2014; 97(4): 2415-2426. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632
https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632...
). Os filmes plásticos de qualidade devem ser impermeáveis ao oxigênio e à água, possuir boa capacidade de isolamento, ser resistente e com alta durabilidade, atributos indispensáveis na vedação(88 Bernardes, TF. Advances in Silage Sealing. In: Da Silva T, Santos EM. Advances in Silage Production and Utilization. 1 ed. Rijeka, Croatia: InTech; 2016. p. 53-62. English. Available in:(https://www.intechopen.com/books/advances-in-silage-production-and-utilization/advances-in-silage-sealing).
https://www.intechopen.com/books/advance...
).

No entanto, o uso isolado do polietileno é incapaz de barrar totalmente o oxigênio, fato que pode gerar alterações durante o processo de fermentação e conservação da silagem, resultando em deterioração aeróbica que acarreta perdas significativas(99 Wilkinson JM, Fenlon JS. A meta-analysis comparing standard polyethylene and oxygen barrier film in terms of losses during storage and aerobic stability of silage. Grass and Forage Science. 2014; 69(3): 385-392. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12087
https://doi.org/10.1111/gfs.12087...
). Buscando sanar essa problemática, a combinação entre polímeros plásticos como a poliamida com o polietileno, por meio do processo de extrusão, tornou-se uma alternativa, pois combina a capacidade de barreira da poliamida à boa resistência mecânica do polietileno(33 Borreani G, Tabacco E, Cavallarin L. A new oxygen barrier film reduces aerobic deterioration in farm-scale corn silage. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4701-4706. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310...
).

Mensurar as perdas geradas pela ineficiência no sistema de vedação se tornou indispensável para alcançar sucesso em sistemas produtivos, nos quais se utiliza a silagem como principal volumoso, porém há poucos trabalhos que investigam a influência do tipo de vedação em sistemas produtivos de corte no Brasil.

Diante disso, o objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência da vedação com diferentes filmes plásticos dupla face sobre as características quimiofermentativas, digestibilidade da matéria seca, estabilidade aeróbica, perdas físicas e de matéria seca de silagens de milho armazenadas em silos trincheira.

Material e métodos

Todos os procedimentos experimentais foram previamente submetidos à apreciação do Comitê de Conduta Ética no Uso de Animais em Experimentação (CEUA), da UNICENTRO, tendo sido aprovados para execução (Ofício n° 021/2018).

O experimento foi realizado no Núcleo de Produção Animal da Universidade Estadual do Centro-Oeste, na cidade de Guarapuava-PR, com clima da região, conforme classificação de Köppen, do tipo subtropical mesotérmico úmido (Cfb), sem estação seca, com verões frescos e inverno moderado, em altitude aproximada de 1.100 m, com precipitação média anual de 1.944 mm, temperatura média mínima anual de 12,7º C e média máxima anual de 23,5º C com umidade relativa do ar de 77,9%.

O solo da área experimental foi classificado como Latossolo Bruno Típico(1010 Pott CA, Müller MML, Bertelli PB. Green manuring as an agroecological alternative for the recovery of soil fertility. Revista Ambiência. 2007; 3(1): 51-63. Portuguese. Available in: https://revistas.unicentro.br/index.php/ambiencia/article/view/300/412
https://revistas.unicentro.br/index.php/...
), e a área de cultivo do milho vem sendo utilizada nos últimos anos com pastagens de ciclo anual na estação de inverno e lavouras de milho na estação de verão, recebendo, a cada estação de cultivo, adubações com nitrogênio, fósforo e potássio, conforme as recomendações da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo(1111 Brazilian Society of Soil Science. State Center Paraná. Fertilization and Liming Manual for the State of Paraná. - Curitiba:SBCS/NEPAR; 2017. 301p. Portuguese. Available in:https://www.sbcs.org.br/index.php?route=product/product&product_id=136
https://www.sbcs.org.br/index.php?route=...
).

A lavoura de milho (Zea mays, L.) foi implantada em 02/11/2017, utilizando sementes do híbrido Maximus Viptera 3 (Syngenta®), de ciclo precoce, com finalidade de produzir grãos e silagem, tendo os grãos textura dura e biotecnologia de resistência à Glyphosate. A semeadura foi em sistema de plantio direto, utilizando-se espaçamento entre linhas de 0,80 m, profundidade de semeadura de 0,04 m e distribuição de 5 sementes por metro linear, visando população final de 62.500 mil plantas ha-1.

A adubação de base utilizada foi de 500 kg ha-1 com o fertilizante 12-31-17 (N-P-K) e a adubação em cobertura com 500 kg ha-1 com o fertilizante Nitrosulfocálcio fórmula 27-00-00 + S, que possui em sua composição os nutrientes (27% N, 5% Ca, 3,7% S), sendo o produto comercial Yara Bela Plus®. O manejo anterior à implantação da cultura do milho se baseou no controle de plantas indesejáveis e insetos pelo método químico, utilizando o herbicida a base de Glyphosate (produto comercial Roundup WG®: 2 kg ha-1), Imidacloprido + Beta-ciflutrina (produto comercial Connect®: 0,75 L ha-1) e óleo mineral (produto comercial Nimbus®: 0,5 L ha-1). Já no controle em pós-emergência, foi utilizado Atrazine + Simazine (produto comercial Primatop®: 3 L ha-1), Nicosulfuron (produto comercial Nortox®: 0,7 L ha-1) e Alfa-cipermetrina (produto comercial Imunit®: 0,18 L ha-1), mediante laudo técnico da lavoura. A aplicação de inseticida se deu com Thioacetimidate 216 g L-1+ Metanol 383,5 g L-1 (produto comercial Bazuka® 216 SL dose de 0,60 L ha-1).

Previamente à confecção da silagem, amostras da planta inteira e dos componentes estruturais: colmo, folhas, brácteas mais sabugo e grãos (material original), em fase reprodutiva R5 (fase de grão duro), foram obtidas de forma homogênea e representativa, pesadas e pré-secas em estufa de ar forçado a 55º C. Após 72 horas de secagem, foram pesadas novamente para determinação do teor de matéria seca (MS), conforme AOAC(1212 AOAC Association of Official Analytical Chemists. Official Methods of Analysis of the Association of Official Analytical Chemists, 16th edition, Association of Official Analytical Chemists. Arlington, V.A., U.S.A. 1995. English. Available in: https://www.aoac.org/journal-of-aoac-international/
https://www.aoac.org/journal-of-aoac-int...
). Tal procedimento permitiu estimar o potencial produtivo de produção de biomassa verde (kg ha-1) e de matéria seca ensilável (kg ha-1), assim como a estrutura física da planta e os valores de matéria seca dela e de seus componentes estruturais para caracterização agronômica da lavoura. Também foram determinadas a altura da inserção da primeira espiga, a altura da planta (m) e o número de folhas secas por planta (Tabela 1).

Tabela 1
Caracterização agronômica da planta de milho no momento da ensilagem (Safra 2017/2018)

A colheita das plantas de milho foi realizada aos 145 dias pós-emergência, em estádio fenológico de grão duro (R5), com auxílio de uma colhedora de forragens de precisão JF® modelo C-120 AT S2, com altura de corte de 20 cm e regulagem de tamanho médio de partícula com proporção de 2,5% na primeira peneira (>1,9 cm), 52,5% na segunda peneira (1,9-0,7 cm) e 44,0% na terceira peneira (<0,7 cm).

O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, composto por três tratamentos: DF110µm - polietileno dupla face com espessura de 110 µm; DF200µm - polietileno dupla face com espessura de 200 µm; e DFBO - película impermeável ao oxigênio composta de polietileno dupla face com espessura de 80 µm sobreposta a uma película de poliamida translúcida a vácuo com espessura de 20 µm, com quatro repetições cada.

O DF110µm consistiu na utilização de filme plástico dupla face, composto de polietileno com 110 µm de espessura, Plus Agrolord®, da empresa Basso Pancote. O DF200µm consistiu na utilização de um filme plástico dupla face, de polietileno com espessura 200 µm, da empresa Carga Pesada®. Já para o DFBO, utilizou-se o filme plástico Polydress® O2Barrier 2IN1, da empresa RKW, que possui uma camada de 80 µm de um filme protetor composta de polietileno, sobreposta a uma camada de filme vácuo translúcido de poliamida com espessura de 20 µm que garante a impermeabilidade ao oxigênio.

A abertura dos silos ocorreu simultaneamente aos 75 dias após a ensilagem, o manejo no desabastecimento constou da retirada diária de 0,15 m e o período de desensilagem ocorreu por 100 dias. Os silos utilizados eram do tipo trincheira, sendo que cada silo constou de uma repetição, foram utilizados 12 silos trincheira com 15 metros de comprimento, 1,2 metros de altura e 1,2 metros de largura.

Para estimar as perdas de matéria seca, foram alocados 24 bags no interior dos silos experimentais durante a ensilagem conforme proposto por Neumann et al.(1313 Neumann M, Sandini IE, Ost PR, Falbo MK, Lustosa SBC, Pellegrini LG. feedlot performance of steers fed with silages of corn and of sorghumassociated with three levels of concentrate. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas. 2007; 6(3): 365-378. Portuguese. Available in: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v6n03p%25p
https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms....
). Os bags foram distribuídos de acordo com cada tratamento e cada repetição. Eles foram preenchidos de forma homogênea com material original e peso conhecido. A designação de bags refere-se a um saco de náilon maleável 100% poliamida, com poros de 85 micrômetros, dimensões de 12 cm x 50 cm respectivamente de diâmetro e comprimento. Cada bag foi identificado, pesado individualmente vazio e, depois, novamente pesado após seu enchimento. Para vedar os bags, foram utilizados lacres do tipo braçadeira flexível de PVC. A massa específica final da silagem contida nos bags foi submetida ao mesmo procedimento de compactação que o material original contido nos silos, com auxílio de um trator, a fim de garantir a mesma compactação entre material original dos bags e do silo.

Mensurações de temperatura das silagens foram realizadas em 6 pontos da face de cada silo, sendo coletadas às 06:00, 12:00 e 16:00 horas, assim como a temperatura ambiente, com uso de termômetro digital de haste metálica, temporizador e amplitude de leitura corrente entre -50 a 250oC. As mensurações de temperatura na silagem foram realizadas na profundidade de 7 cm na massa estruturada na face dos silos. O gradiente de temperatura (GT) foi obtido pela diferença encontrada entre a temperatura do meio ambiente com a temperatura das silagens avaliadas. No mesmo período, leituras de pH também foram diariamente realizadas às 6:00 horas, por meio do uso de potenciômetro digital de bancada, de acordo com a metodologia estabelecida por Cherney e Cherney(1414 Cherney JH, Cherney DJR. Assessing Silage Quality. In: Buxton DR, Muck RE, Harrison HJ. Silage Sci-ence and Technology. 4nd ed. American Society of Agronomy, Inc., Crop Science Society of America, Inc., Soil Science Society of America, Inc. 2003. p. 141-198. English. Available in: (https://acsess.onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.2134/agronmonogr42.c4)
https://acsess.onlinelibrary.wiley.com/d...
).

As perdas físicas da silagem foram estimadas diariamente durante o período experimental, por meio da pesagem da silagem considerada visivelmente deteriorada no momento do desabastecimento do silo que foi posteriormente descartada. Os valores obtidos foram corrigidos para os teores de matéria seca semanal.

Duas vezes por semana durante o período de avaliação, amostras homogêneas de silagem do painel dos silos foram coletadas, pesadas e pré-secas em estufa de ar forçado a 55ºC até obtenção de peso constante para determinação do teor parcial de matéria seca (MS), sendo sequencialmente moídas em moinho tipo “Wiley”, com peneira de malha de 1 mm. Nas amostras moídas, foram determinados os teores de matéria seca total (MST) e de matéria mineral (MM) conforme Silva e Queiroz(1515 Silva DJ, Queiroz AC. Análise de alimentos, métodos químicos e biológicos. 3ª reimpressão. Universidade Federal de Viçosa; 2009. 235p. Portuguese. Available in: https://www.editoraufv.com.br/produto/analise-de-alimentos-3-edicao/1108830
https://www.editoraufv.com.br/produto/an...
).

Posteriormente, determinou-se a matéria seca total em estufa a 105ºC por 4 horas, a proteína bruta (PB) pelo método micro Kjedahl e a matéria mineral (MM) por incineração a 550°C durante 4 horas conforme técnicas descritas em AOAC(1212 AOAC Association of Official Analytical Chemists. Official Methods of Analysis of the Association of Official Analytical Chemists, 16th edition, Association of Official Analytical Chemists. Arlington, V.A., U.S.A. 1995. English. Available in: https://www.aoac.org/journal-of-aoac-international/
https://www.aoac.org/journal-of-aoac-int...
). Os teores da fibra em detergente neutro (FDN) foram obtidos conforme método de Van Soest et al.(1616 Van Soest PJ, Robertson JB, Lewis BA. Methods for dietary fiber, neutral detergent fiber, and nonstarch polysaccharides in relation to animal nutrition. Journal of Dairy Science. 1991; 74(10): 3583-3597. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(91)78551-2
https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(9...
) com (-amilase termoestável e os teores da fibra em detergente ácido (FDA) e de lignina (LIG), segundo Goering & Van Soest(1717 Goering HK, Van Soest PJ, Forage fiber analysis: apparatus reagents, procedures and some applications. Agricultural Handbook. 1970. p.379. English. Available in: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=2BjFvEonaHoC&oi=fnd&pg=PA1&dq=Goering+HK,+Van+Soest+PJ,+Forage+fiber+analysis:+apparatus+reagents,+procedures+and+some+applications.+Agricultural+Handbook.+1970.+p.379.+&ots=mNWMXpHJqX&sig=eLL9DhSM6Mm58bIGBv-QXhkynIs#v=onepage&q&f=false
https://books.google.com.br/books?hl=pt-...
). Os teores de nutrientes digestíveis totais (NDT) foram calculados conforme equações propostas por Bolsen et al.(1818 Bolsen KK, Ashbell G, Weinberg ZG. Silage fermentation and silage additives-Review. Asian-Australasian journal of animal sciences. 1996; 9:483-494. English. Available in: https://doi.org/10.5713/ajas.1996.483
https://doi.org/10.5713/ajas.1996.483...
). Os teores de hemicelulose foram obtidos por diferença entre a FDN e FDA, assim como os teores de celulose foram obtidos da diferença entre FDA e lignina.

O valor relativo do alimento foi estimado por meio da equação VRA=%NDTxCMSPV/1,29x100, sugerida por Bolsen et al.(1818 Bolsen KK, Ashbell G, Weinberg ZG. Silage fermentation and silage additives-Review. Asian-Australasian journal of animal sciences. 1996; 9:483-494. English. Available in: https://doi.org/10.5713/ajas.1996.483
https://doi.org/10.5713/ajas.1996.483...
). O consumo de matéria seca em porcentagem de peso vivo foi estimado via equação CMSPV,%=120/FDN.

A digestibilidade ruminal da matéria seca e a taxa de desaparecimento ruminal da matéria seca das silagens foram estimadas pela técnica in situ, utilizando sacos de náilon medindo 12 cm x 8 cm e com poros de 40 a 60 µm, contendo 5 g de amostra seca de cada material, moído a 1 mm, para posterior incubação no rúmen(1919 Nocek JE. In situ and other methods to estimate ruminal protein and energy digestibility: a review. Journal of Dairy Science. 1988; 71(8): 2051-2069. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(88)79781-7
https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(8...
). Os tempos de incubação utilizados foram de 0, 6, 12, 24, 36, 48 e 168 horas. Para tal, foram utilizados dois novilhos, sendo estes alocados na Unidade Didática de Bovinocultura de Corte da Universidade Estadual do Centro-Oeste, os dois possuem 60 meses de idade, peso vivo médio de 650 kg, portadores de cânula ruminal que foi implantada pela técnica de ruminostomia, previamente aprovada pelo Comitê de Conduta Ética no Uso de Animais em Experimentação (CEUA/UNICENTRO), sob o ofício nº 030/2014.

A determinação do perfil fermentativo foi realizada conforme metodologia descrita por Price(2020 Price JDA. Modification of the Barker - Summer son Method for the Determination of Lactic Acid. Afialyst. 1969; 94(1125): 1151-1152. English. Available in: https://doi.org/10.1039/AN9699401151
https://doi.org/10.1039/AN9699401151...
). A concentração do ácido acético nas amostras foi determinada por cromatografia gasosa, utilizando um cromatógrafo Shimadzu© GC-2010 Plus equipado com injetor automático AOC-20i, coluna capilar Stabilwax-DA™ (30 m, 0,25 mm ID, 0,25µm df, Restek©) e detector de ionização de chama (FID), após acidificação delas com 1 M de ácido fosfórico p.a. (Ref. 100573, Merck©) e fortificação com o padrão WSFA-2 (Ref. 47056, Supelco©). A amostra coletada da silagem de cada tipo de vedação foi de 15 g, as quais foram homogeneizadas por meio de um liquidificador com 200 mL de água destilada. Após a homogeneização de um minuto, a amostra foi peneirada e centrifugada, sendo retirada dela o volume de 1 µL. Nessa amostra, foi injetada com taxa de split de 40:1, utilizando hélio como gás de arraste à velocidade linear de 42 cm.s-1, obtendo-se a separação dos analitos em uma corrida cromatográfica de 11,5 minutos. As temperaturas do injetor e do detector foram, respectivamente, 250ºC e 300ºC, e a temperatura inicial da coluna de 40ºC. A rampa de temperatura da coluna se iniciou com um gradiente de 40 até 120ºC à taxa de 40ºC min-1, seguido de um gradiente de 120 até 180ºC à taxa de 10ºC min-1e de 180 a 240 ºC à taxa de 120ºC min-1, mantendo-se a temperatura a 240ºC por mais 3 minutos ao final. Para a quantificação dos analitos, uma calibração do método foi feita com diluições do padrão WSFA-2 (Ref. 47056, Supelco©) de ácido acético glacial (Ref. 33209, Sigma-Aldrich©) e de etanol grau HPLC (Ref. 459828, Sigma-Aldrich©) analisadas sob as condições descritas acima. A detecção e a integração dos picos foram feitas utilizando-se o software GCsolution v. 2.42.00 (Shimadzu©).

A avaliação de estabilidade aeróbia foi realizada por meio de mensuração de temperatura e de pH. Em cada silo, a silagem foi descompactada para facilitar a exposição do material ensilado ao ar, conforme descrito por Kung Jr. et al.(2121 Kung Junior L, Robinson JR, Ranjit NK, Chen JH, Golt CM, Pesek JD, Microbial populations, fermentation end-products, and aerobic stability of corn silage treated with ammonia or a propionic acid-based preservative. Journal of Dairy Science. 2000; 83(7): 1479-1486. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(00)75020-X
https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(0...
), e uma amostra de 400 g do material foi alocada em baldes com capacidade para 1 kg. A avaliação foi realizada 50 dias após a abertura do silo. Os baldes foram acondicionados em ambiente controlado, com temperatura programada para permanecer estável a 25°C, durante todo o tempo de avaliação. Para determinar a estabilidade aeróbia, diariamente (às 12 horas), foram realizadas leituras de temperatura e pH das silagens avaliadas. O tempo de avaliação foi mantido até 168 horas após o início da avaliação. A leitura da temperatura das silagens foi realizada utilizando um termômetro digital de haste longa modelo Gulterm 1001 inserido no centro da massa da silagem e as leituras de pH foram feitas por meio do uso de potenciômetro digital de bancada, de acordo com a metodologia estabelecida por Cherney e Cherney(1414 Cherney JH, Cherney DJR. Assessing Silage Quality. In: Buxton DR, Muck RE, Harrison HJ. Silage Sci-ence and Technology. 4nd ed. American Society of Agronomy, Inc., Crop Science Society of America, Inc., Soil Science Society of America, Inc. 2003. p. 141-198. English. Available in: (https://acsess.onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.2134/agronmonogr42.c4)
https://acsess.onlinelibrary.wiley.com/d...
). O critério para definição de quebra de estabilidade aeróbia foi considerado quando o pH aumentou em níveis acima de 0,5 unidades em até 168 horas de avaliação, conforme citado por Weinberg et al.(2222 Weinberg ZG, Shatz O, Chen Y. Effect of lactic acid bacteria inoculants on in vitro digestibility of wheat and corn silages. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4754-4762. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0176
https://doi.org/10.3168/jds.2007-0176...
). Para quebra de estabilidade, por temperatura, considerou-se como perda da estabilidade aeróbica quando a temperatura do material ensilado excedeu em 2ºC a temperatura ambiente conforme metodologia de Taylor e Kung Junior(2323 Taylor CC, Kung Junior L. The effect of Lactobacillus buchneri 40788 on the fermentation and aerobic stability of high moisture corn in laboratory silos. Journal of Dairy Science. 2002; 85(6): 1526-1532. English. Available in: https://www.journalofdairyscience.org/article/S0022-0302(02)74222-7/pdf
https://www.journalofdairyscience.org/ar...
).

Os dados coletados para cada variável foram submetidos à análise de variância com comparação das médias pelo teste de Tukey a 5% de significância, por intermédio do procedimento GLM do programa estatístico SAS(2424 SAS Institute. Sas/Stat User’sguide:statistics, version 6. 4.ed. North Caroline, Version 2. Cary (NC): SAS Insitute Inc., 1993. 943p. English. Available in: (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7244/)
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK72...
). Utilizou-se o seguinte modelo estatístico: Yi=μ+Ti+Ei, em que: Yi = critério de resposta; µ = média geral comum a todas as observações (constante); Ti = efeito do i-ésimo tratamento; e Ei = erro aleatório inerente a todas as observações.

Resultados e discussão

Na Tabela 2, estão representados os dados de composição química das silagens de milho armazenadas em silos trincheiras vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face. A substituição do filme DF110µm pelos filmes DF200µm e DFBO não influenciou a composição bromatológica da silagem de milho avaliada. Em trabalhos similares realizados por Neumann et al.(66 Neumann M, Leão GFM, Askel EJ, Marafon F, Figueira DN, Poczynek M. Sealing type effect on corn silage quality in bunker silos. Ciência Rural. 2017; 47(5): 1-6. English. Available in: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160643
https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160...
) e Machado(2525 Machado, J. Filmes de vedação na conservação de silagem de milho para bovinos de corte em terminação. Maringá, 34 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Zootecnia, Produção Animal, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2019. Portuguese. Available in: (http://sites.uem.br/ppz/trabalhos-de-conclusao/dissertacoes/2019/juliana-machado.pdf);(https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6994113)
http://sites.uem.br/ppz/trabalhos-de-con...
), que avaliaram a composição nutricional da silagem de milho coberta com diferentes filmes à base de polietileno e filmes barreira de oxigênio, também não foram observadas alterações na composição nutricional da silagem de milho.

Tabela 2
Composição química e valores médios de perdas de matéria seca de silagens de milho armazenada em silos trincheira vedados com diferentes filmes plásticos dupla face

A literatura estabelece que os filmes plásticos de polietileno são permeáveis ao oxigênio(33 Borreani G, Tabacco E, Cavallarin L. A new oxygen barrier film reduces aerobic deterioration in farm-scale corn silage. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4701-4706. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310...
) e, em elevadas temperaturas ambiente, sua permeabilidade é aumentada elevando a entrada de oxigênio no silo e potencializando as perdas de nutrientes presentes na silagem, piorando a qualidade nutricional do alimento, gerando variações nas quantidades de matéria seca e proteína bruta da silagem(2626 Daniel JLP, Bernardes TF, Jobim CC, Schmidt P, Nussio LG. Production and utilization of silages in tropical areas with focus on Brazil. Grass and Forage Science. 2019; 74(2): 188-200. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12417
https://doi.org/10.1111/gfs.12417...
), porém as temperaturas amenas típicas da região onde o trabalho foi executado podem ter atenuado a penetração de oxigênio nos filmes que possuíam apenas polietileno na sua composição, não causando alterações nas características químicas da silagem.

O valor relativo do alimento diferiu estatisticamente (P<0,05) conforme o tipo de vedação. A silagem proveniente da vedação com o filme DF200µm apresentou o maior valor de VRA que diferiu em relação ao DF110µm (152,5 e 149,5, respectivamente), enquanto para a silagem coberta com o DFBO o valor de VRA (151,2) não diferiu dos demais filmes plásticos.

A perda de matéria seca das silagens de milho (Tabela 2) não apresentou diferença estatística (P>0,05) entre os filmes dupla face utilizados na vedação, resultado que diverge do esperado e relatado na literatura.

De acordo com Borreani e Tabacco(44 Borreani G, Tabacco E. Improving corn silage quality in the top layer of farm bunker silos through the use of a next generation barrier film with high impermeability to oxygen. Journal Dairy Science. 2014; 97(4): 2415-2426. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632
https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632...
) e Neumann et al.(66 Neumann M, Leão GFM, Askel EJ, Marafon F, Figueira DN, Poczynek M. Sealing type effect on corn silage quality in bunker silos. Ciência Rural. 2017; 47(5): 1-6. English. Available in: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160643
https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160...
), a redução das perdas de matéria seca é atribuída à impermeabilidade do filme plástico ao oxigênio. Wilkinson e Fenlon(99 Wilkinson JM, Fenlon JS. A meta-analysis comparing standard polyethylene and oxygen barrier film in terms of losses during storage and aerobic stability of silage. Grass and Forage Science. 2014; 69(3): 385-392. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12087
https://doi.org/10.1111/gfs.12087...
) relatam grande variação nas perdas de matéria seca em função do material utilizado para a vedação dos silos, além de destacarem a camada superior do silo e/ou regiões periféricas como as mais suscetíveis às perdas de MS, por conta da maior exposição ao oxigênio.

Bernardes et al.(2727 Bernardes TF, Nussio LG, Amaral RC. Top spoilage losses in maize silage sealed with plastic films with different permeabilities to oxygen. Grass and Forage Science. 2012; 67(1); 34-42. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2011.00823.x
https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2011...
) relatam que filmes barreira de oxigênio com poliamida em sua composição reduziram 5,6 pontos percentuais a perda de MS em relação a vedação com filme à base de polietileno. Enquanto Machado(2525 Machado, J. Filmes de vedação na conservação de silagem de milho para bovinos de corte em terminação. Maringá, 34 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Zootecnia, Produção Animal, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2019. Portuguese. Available in: (http://sites.uem.br/ppz/trabalhos-de-conclusao/dissertacoes/2019/juliana-machado.pdf);(https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6994113)
http://sites.uem.br/ppz/trabalhos-de-con...
) encontrou redução de 1,76 vezes para comparação semelhante.

Neumann et al.(66 Neumann M, Leão GFM, Askel EJ, Marafon F, Figueira DN, Poczynek M. Sealing type effect on corn silage quality in bunker silos. Ciência Rural. 2017; 47(5): 1-6. English. Available in: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160643
https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160...
) relatam perdas de 14,36% para silagem coberta com filme de polietileno e de 11,21% de perdas para silagem que utilizou na vedação filme com característica de barreira, além de demonstrarem a eficiência de recuperação da matéria seca com a utilização de filme barreira que foi 7,54 % maior na camada superior em comparação ao filme de polietileno, demonstrado a eficiência do filme plástico em barrar o oxigênio.

A taxa de desaparecimento ruminal da matéria seca representada na Figura 1 foi influenciada pelos diferentes filmes plásticos utilizados na vedação das silagens e apresentaram comportamento linear crescente conforme avanço dos tempos de incubação ruminal. Observa-se que os filmes DF200µm e DFBO propiciaram as maiores taxas de degradação inicial (33,99% e 33,68%, respectivamente) e degradação em 48 horas da silagem de milho (74,80% e 76,70%, respectivamente), destacando-se em relação à silagem armazenada com filme DF110µm.

Figura 1
Taxa de desaparecimento ruminal in situ da matéria seca de silagens de milho armazenadas em silos trincheira vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face.

O DF110µm apresentou a maior taxa (0,7599h-1), enquanto as silagens vedadas com os filmes DF200µm e DFBO apresentaram valores próximos (0,7300h-1 e 0,7418h-1). Porém, em relação à porção solúvel representada na Figura 1 pela hora 0, a DF110µm apresentou a menor porção solúvel (31,4665) em comparação aos demais filmes avaliados, resultado que impacta o desaparecimento ruminal em 48 horas, pois apesar da DF110µm apresentar a maior taxa de desaparecimento ruminal hora-1, a silagem com esta vedação obteve desaparecimento ruminal da matéria seca 11,43% inferior ao DFBO e 9,30% inferior ao DF200µm. Esses valores referendam a melhor capacidade desses filmes plásticos em conservar as frações solúveis, devido ao rápido estabelecimento da condição de anaerobiose e queda do pH, cessando a quebra desses carboidratos por meio de processos fisiológicos pertinentes à planta e à atividade de microrganismos aeróbicos, somado à melhoria de digestibilidade da fibra(88 Bernardes, TF. Advances in Silage Sealing. In: Da Silva T, Santos EM. Advances in Silage Production and Utilization. 1 ed. Rijeka, Croatia: InTech; 2016. p. 53-62. English. Available in:(https://www.intechopen.com/books/advances-in-silage-production-and-utilization/advances-in-silage-sealing).
https://www.intechopen.com/books/advance...
, 66 Neumann M, Leão GFM, Askel EJ, Marafon F, Figueira DN, Poczynek M. Sealing type effect on corn silage quality in bunker silos. Ciência Rural. 2017; 47(5): 1-6. English. Available in: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160643
https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160...
).

A maior taxa de desaparecimento ruminal reflete de forma direta na redução de custos com alimentação devido ao melhor aproveitamento da silagem fornecida, colaborando para viabilizar a implementação do uso de filmes plásticos com maior custo agregado(44 Borreani G, Tabacco E. Improving corn silage quality in the top layer of farm bunker silos through the use of a next generation barrier film with high impermeability to oxygen. Journal Dairy Science. 2014; 97(4): 2415-2426. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632
https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632...
,55 Ferraretto LF, Shaver RD. Effects of whole-plant corn silage hybrid type on intake, digestion, ruminal fermentation, and lactation performance by dairy cows through a meta-analysis. Journal of Dairy Science. 2015; 98(4): 2662-2675. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2014-9045
https://doi.org/10.3168/jds.2014-9045...
).

O índice de pH das silagens de milho apresentado na Tabela 3 também sofreu influência conforme o tipo de filme utilizado na vedação dos silos (P<0,05). O filme DF110µm resultou na obtenção da silagem com o maior (P<0,05) índice de pH (4,12) em relação ao DF200µm (4,04) e DFBO (4,02), os quais não diferem entre si.

Tabela 3
Perfil fermentativo das silagens de milho armazenadas em silos trincheira vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face

Índices mais elevados de pH têm relação direta com o desenvolvimento de fungos filamentosos e leveduras que usam como substrato para seu desenvolvimento, principalmente o ácido lático, resultando em aumento nos valores de pH e temperatura. Isso culmina na perda da estabilidade aeróbia, visto que esse ácido é o principal responsável pela diminuição do pH, que, na planta, no momento do corte, está em torno de valores próximos a 6 e deve ser reduzido a valores próximos de 4 para boa conservação da silagem(2828 Bernardes TF, Daniel JLP, Adesogan AT, Mcallister TA, Drouin P, Nussio LG, Huhtanen P, Tremblay GF, Bélanger G, Cai Y. Silage review: Unique challenges of silages made in hot and cold regions. Journal of dairy science. 2018; 101(5): 4001-4019. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703
https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703...
, 2929 Borreani G, Dolci P, Tabacco E, Cocolin L. Aerobic deterioration stimulates outgrowth of spore-forming Paenibacillus in corn silage stored under oxygen-barrier or polyethylene films. Journal Dairy Science. 2013; 96(8): 5206-5216. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-6649
https://doi.org/10.3168/jds.2013-6649...
, 99 Wilkinson JM, Fenlon JS. A meta-analysis comparing standard polyethylene and oxygen barrier film in terms of losses during storage and aerobic stability of silage. Grass and Forage Science. 2014; 69(3): 385-392. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12087
https://doi.org/10.1111/gfs.12087...
). A presença de oxigênio no silo é um dos principais fatores que desencadeiam o desenvolvimento desses microrganismos(2828 Bernardes TF, Daniel JLP, Adesogan AT, Mcallister TA, Drouin P, Nussio LG, Huhtanen P, Tremblay GF, Bélanger G, Cai Y. Silage review: Unique challenges of silages made in hot and cold regions. Journal of dairy science. 2018; 101(5): 4001-4019. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703
https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703...
), e o filme plástico utilizado para vedar os silos pode se tornar a principal porta de entrada de oxigênio no material ensilado, reduzindo assim a concentração de gás carbônico no interior do silo e a eficiência de conservação da forragem(44 Borreani G, Tabacco E. Improving corn silage quality in the top layer of farm bunker silos through the use of a next generation barrier film with high impermeability to oxygen. Journal Dairy Science. 2014; 97(4): 2415-2426. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632
https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632...
, 3030 Gallo A, Guibert G, Frisvad JC, Bertuzzi T, Nielsen KF. Review on mycotoxin issues in ruminants: occurrence in forages, effects of mycotoxin ingestion on health status and animal performance and practical strategies to counteract their negative effects. Toxins. 2015; 7(8): 3057-3111. English. Available in: https://doi.org/10.3390/toxins7083057
https://doi.org/10.3390/toxins7083057...
).

Os diferentes filmes plásticos não promoveram alterações nos teores de ácido acético e ácido propanoico (Tabela 3). Os valores de ácido acético dentro da concentração típica para esse ácido é em torno de 4 g kg-1 MS(3131 Kleinschmit DH, Kung Junior L. A Meta-Analysis of the Effects ofLactobacillus buchnerion the Fermentation and Aerobic Stability of Corn and Grass and Small-Grain Silages. Journal of Dairy Science. 2006; 89(10): 4005-4013. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(06)72444-4
https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(0...
). Porém, para Kung Junior et al.(3232 Kung Junior L, Shaver RD, Grant RJ, Schmidt RJ. Silage review: Interpretation of chemical, microbial, and organoleptic components of silages. Journal of dairy Science. 2018; 101(5): 4020-4033. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2017-13909
https://doi.org/10.3168/jds.2017-13909...
), os valores para o ácido acético da silagem de milho são em torno de 1 a 3 g kg-1 MS. Os valores recomendados pelos autores são inferiores aos obtidos no presente estudo. Ainda de acordo com Daniel et al.(2626 Daniel JLP, Bernardes TF, Jobim CC, Schmidt P, Nussio LG. Production and utilization of silages in tropical areas with focus on Brazil. Grass and Forage Science. 2019; 74(2): 188-200. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12417
https://doi.org/10.1111/gfs.12417...
), valores em torno de 1 a 3 g kg-1 MS de ácido acético estão relacionados à resistência de deterioração aeróbica, porém valores acima de 4 g kg-1 MS podem ser prejudiciais, causando aumento na perda de nutrientes e redução de consumo de matéria seca.

A concentração de etanol variou de acordo com o filme plástico. O DF200µm e a DFBO promoveram menores teores de etanol (1,05 e 1,17) em relação ao DF110µm (1,31). Compostos orgânicos voláteis, como o etanol, são originados por meio da conversão de açúcares solúveis presentes na planta ensilada(3333 Daniel JLP, Capelesso A, Cabezas-Garcia EH, Zopollatto M, Santos MC, Huhtanen P, Nussio LG. Fibre digestion potential in sugarcane across the harvesting window. Grass and Forage Science. 2014; 69(1); 176-181. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12044
https://doi.org/10.1111/gfs.12044...
). Embora o etanol tenha concentração considerável de energia, a sua alta volatilidade pode acarretar perdas consideráveis de energia da silagem, pois esse composto é perdido para o ambiente antes mesmo do alimento ser ofertado aos animais, tornando a fermentação alcoólica indesejável(2828 Bernardes TF, Daniel JLP, Adesogan AT, Mcallister TA, Drouin P, Nussio LG, Huhtanen P, Tremblay GF, Bélanger G, Cai Y. Silage review: Unique challenges of silages made in hot and cold regions. Journal of dairy science. 2018; 101(5): 4001-4019. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703
https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703...
). Portanto, pode-se considerar que a silagem em que se utilizou o filme DF110µm apresentou perfil fermentativo menos desejável em relação aos demais filmes devido à maior concentração de etanol (Tabela 3), que pode ter sido formado pelo crescimento de leveduras, as quais geram a produção de etanol, para Kung Junior et al.(3232 Kung Junior L, Shaver RD, Grant RJ, Schmidt RJ. Silage review: Interpretation of chemical, microbial, and organoleptic components of silages. Journal of dairy Science. 2018; 101(5): 4020-4033. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2017-13909
https://doi.org/10.3168/jds.2017-13909...
), silagens com concentração de etanol próximo a 2% da MS podem apresentar baixa estabilidade aeróbica.

Segundo Yoshii et al.(3434 Yoshii T, Asanuma N, Hino T. Effect of ethanol on nitrate and nitrite reduction and methanogenesis in the ruminal microbiota. Animal Science Journal. 2005; 76(1): 37-42. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1740-0929.2005.00235.x
https://doi.org/10.1111/j.1740-0929.2005...
), parte do etanol que não é perdido para o ambiente e é ingerido pelo animal, é parcialmente oxidado em acetato por microrganismos do rúmen aumentando concomitantemente a produção de metano podendo diminuir a eficiência de utilização da energia(3535 Daniel JLP, Amaral RC, Neto AS, Cabezas-Garcia EH, Bispo AW, Zopollatto M, Cardoso TL, Spoto MHF, Santos FAP, Nussio LG. Performance of dairy cows fed high levels of acetic acid or ethanol. Journal of Dairy Science. 2013; 96(1): 398-406. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2012-5451
https://doi.org/10.3168/jds.2012-5451...
). A presença de oxigênio no material ensilado devido às falhas na vedação ou retardo no fechamento do silo pode resultar em menores concentrações de ácidos graxos voláteis, indicando processo fermentativo menos intenso e refletindo no prolongamento da fase respiratória, devido à falta de anaerobiose, esgotando os substratos fermentáveis necessário para as bactérias ácido láticas(3636 Kim SC, Adesogan AT. Influence of ensiling temperature, simulated rainfall, and delayed sealing on fermentation characteristics and aerobic stability of corn silage. Journal of Dairy Science. 2006; 89(8): 3122-3132. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(06)72586-3
https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(0...
).

Pode-se sugerir que a maior concentração de etanol da silagem DF110µm esteja relacionada com aumento da população de leveduras presentes na massa ensilada devido à baixa capacidade de barreira ao oxigênio do polietileno de 110 µm, e, como co-produto da fermentação desses microrganismos, ocorre a formação de etanol (Tabela 3), além do aumento de temperatura (Tabela 4). Outro fato que corrobora essa hipótese são os maiores valores de pH apresentados pela silagem DF110µm (Tabela 3), pois esses microrganismos utilizam o ácido lático que é o principal responsável pela manutenção do baixo pH(3737 Amaral RC, Santos MC, Daniel JLP, Sá Neto A, Bispo AW, Cabezas-Garcia EH, Nussio LG. The influence of covering methods on the nutritive value of corn silage for lactating dairy cows. Revista Brasileira de Zootecnia. 2014; 43; 471-478. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1516-35982014000900003
https://doi.org/10.1590/S1516-3598201400...
).

Tabela 4
Valores médios de matéria seca, temperatura da silagem, gradiente de temperatura e das perdas físicas de matéria seca durante o período de uso das silagens de milho armazenadas em silos trincheira vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face

Na Tabela 4, estão representados os valores médios de matéria seca, temperatura da silagem, gradiente de temperatura e das perdas físicas de matéria seca durante o período de uso das silagens de milho armazenadas em silos trincheiras vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face.

A vedação com o filme DFBO apresentou o menor (P<0,05) teor de matéria seca (42,89%) em relação a DF200µm e a DF110µm (44,26% e 43,86%, respectivamente). Por sua vez, eles não diferiram entre si, porém não houve variação nos teores de matéria seca em função do período de avaliação.

A temperatura da silagem foi afetada pelo tipo do filme utilizado. O polietileno DF110µm resultou em temperatura superior em 3,16ºC em comparação com o DF200µm (24,68ºC e 21,52ºC, respectivamente), sendo que o gradiente de temperatura também foi 3,02ºC superior em relação ao DF200µm (7,68ºC e 4,66ºC, respectivamente). Amaral et al.(3737 Amaral RC, Santos MC, Daniel JLP, Sá Neto A, Bispo AW, Cabezas-Garcia EH, Nussio LG. The influence of covering methods on the nutritive value of corn silage for lactating dairy cows. Revista Brasileira de Zootecnia. 2014; 43; 471-478. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1516-35982014000900003
https://doi.org/10.1590/S1516-3598201400...
) e Borreani et al.(33 Borreani G, Tabacco E, Cavallarin L. A new oxygen barrier film reduces aerobic deterioration in farm-scale corn silage. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4701-4706. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310...
) relatam que a utilização de filmes barreira de oxigênio possibilitam menores temperaturas da silagem em comparação àqueles filmes que apresentam apenas polietileno em sua composição principalmente em baixas espessuras, diferentemente do encontrado no presente estudo, no qual a utilização do filme barreira não apresentou diferença estatística para temperatura e gradiente de temperatura (23,16ºC e 6,41ºC, respectivamente) em comparação aos filmes compostos exclusivamente com polietileno em diferentes espessuras.

A temperatura também variou conforme o período de avaliação, sendo que o primeiro e o segundo período (21,19ºC e 22,41ºC, respectivamente) apresentaram médias de temperatura inferiores às do terceiro período (25,76ºC).

O aumento na temperatura da silagem está ligado à atividade microbiana da massa ensilada, pois a alta taxa de multiplicação e crescimento desses microrganismos resulta na produção de calor, elevando a temperatura da silagem e quebrando a estabilidade aeróbia, reduzindo o seu potencial de conservação(3838 Pahlow G, Muck RE, Driehuis F, Elferink SJWHO, Spoelstra SF. Microbiology of ensiling. Agronomy. 42; 31-94. English. Available in: https://doi.org/10.2134/agronmonogr42.c2
https://doi.org/10.2134/agronmonogr42.c2...
).

As perdas físicas da silagem de milho variaram conforme o tipo de filme plástico utilizado na vedação, sendo que a silagem vedada com o DF110µm apresentou as maiores perdas físicas (190,4 g kg-1 da MS) e perdeu 118,9 g kg-1 da MS a mais em comparação com a DFBO e 95 g kg-1 da MS a mais em relação ao DF110µm e ao DF200µm. Por sua vez, as perdas físicas das silagens não difeririam (P>0,05) para o uso dos filmes DFBO e DF200µm.

As perdas físicas também variaram conforme o período de avaliação, de forma que no primeiro período de avaliação ocorreram as menores perdas físicas (9,42 g kg-1 da MS) e com o avançar dos períodos experimentais houve aumento das perdas (12,21 g kg-1 da MS e 14,10 g kg-1 da MS, respectivamente para o segundo e terceiro período), evidenciando que, conforme o aumento dos dias, após abertura do silo e exposição ao oxigênio, houve incremento nas perdas.

Wang et al.(3939 Wang K, Uriarte ME, Li SC, Rich K, Banchero C, Bu DP, Wilkinson JM, Bolsen KK. Effect of type of underlay film on fermentation profile, nutritional quality and estimated loss of organic matter in the outer layer of whole-plant maize ensiled in large bunker silos. Grass and Forage Science. 2017; 72(4): 772-776. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12283
https://doi.org/10.1111/gfs.12283...
) compararam filmes plásticos compostos exclusivamente de polietileno a filmes barreira de oxigênio e constataram que a silagem vedada com o filme de polietileno perdeu 6,2 unidades percentuais a mais de matéria orgânica em comparação a vedação com filme impermeável. Além disso, ainda segundo os autores, a utilização do filme barreira trouxe benefícios econômicos na ordem de US $ 0,74 para cada tonelada da cultura ensilada.

Filmes plásticos com baixa capacidade de barreira ao oxigênio e à água estimulam o crescimento de microrganismos indesejáveis e favorecem a deterioração da silagem, porém, anteriormente ao aparecimento da deterioração visível, a silagem já sofreu diversas alterações como aumento de temperatura, aumento de pH, aumento das perdas de matéria seca, culminado com a redução da aceitação e consumo de matéria, reduzindo o desempenho produtivo(88 Bernardes, TF. Advances in Silage Sealing. In: Da Silva T, Santos EM. Advances in Silage Production and Utilization. 1 ed. Rijeka, Croatia: InTech; 2016. p. 53-62. English. Available in:(https://www.intechopen.com/books/advances-in-silage-production-and-utilization/advances-in-silage-sealing).
https://www.intechopen.com/books/advance...
). Tabacco et al.(4040 Tabacco E, Righi F, Quarantelli A, Borreani G. Dry matter and nutritional losses during aerobic deterioration of corn and sorghum silages as influenced by different lactic acid bacteria inocula. Journal of Dairy Science. 2011; 94(3): 1409-1419. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2010-3538
https://doi.org/10.3168/jds.2010-3538...
) relatam que o aumento na temperatura da silagem por conta da atividade de microrganismos aeróbicos gera redução de até 16% do valor nutritivo da silagem. Também Hoffman e Combs(4141 Hoffman PC, Combs DK. Molds and mycotoxins in corn silage and high moisture corn. Part I. Managing aerobic stability. Department of Dairy Science, University of Wisconsin-Madison, 2009. English. Available in: http://dysci.wisc.edu/uwex/brochures/brochures/hoffmold.pdf
http://dysci.wisc.edu/uwex/brochures/bro...
) afirmam que o aumento em aproximadamente 8°C na temperatura de 1 tonelada de silagem pode consumir 6,3 Mcal de energia, o que pode refletir na redução de 4 kg de leite para cada tonelada de silagem que apresenta elevadas temperaturas.

Pitt e Muck(4242 Pitt RE, Muck RE. A diffusion model of aerobic deterioration at the exposed face of bunker silos. Journal of Agricultural Engineering Research, 1993; 55(1): 11-26. English. Available in: https://doi.org/10.1006/jaer.1993.1029
https://doi.org/10.1006/jaer.1993.1029...
) ressaltam que é necessário respeitar a taxa diária de retirada do silo, sem perturbar o restante da silagem localizada no interior do silo, pois, quando o gerenciamento de retirada de silagem do silo é ignorado, associado à vedação falha, pode ocorrer aumento na penetração de oxigênio para o restante do silo, além de contribuir para o aumento de descarte de silagem. O prejuízo por conta do descarte de silagem deteriorada pode chegar até quatro vezes mais que os custos de aquisição de filmes plásticos para a vedação dos silos, demonstrando que essa prática se torna viável e é indispensável para conservação apropriada da silagem.

Os teores de MS durante a avaliação da estabilidade aeróbica apresentaram crescimento linear conforme o tempo de avaliação (Figura 2). A silagem vedada com o filme DF110µm apresentou a maior taxa de perda de umidade (0,0232 pontos de MS hora-1) em comparação à vedação com os filmes DF200µm (0,0223 pontos de MS hora-1) e DFBO (0,0202 pontos de MS hora-1).

Figura 2
Teores de matéria seca durante a avaliação de estabilidade aeróbica das silagens de milho armazenadas em silos trincheira vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face.

A maior taxa de desidratação obtida pela silagem vedada com o filme DF110µm pode estar relacionada com o crescimento fúngico, pois, para que isso aconteça, necessita-se basicamente de fonte de nitrogênio, energia e oxigênio. Além desses requisitos, a umidade presente no material pode ser determinante para favorecer o crescimento fúngico inicialmente e, posteriormente, de bactérias oportunistas que são capazes de causarem efeitos deletérios na capacidade de conservação do alimento e prejudicar o aproveitamento e desempenho animal(3737 Amaral RC, Santos MC, Daniel JLP, Sá Neto A, Bispo AW, Cabezas-Garcia EH, Nussio LG. The influence of covering methods on the nutritive value of corn silage for lactating dairy cows. Revista Brasileira de Zootecnia. 2014; 43; 471-478. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1516-35982014000900003
https://doi.org/10.1590/S1516-3598201400...
).

A temperatura da silagem durante o período de avaliação da estabilidade aeróbica apresentada na Figura 3A apresentou comportamento crescente linear para todos os filmes testados. As silagens provenientes das vedações com os filmes DF200µm e DFBO apresentaram os maiores incrementos de temperatura (0,0292°C hora-1 e 0,0276°C hora-1) em comparação com o DF110µm que apresentou o menor incremento de temperatura (0,0193°C hora-1). Comportamento esse que se repete para o índice de pH das silagens de milho (Figura 3B), pois houve aumento linear do índice de pH conforme o avanço dos dias de avaliação da estabilidade aeróbica. O maior incremento de pH em relação ao tempo em que compreendeu a avaliação foi também para as silagens oriundas das vedações com os filmes DF200µm e DFBO (0,0080 e 0,0043 pontos de pH hora-1).

Figura 3
Temperatura das silagens (A) e índice de pH (B) durante a avaliação de estabilidade aeróbica de silagens de milho armazenadas em silos trincheira vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face.

A elevação de forma mais abrupta, tanto da temperatura quanto do pH, é oriunda das silagens vedadas com os filmes DF200µm e DFBO, podendo ser justificada pelo melhor ambiente interno do silo durante o período de fermentação e armazenamento. Devido à baixa concentração de oxigênio presente nesses silos, os microrganismos aeróbicos cessam por completo suas atividades e, consequentemente, há maior preservação de carboidratos solúveis. Porém, quando essas silagens são expostas ao oxigênio após a abertura do silo, os microrganismos presentes na massa ensilada retornam o seu crescimento, que pode ser mais acelerado em comparação com silagens que apresentavam alta quantidade de oxigênio durante o armazenamento, pois grande parte do substrato utilizado pelos microrganismos aeróbicos para sua multiplicação já foi utilizada durante o período de armazenamento. Esse processo acarreta aumento de temperatura devido ao intenso crescimento desses microrganismos e elevação de pH decorrente da quebra do ácido lático, principal composto pela manutenção de baixos valores de pH(4343 Wilkinson JM, Davies DR. The aerobic stability of silage: key findings and recent developments. Grass and Forage Science. 2013; 68(1): 1-19. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2012.00891.x
https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2012...
).

A silagem oriunda da vedação com o filme DF110µm alcançou a máxima temperatura em menor período de horas (77 horas) em comparação à vedação com filmes DF200µm e DFBO (Tabela 5), sendo que, para a vedação com DF200µm, a máxima temperatura da silagem ocorreu 48 horas após o DF110µm e para o DFBO foi 55 horas após a máxima temperatura da silagem de DF110µm.

Tabela 5
Tempo para atingir máxima temperatura, tempo para atingir máximo pH, tempo para perda de estabilidade aeróbica pelo pH e tempo para perda de estabilidade aeróbica pela temperatura durante o período de avaliação de estabilidade aeróbia de silagens de milho armazenadas em silos trincheiras vedadas com diferentes filmes plásticos dupla face

Os efeitos no tempo para atingir a máxima temperatura reforçam os dados apresentados na Figura 2 A, pois a maior oferta de alimento para as leveduras nas silagens vedadas com os filmes DF200µm e DFBO ocasionou prolongamento do tempo para atingir a máxima temperatura havendo incremento constante. Outro fato que pode ser apontado é de que a silagem do filme DF110µm veio do silo com temperaturas mais elevadas em comparação com as silagens vedadas com os demais filmes plásticos (Tabela 4).

Em relação à quebra da estabilidade aeróbica, levando em consideração o parâmetro de temperatura da silagem, o emprego do filme DFBO apresentou o maior tempo para quebra da estabilidade em comparação ao DF110µm (127 horas e 99 horas, respectivamente). Borreani e Tabacco(4444 Borreani G, Tabacco E. Plastics in animal production, In: ORZOLEK, M. (Ed.). A Guide to the Manufacture, Performance, and Potential of Plastics in Agriculture. 9nd ed. Amsterdam: Elsevier Ltd., 2017. p. 145-185. English. Available in: https://www.sciencedirect.com/book/9780081021705/a-guide-to-the-manufacture-performance-and-potential-of-plastics-in-agriculture
https://www.sciencedirect.com/book/97800...
) relatam que aumentar a impermeabilidade dos filmes plásticos foi um dos avanços que possibilitou a manutenção da estabilidade aeróbica por mais tempo. Borreani et al.(33 Borreani G, Tabacco E, Cavallarin L. A new oxygen barrier film reduces aerobic deterioration in farm-scale corn silage. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4701-4706. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310...
) constataram que filme plástico de polietileno apresentou permeabilidade de 990 cm3 por m2por 24 horas a 1 bar, enquanto o filme barreira de oxigênio, composto da combinação de poliamida com o polietileno, apresentou permeabilidade de 100 cm3por m2por 24 horas a 1 bar. Snell et al.(4545 Snell HGJ, Oberndorfer C, Lücke W, Van Den Weghe HFA. Effects of the colour and thickness of polyethylene film on ensiling conditions and silage quality of chopped maize, as investigated under ambient conditions and in mini-silos. Grass and Forage Science. 2002; 57(4): 342-350. English. Available in: https://doi.org/10.1046/j.1365-2494.2002.00334.x
https://doi.org/10.1046/j.1365-2494.2002...
) também relaram que a permeabilidade ao oxigênio de filmes de polietileno apresenta relação com a sua espessura, pois os autores avaliaram a permeabilidade ao oxigênio de filmes de polietileno com espessura de 90, 150 e 200 µm e encontraram valores de 459, 258 e 188 cm3 por m2 em 24 horas, respectivamente, indicando que, para o mesmo tipo de material, a permeabilidade ao oxigênio é inversamente proporcional à espessura do filme.

Borreani et al.(33 Borreani G, Tabacco E, Cavallarin L. A new oxygen barrier film reduces aerobic deterioration in farm-scale corn silage. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4701-4706. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310...
) atestaram que filmes combinando poliamida e polietileno foram mais eficazes em manter a estabilidade aeróbica da silagem em comparação com filmes convencionais de polietileno. Bernardes et al.(2727 Bernardes TF, Nussio LG, Amaral RC. Top spoilage losses in maize silage sealed with plastic films with different permeabilities to oxygen. Grass and Forage Science. 2012; 67(1); 34-42. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2011.00823.x
https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2011...
) concluíram que filmes que possuem poliamida em sua composição, além de melhorar a estabilidade aeróbica da silagem, possibilitaram menores índices de pH (Tabela 3) em concordância com o presente estudo. Os autores ainda relacionaram a melhor qualidade higiênica da silagem, devido à menor contagem de leveduras na silagem vedada com o filme com poliamida. Borreani e Tabacco et al.(4646 Borreani G, Tabacco E. Low permeability to oxygen of a new barrier film prevents butyric acid bacteria spore formation in farm corn silage. Journal of Dairy Science. 2008; 91(11): 4272-4281. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2008-1151
https://doi.org/10.3168/jds.2008-1151...
) relacionaram altas contagens de fungos e leveduras em silagem com aquecimento da massa ensilada no silo, permitindo sugerir que a maior temperatura da silagem (Tabela 4) e menor estabilidade aeróbica da silagem vedada com o filme DF110µm (Tabela 5) possa ser atribuída a maior permeabilidade de oxigênio deste filme.

Considerando o parâmetro pH para a quebra da estabilidade aeróbica, a silagem coberta com a vedação DF200µm apresentou a menor estabilidade aeróbica (128 horas), que diferiu da vedação com o filme DF110µm (159 horas), enquanto a vedação com o filme DFBO não diferiu estatisticamente (P>0,05) dos demais filmes avaliados, desestabilizando após 156 horas do início da avaliação. Resultado esse que complementa as maiores taxas de incremento hora-1 do índice de pH apresentadas na Figura 3B , o que permite atribuir ao teor de ácido lático contido na silagem que é determinante para os incrementos de pH da silagem, pois leveduras presentes no material ensilado utilizam esse ácido como substrato para seu crescimento, causando elevação do pH e perda da capacidade de conservação da silagem(4747 Rabelo CHS, Rezende AV, Nogueira DA, Rabelo FHS, Senedese SS, Vieira PF, Barbolsa LA, Carvalho A. Losses fermentative and aerobic stability of corn silages inoculated with lactic acid bacterial in different maturity stages. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal. 2012; 13(3); 656-668. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1519-99402012000300006
https://doi.org/10.1590/S1519-9940201200...
, 4343 Wilkinson JM, Davies DR. The aerobic stability of silage: key findings and recent developments. Grass and Forage Science. 2013; 68(1): 1-19. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2012.00891.x
https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2012...
).

Em um segundo momento, o incremento no pH pode ocorrer por conta da quebra de estruturas mais complexas, como as proteínas, gerando nitrogênio amoniacal e resultando nas maiores perdas de nutrientes(4848 Lima EM, Jayme DG, Silva FCO, Micheli PHF, Cortes IHG, Anjos GVS, Silva NTA, Ottoni D. Aerobic deterioration of silages. Electronic Journal Nutritime. 2015; 12(2): 3996-4003. English. Available in: https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/ARTIGO299.pdf
https://www.nutritime.com.br/arquivos_in...
). Dessa forma, é possível sugerir que as silagens provenientes das vedações com os filmes DF200µm e DFBO apresentavam maior quantidade de ácido lático e, durante o período de avaliação da estabilidade aeróbica, houve o consumo intenso deste ácido, resultando em maiores acréscimos hora-1 do índice de pH e temperatura.

Conclusão

O uso dos filmes DF200µm e DFBO é recomendado, pois obtiveram a melhor taxa de desaparecimento ruminal da matéria seca, índices de pH, temperatura, perdas físicas de matéria seca e estabilidade aeróbica da silagem de milho armazenada em silos tipo trincheira.

Referências bibliográficas

  • 1
    Oliveira CA, Millen DD, Survey of the nutritional recommendations and management practices adopted by feedlot cattle nutritionists in Brazil. Animal Feed Science Technology. 2014;197: 64-75. English. Available in: https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2014.08.010
    » https://doi.org/10.1016/j.anifeedsci.2014.08.010
  • 2
    Silva MSJD, Jobim CC, Poppi EC, Tres TT, Osmari MP. Production technology and quality of corn silage for feeding dairy cattle in Southern Brazil. Revista Brasileira de Zootecnia. 2015; 44(9): 303-313. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1806-92902015000900001
    » https://doi.org/10.1590/S1806-92902015000900001
  • 3
    Borreani G, Tabacco E, Cavallarin L. A new oxygen barrier film reduces aerobic deterioration in farm-scale corn silage. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4701-4706. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
    » https://doi.org/10.3168/jds.2007-0310
  • 4
    Borreani G, Tabacco E. Improving corn silage quality in the top layer of farm bunker silos through the use of a next generation barrier film with high impermeability to oxygen. Journal Dairy Science. 2014; 97(4): 2415-2426. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632
    » https://doi.org/10.3168/jds.2013-7632
  • 5
    Ferraretto LF, Shaver RD. Effects of whole-plant corn silage hybrid type on intake, digestion, ruminal fermentation, and lactation performance by dairy cows through a meta-analysis. Journal of Dairy Science. 2015; 98(4): 2662-2675. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2014-9045
    » https://doi.org/10.3168/jds.2014-9045
  • 6
    Neumann M, Leão GFM, Askel EJ, Marafon F, Figueira DN, Poczynek M. Sealing type effect on corn silage quality in bunker silos. Ciência Rural. 2017; 47(5): 1-6. English. Available in: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160643
    » https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20160643
  • 7
    Neumann M, Leão GFM, Santos LC, Marafon F, Askel EJ. Double seal in corn silage in confined cattle production. Revista de Ciências Agroveterinárias (Journal of Agroveterinary Sciences). 2018; 17(1): 100-106. Portuguese. Available in: https://doi.org/10.5965/223811711712018100
    » https://doi.org/10.5965/223811711712018100
  • 8
    Bernardes, TF. Advances in Silage Sealing. In: Da Silva T, Santos EM. Advances in Silage Production and Utilization. 1 ed. Rijeka, Croatia: InTech; 2016. p. 53-62. English. Available in:(https://www.intechopen.com/books/advances-in-silage-production-and-utilization/advances-in-silage-sealing).
    » https://www.intechopen.com/books/advances-in-silage-production-and-utilization/advances-in-silage-sealing
  • 9
    Wilkinson JM, Fenlon JS. A meta-analysis comparing standard polyethylene and oxygen barrier film in terms of losses during storage and aerobic stability of silage. Grass and Forage Science. 2014; 69(3): 385-392. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12087
    » https://doi.org/10.1111/gfs.12087
  • 10
    Pott CA, Müller MML, Bertelli PB. Green manuring as an agroecological alternative for the recovery of soil fertility. Revista Ambiência. 2007; 3(1): 51-63. Portuguese. Available in: https://revistas.unicentro.br/index.php/ambiencia/article/view/300/412
    » https://revistas.unicentro.br/index.php/ambiencia/article/view/300/412
  • 11
    Brazilian Society of Soil Science. State Center Paraná. Fertilization and Liming Manual for the State of Paraná. - Curitiba:SBCS/NEPAR; 2017. 301p. Portuguese. Available in:https://www.sbcs.org.br/index.php?route=product/product&product_id=136
    » https://www.sbcs.org.br/index.php?route=product/product&product_id=136
  • 12
    AOAC Association of Official Analytical Chemists. Official Methods of Analysis of the Association of Official Analytical Chemists, 16th edition, Association of Official Analytical Chemists. Arlington, V.A., U.S.A. 1995. English. Available in: https://www.aoac.org/journal-of-aoac-international/
    » https://www.aoac.org/journal-of-aoac-international/
  • 13
    Neumann M, Sandini IE, Ost PR, Falbo MK, Lustosa SBC, Pellegrini LG. feedlot performance of steers fed with silages of corn and of sorghumassociated with three levels of concentrate. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas. 2007; 6(3): 365-378. Portuguese. Available in: https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v6n03p%25p
    » https://doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v6n03p%25p
  • 14
    Cherney JH, Cherney DJR. Assessing Silage Quality. In: Buxton DR, Muck RE, Harrison HJ. Silage Sci-ence and Technology. 4nd ed. American Society of Agronomy, Inc., Crop Science Society of America, Inc., Soil Science Society of America, Inc. 2003. p. 141-198. English. Available in: (https://acsess.onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.2134/agronmonogr42.c4)
    » https://acsess.onlinelibrary.wiley.com/doi/pdf/10.2134/agronmonogr42.c4
  • 15
    Silva DJ, Queiroz AC. Análise de alimentos, métodos químicos e biológicos. 3ª reimpressão. Universidade Federal de Viçosa; 2009. 235p. Portuguese. Available in: https://www.editoraufv.com.br/produto/analise-de-alimentos-3-edicao/1108830
    » https://www.editoraufv.com.br/produto/analise-de-alimentos-3-edicao/1108830
  • 16
    Van Soest PJ, Robertson JB, Lewis BA. Methods for dietary fiber, neutral detergent fiber, and nonstarch polysaccharides in relation to animal nutrition. Journal of Dairy Science. 1991; 74(10): 3583-3597. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(91)78551-2
    » https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(91)78551-2
  • 17
    Goering HK, Van Soest PJ, Forage fiber analysis: apparatus reagents, procedures and some applications. Agricultural Handbook. 1970. p.379. English. Available in: https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=2BjFvEonaHoC&oi=fnd&pg=PA1&dq=Goering+HK,+Van+Soest+PJ,+Forage+fiber+analysis:+apparatus+reagents,+procedures+and+some+applications.+Agricultural+Handbook.+1970.+p.379.+&ots=mNWMXpHJqX&sig=eLL9DhSM6Mm58bIGBv-QXhkynIs#v=onepage&q&f=false
    » https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=2BjFvEonaHoC&oi=fnd&pg=PA1&dq=Goering+HK,+Van+Soest+PJ,+Forage+fiber+analysis:+apparatus+reagents,+procedures+and+some+applications.+Agricultural+Handbook.+1970.+p.379.+&ots=mNWMXpHJqX&sig=eLL9DhSM6Mm58bIGBv-QXhkynIs#v=onepage&q&f=false
  • 18
    Bolsen KK, Ashbell G, Weinberg ZG. Silage fermentation and silage additives-Review. Asian-Australasian journal of animal sciences. 1996; 9:483-494. English. Available in: https://doi.org/10.5713/ajas.1996.483
    » https://doi.org/10.5713/ajas.1996.483
  • 19
    Nocek JE. In situ and other methods to estimate ruminal protein and energy digestibility: a review. Journal of Dairy Science. 1988; 71(8): 2051-2069. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(88)79781-7
    » https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(88)79781-7
  • 20
    Price JDA. Modification of the Barker - Summer son Method for the Determination of Lactic Acid. Afialyst. 1969; 94(1125): 1151-1152. English. Available in: https://doi.org/10.1039/AN9699401151
    » https://doi.org/10.1039/AN9699401151
  • 21
    Kung Junior L, Robinson JR, Ranjit NK, Chen JH, Golt CM, Pesek JD, Microbial populations, fermentation end-products, and aerobic stability of corn silage treated with ammonia or a propionic acid-based preservative. Journal of Dairy Science. 2000; 83(7): 1479-1486. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(00)75020-X
    » https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(00)75020-X
  • 22
    Weinberg ZG, Shatz O, Chen Y. Effect of lactic acid bacteria inoculants on in vitro digestibility of wheat and corn silages. Journal of Dairy Science. 2007; 90(10): 4754-4762. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2007-0176
    » https://doi.org/10.3168/jds.2007-0176
  • 23
    Taylor CC, Kung Junior L. The effect of Lactobacillus buchneri 40788 on the fermentation and aerobic stability of high moisture corn in laboratory silos. Journal of Dairy Science. 2002; 85(6): 1526-1532. English. Available in: https://www.journalofdairyscience.org/article/S0022-0302(02)74222-7/pdf
    » https://www.journalofdairyscience.org/article/S0022-0302(02)74222-7/pdf
  • 24
    SAS Institute. Sas/Stat User’sguide:statistics, version 6. 4.ed. North Caroline, Version 2. Cary (NC): SAS Insitute Inc., 1993. 943p. English. Available in: (https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7244/)
    » https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7244/
  • 25
    Machado, J. Filmes de vedação na conservação de silagem de milho para bovinos de corte em terminação. Maringá, 34 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Zootecnia, Produção Animal, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2019. Portuguese. Available in: (http://sites.uem.br/ppz/trabalhos-de-conclusao/dissertacoes/2019/juliana-machado.pdf);(https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6994113)
    » http://sites.uem.br/ppz/trabalhos-de-conclusao/dissertacoes/2019/juliana-machado.pdf» https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6994113
  • 26
    Daniel JLP, Bernardes TF, Jobim CC, Schmidt P, Nussio LG. Production and utilization of silages in tropical areas with focus on Brazil. Grass and Forage Science. 2019; 74(2): 188-200. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12417
    » https://doi.org/10.1111/gfs.12417
  • 27
    Bernardes TF, Nussio LG, Amaral RC. Top spoilage losses in maize silage sealed with plastic films with different permeabilities to oxygen. Grass and Forage Science. 2012; 67(1); 34-42. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2011.00823.x
    » https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2011.00823.x
  • 28
    Bernardes TF, Daniel JLP, Adesogan AT, Mcallister TA, Drouin P, Nussio LG, Huhtanen P, Tremblay GF, Bélanger G, Cai Y. Silage review: Unique challenges of silages made in hot and cold regions. Journal of dairy science. 2018; 101(5): 4001-4019. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703
    » https://doi.org/10.3168/jds.2017-13703
  • 29
    Borreani G, Dolci P, Tabacco E, Cocolin L. Aerobic deterioration stimulates outgrowth of spore-forming Paenibacillus in corn silage stored under oxygen-barrier or polyethylene films. Journal Dairy Science. 2013; 96(8): 5206-5216. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2013-6649
    » https://doi.org/10.3168/jds.2013-6649
  • 30
    Gallo A, Guibert G, Frisvad JC, Bertuzzi T, Nielsen KF. Review on mycotoxin issues in ruminants: occurrence in forages, effects of mycotoxin ingestion on health status and animal performance and practical strategies to counteract their negative effects. Toxins. 2015; 7(8): 3057-3111. English. Available in: https://doi.org/10.3390/toxins7083057
    » https://doi.org/10.3390/toxins7083057
  • 31
    Kleinschmit DH, Kung Junior L. A Meta-Analysis of the Effects ofLactobacillus buchnerion the Fermentation and Aerobic Stability of Corn and Grass and Small-Grain Silages. Journal of Dairy Science. 2006; 89(10): 4005-4013. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(06)72444-4
    » https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(06)72444-4
  • 32
    Kung Junior L, Shaver RD, Grant RJ, Schmidt RJ. Silage review: Interpretation of chemical, microbial, and organoleptic components of silages. Journal of dairy Science. 2018; 101(5): 4020-4033. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2017-13909
    » https://doi.org/10.3168/jds.2017-13909
  • 33
    Daniel JLP, Capelesso A, Cabezas-Garcia EH, Zopollatto M, Santos MC, Huhtanen P, Nussio LG. Fibre digestion potential in sugarcane across the harvesting window. Grass and Forage Science. 2014; 69(1); 176-181. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12044
    » https://doi.org/10.1111/gfs.12044
  • 34
    Yoshii T, Asanuma N, Hino T. Effect of ethanol on nitrate and nitrite reduction and methanogenesis in the ruminal microbiota. Animal Science Journal. 2005; 76(1): 37-42. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1740-0929.2005.00235.x
    » https://doi.org/10.1111/j.1740-0929.2005.00235.x
  • 35
    Daniel JLP, Amaral RC, Neto AS, Cabezas-Garcia EH, Bispo AW, Zopollatto M, Cardoso TL, Spoto MHF, Santos FAP, Nussio LG. Performance of dairy cows fed high levels of acetic acid or ethanol. Journal of Dairy Science. 2013; 96(1): 398-406. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2012-5451
    » https://doi.org/10.3168/jds.2012-5451
  • 36
    Kim SC, Adesogan AT. Influence of ensiling temperature, simulated rainfall, and delayed sealing on fermentation characteristics and aerobic stability of corn silage. Journal of Dairy Science. 2006; 89(8): 3122-3132. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(06)72586-3
    » https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(06)72586-3
  • 37
    Amaral RC, Santos MC, Daniel JLP, Sá Neto A, Bispo AW, Cabezas-Garcia EH, Nussio LG. The influence of covering methods on the nutritive value of corn silage for lactating dairy cows. Revista Brasileira de Zootecnia. 2014; 43; 471-478. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1516-35982014000900003
    » https://doi.org/10.1590/S1516-35982014000900003
  • 38
    Pahlow G, Muck RE, Driehuis F, Elferink SJWHO, Spoelstra SF. Microbiology of ensiling. Agronomy. 42; 31-94. English. Available in: https://doi.org/10.2134/agronmonogr42.c2
    » https://doi.org/10.2134/agronmonogr42.c2
  • 39
    Wang K, Uriarte ME, Li SC, Rich K, Banchero C, Bu DP, Wilkinson JM, Bolsen KK. Effect of type of underlay film on fermentation profile, nutritional quality and estimated loss of organic matter in the outer layer of whole-plant maize ensiled in large bunker silos. Grass and Forage Science. 2017; 72(4): 772-776. English. Available in: https://doi.org/10.1111/gfs.12283
    » https://doi.org/10.1111/gfs.12283
  • 40
    Tabacco E, Righi F, Quarantelli A, Borreani G. Dry matter and nutritional losses during aerobic deterioration of corn and sorghum silages as influenced by different lactic acid bacteria inocula. Journal of Dairy Science. 2011; 94(3): 1409-1419. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2010-3538
    » https://doi.org/10.3168/jds.2010-3538
  • 41
    Hoffman PC, Combs DK. Molds and mycotoxins in corn silage and high moisture corn. Part I. Managing aerobic stability. Department of Dairy Science, University of Wisconsin-Madison, 2009. English. Available in: http://dysci.wisc.edu/uwex/brochures/brochures/hoffmold.pdf
    » http://dysci.wisc.edu/uwex/brochures/brochures/hoffmold.pdf
  • 42
    Pitt RE, Muck RE. A diffusion model of aerobic deterioration at the exposed face of bunker silos. Journal of Agricultural Engineering Research, 1993; 55(1): 11-26. English. Available in: https://doi.org/10.1006/jaer.1993.1029
    » https://doi.org/10.1006/jaer.1993.1029
  • 43
    Wilkinson JM, Davies DR. The aerobic stability of silage: key findings and recent developments. Grass and Forage Science. 2013; 68(1): 1-19. English. Available in: https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2012.00891.x
    » https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.2012.00891.x
  • 44
    Borreani G, Tabacco E. Plastics in animal production, In: ORZOLEK, M. (Ed.). A Guide to the Manufacture, Performance, and Potential of Plastics in Agriculture. 9nd ed. Amsterdam: Elsevier Ltd., 2017. p. 145-185. English. Available in: https://www.sciencedirect.com/book/9780081021705/a-guide-to-the-manufacture-performance-and-potential-of-plastics-in-agriculture
    » https://www.sciencedirect.com/book/9780081021705/a-guide-to-the-manufacture-performance-and-potential-of-plastics-in-agriculture
  • 45
    Snell HGJ, Oberndorfer C, Lücke W, Van Den Weghe HFA. Effects of the colour and thickness of polyethylene film on ensiling conditions and silage quality of chopped maize, as investigated under ambient conditions and in mini-silos. Grass and Forage Science. 2002; 57(4): 342-350. English. Available in: https://doi.org/10.1046/j.1365-2494.2002.00334.x
    » https://doi.org/10.1046/j.1365-2494.2002.00334.x
  • 46
    Borreani G, Tabacco E. Low permeability to oxygen of a new barrier film prevents butyric acid bacteria spore formation in farm corn silage. Journal of Dairy Science. 2008; 91(11): 4272-4281. English. Available in: https://doi.org/10.3168/jds.2008-1151
    » https://doi.org/10.3168/jds.2008-1151
  • 47
    Rabelo CHS, Rezende AV, Nogueira DA, Rabelo FHS, Senedese SS, Vieira PF, Barbolsa LA, Carvalho A. Losses fermentative and aerobic stability of corn silages inoculated with lactic acid bacterial in different maturity stages. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal. 2012; 13(3); 656-668. English. Available in: https://doi.org/10.1590/S1519-99402012000300006
    » https://doi.org/10.1590/S1519-99402012000300006
  • 48
    Lima EM, Jayme DG, Silva FCO, Micheli PHF, Cortes IHG, Anjos GVS, Silva NTA, Ottoni D. Aerobic deterioration of silages. Electronic Journal Nutritime. 2015; 12(2): 3996-4003. English. Available in: https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/ARTIGO299.pdf
    » https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/ARTIGO299.pdf

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    30 Ago 2021
  • Data do Fascículo
    2021

Histórico

  • Recebido
    24 Nov 2020
  • Aceito
    12 Abr 2021
  • Publicado
    23 Jul 2021
Universidade Federal de Goiás Universidade Federal de Goiás, Escola de Veterinária e Zootecnia, Campus II, Caixa Postal 131, CEP: 74001-970, Tel.: (55 62) 3521-1568, Fax: (55 62) 3521-1566 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistacab@gmail.com