Fatores associados a uma pior avaliação da qualidade de vida entre familiares cuidadores de usuários de Centros de Atenção Psicossocial

Factors associated with worst quality of life assessment among family caregivers of users from Psychosocial Care Centers

Luciane Prado Kantorski Vanda Maria da Rosa Jardim Carlos Alberto dos Santos Treichel Christian Loret de Mola Poliana Farias Alves Roberta Zaffalon Ferreira Michele Mandagará de Oliveira Sobre os autores

Resumo

Introdução

A identificação dos fatores associados a uma pior avaliação da qualidade de vida dos familiares cuidadores em saúde mental pode constituir uma estratégia importante para o estabelecimento de ações de acompanhamento e de suporte desses sujeitos.

Objetivo

Este estudo buscou identificar quais os fatores associados a uma pior avaliação da qualidade de vida entre 1.242 familiares cuidadores de usuários de 40 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) localizados no Sul do Brasil.

Métodos

Para análise, munindo-se de um modelo teórico hierarquizado, utilizou-se a regressão logística com o cálculo das razões de odds ajustadas.

Resultados

Os fatores associados a uma pior avaliação da qualidade de vida foram: escolaridade, facilidade de acesso aos CAPS, eficácia dos CAPS, apoio dos CAPS na sobrecarga, divisão das atividades do cuidado, problema de saúde, relação com a família e sentimento de sobrecarga.

Conclusão

Ao considerar a gama de aspectos relacionados ao serviço que estiveram associados ao desfecho, este estudo entende que os CAPS exercem um papel importante na vida dos familiares cuidadores a eles vinculados, influenciando significativamente em sua qualidade de vida.

Palavras-chave:
qualidade de vida; cuidadores; saúde mental; serviços comunitários de saúde mental

Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Avenida Horácio Macedo, S/N, CEP: 21941-598, Tel.: (55 21) 3938 9494 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@iesc.ufrj.br