Práticas de longitudinalidade no âmbito da Estratégia Saúde da Família no Distrito Federal

Practices of longitudinality in the Family Health Strategy in Distrito Federal, Brazil

Vladimir Andrei Rodrigues Arce Maria Fátima de Sousa Sobre os autores

Este artigo tem como objetivo conhecer as práticas de saúde voltadas para a garantia da longitudinalidade referidas por profissionais e gestores locais das equipes de Saúde da Família do Distrito Federal, analisando-as em relação às dimensões desse atributo. Trata-se de estudo no qual foram realizadas entrevistas individuais e grupo focal com os sujeitos da pesquisa, e posteriormente foi realizada análise do Discurso do Sujeito Coletivo. Observou-se que as dimensões Fonte regular de cuidados e Relação interpessoal estão presentes nos discursos dos sujeitos, evidenciando mecanismos adotados por eles para garantir a continuidade do cuidado. Entretanto as equipes devem ampliar o campo em que desenvolvem seus processos de trabalho, de modo que efetivamente construam práticas de saúde enquanto práticas sociais, extrapolando os limites da atuação programática e individualizada para o reconhecimento e a atuação sobre os determinantes sociais da saúde. Não foi possível observar a presença da dimensão Continuidade informacional.

atenção primária à saúde; Estratégia Saúde da Família; continuidade da assistência ao paciente; prática profissional


Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Avenida Horácio Macedo, S/N, CEP: 21941-598, Tel.: (55 21) 3938 9494 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@iesc.ufrj.br