Reemergência da coqueluche: perfil epidemiológico dos casos confirmados

Pertussis reemerging: epidemiological profile of confirmed cases

Angélica Teresa Nascimento de Medeiros Cleonice Andréa Alves Cavalcante Nilba Lima de Souza Maria Angela Fernandes Ferreira Sobre os autores

Resumo

Introdução

A coqueluche, doença infectocontagiosa, atualmente vem apresentando um perfil reemergente. Fatores como diminuição da imunidade, anos após a vacinação, mudanças no genótipo da bactéria e aumento da susceptibilidade entre jovens e adultos são considerados como contribuintes para o aumento da taxa da incidência da doença.

Objetivo

Assim, objetiva-se identificar e caracterizar o perfil epidemiológico dos casos confirmados de coqueluche no estado do Rio Grande do Norte.

Método

Analisou-se dados das bases do Sinan do estado do RN nos períodos de 2011 a 2014.

Resultados

Observou-se que os casos confirmados acometeram, predominantemente, os menores de 6 meses de idade. Os sintomas clássicos da doença foram identificados na maior parte dos acometidos. Verificou-se também que a confirmação de casos guarda estreita relação com a não vacinação ou vacinação incompleta.

Conclusão

Os achados sugerem a importância da vacinação para o controle da doença e a necessidade de melhoria das ações de vigilância para que haja uma representação epidemiológica fidedigna da doença.

Palavras-chave:
coqueluche; vigilância em saúde pública; vacina contra coqueluche

Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Avenida Horácio Macedo, S/N, CEP: 21941-598, Tel.: (55 21) 3938 9494 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@iesc.ufrj.br