Levantamento epidemiológico de cárie dentária em escolares de 5 e 12 anos de idade do município de Cascavel, PR

Epidemiological survey of dental caries in children with 5 and 12 years of age of Cascavel, PR

Marina Berti Denise de Lima Costa Furlanetto Marli Maria Schmitt Walker Mariângela Monteiro de Melo Baltazar Fabio José Bianchi Sobre os autores

Resumos

Por solicitação da divisão de saúde bucal da Secretaria Municipal de Saúde de Cascavel-PR, o curso de odontologia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) executou o primeiro levantamento epidemiológico na área de Saúde Bucal. A pesquisa foi realizada em crianças nas idades de 5 e 12 anos e foi utilizado os índices epidemiológicos ceo e CPO-D das escolas estaduais e municipais escolhidas através de sorteio contemplando todas as regiões do município. Os resultados obtidos através do levantamento produziram informações sobre as condições de saúde bucal da população de Cascavel. O ceo teve média de 2,42 e o CPO-D foi de 1,91, sendo maior na região Central. Embora os resultados apresentem valores menores que os do SB BRASIL 2000, o trabalho foi de grande valia para a criação e manutenção de uma base de dados contribuindo na perspectiva da estruturação de um sistema de vigilância epidemiológica em saúde bucal.

cárie dentária; epidemiologia; índice CPO


At the request of the Division of Oral Health of the Municipal Health Department of Cascavel-PR, the Dentistry course at the Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) performed the first epidemiological survey in the area of Oral Health. The survey was conducted in children aged 5 and 12 years and was used epidemiological indices dtmf and DMFT indexes of state and municipal schools chosen by lottery covering all regions of the city. The results obtained through the survey yielded information on the oral health status of the population of Cascavel. The dtmf had a mean of 2.42 and DMFT was 1.91, being higher in the Central region. Although the results showed lower values than those of SB BRASIL 2000, the work was valuable for the creation and maintenance of a database contributing the perspective of designing a surveillance system in oral health.

dental caries; epidemiology; DMFT index


  • 1
    Brasil. Ministério da Saúde - Divisão Nacional de Saúde Bucal. Levantamento Epidemiológico em Saúde Bucal: Brasil, zona urbana. Brasília; 1986. 137p.
  • 2
    Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Departamento de Assistência e Promoção à Saúde. Coordenação de Saúde Bucal. Levantamento Epidemiológico em Saúde Bucal: 1ª etapa - cárie dental - projeto. Brasília; 1996.
  • 3
    Brasil. Ministério da Saúde. SB 2000: Condições de Saúde Bucal na População Brasileira no ano 2000. Brasília; 2000.
  • 4
    Roncali AG, Frazão P, Patussi MP, Araújo IC, Ely HC, Batista SM. Projeto SB 2000: uma perspectiva para a consolidação da epidemiologia em saúde bucal coletiva. RBO. 2000;1(2):9-25.
  • 5
    Departamento de Atenção Básica. Secretaria de Atenção à Saúde, Ministério da Saúde. Projeto SB Brasil 2003: condições de saúde bucal da população brasileira 2002-2003. Resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.
  • 6
    Pine CM, Pitts NB, Nugent ZJ. British Association for the Study of Community Dentistry (BASCD) guidance on sampling for surveys of child dental health. A BASCD co-ordinated dental epidemiology programme quality standard. Community Dent Health. 1997;14(1):10-7.
  • 7
    Dean AG, Dean JA, Coulombier D, Brendel KA, Smith DC, Burton AH, et al. Epiinfo Ver 6: A word processing, database and statistics programme for epidemiology on microcomputers. Atlanta, Georgia, USA: Centre for Disease Control and Prevention; 1994. Disponível em: http://www.cdc.gov/epiinfo/Epi6/ei6.htm
  • 8
    WHO. World Health Organization. Oral Health Surveys. Basic Methods. Geneva: WHO, 1997.
  • 9
    Santos AC, Ladoninsky LH, Tochetto LRA, Carneiro JP, Oriente A, Bianchi FJ, et al. Densidade populacional dos neurônios mioentéricos da curvatura gástrica maior do estômago glandular de ratos induzidos ao alcoolismo crônico. Saúde e Pesquisa. 2010;3:285-9.
  • 10
    Maltz M, Silva, BB. Relação entre cárie, gengivite e fluorose e nível socioeconômico em escolares. Rev Saúde Pública. 2001;35(2):170-6.
  • 11
    Baltazar MMM, Giordani MT, Furlanetto DLC, Berti M, Bianchi FJ. Levantamento das Condições de Saúde Bucal de Crianças e Adolescentes das Comunidades Rurais Atendidas em Unidade Móvel de Saúde no Oeste do Paraná. UNOPAR Cient Ciênc Biol Saúde. 2011;13(4):257-61
  • 12
    Koposova N, Eriksen HM, Widström E, Handegård BH, Pastbin M, Koposov R. Caries prevalence and determinants among 12-yearolds in North-West Russia and Northern Norway. Stomatologija. 2013;15(1):3-11.
  • 13
    Gushi LL, Soares Mda C, Forni TI, Vieira V, Wada RS, Sousa Mda L. Cárie dentária entre os adolescentes e sua relação com as variáveis sócioeconômicas. J Appl Oral Sci. 2005;13(3):305-11.
  • 14
    Moysés SJ. Desigualdades em saúde bucal e desenvolvimento humano: um ensaio em preto, branco e alguns tons de cinza. RBO. 2000;1:19-28.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    13 Jul 2015
  • Data do Fascículo
    2013

Histórico

  • Recebido
    03 Set 2012
  • Aceito
    31 Out 2013
Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Avenida Horácio Macedo, S/N, CEP: 21941-598, Tel.: (55 21) 3938 9494 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@iesc.ufrj.br