• Análisis geográfico de la mortalidad de diferentes usuarios de vías de tránsito y factores de área asociados en Argentina ARTÍCULO ORIGINAL

    Leveau, Carlos Marcelo

    Abstract in Portuguese:

    Abstract Background Traffic injury deaths are the leading cause of injury death in the 5-64-year-old population in Argentina. Objective To describe the spatial variations of the risk of mortality of different types of road users and to analyze area factors associated with the risk of mortality in Argentina during the periods 1999-2003 and 2008-2012. Method A spatial ecological study was carried out using the departments/parties as spatial units of analysis. The deaths of pedestrians, bicycle, motorcycle, and automobile users, and unspecified road users were considered. Sociodemographic characteristics of area and variables related to automotive patenting were the independent variables. Results The mortality risk of road users was spatially concentrated during the two periods in Argentina. The low socioeconomic level at the departmental level was related to a high risk of mortality in pedestrians and bicycle users. In areas with higher patenting of new cars, a higher risk of mortality was observed in bicycle users during 1999-2003. Conclusion The great disparities in the geographical distribution of the mortality risk of different road users indicated the adoption of different regional road safety policies at the national level.

    Abstract in Spanish:

    Resumen Introducción Las muertes por lesiones de tránsito son la principal causa de muerte por lesiones en la población de 5-64 años en Argentina. Objetivo Describir las variaciones espaciales del riesgo de mortalidad de diferentes tipos de usuarios de vías de tránsito y analizar factores de área asociados con el riesgo de mortalidad en Argentina durante los períodos 1999-2003 y 2008-2012. Método Se realizó un estudio ecológico espacial utilizando los departamentos/partidos como unidades de análisis. Se consideraron las muertes de peatones, usuarios de bicicleta, motocicleta y automóvil y usuarios no especificados de vías de tránsito. Como variables independientes se seleccionaron variables sociodemográficas y variables de patentamiento automotor. Resultados El riesgo de mortalidad de los usuarios de vías de tránsito se concentró espacialmente durante los dos períodos en Argentina. El nivel socioeconómico bajo a nivel departamental estuvo relacionado a un riesgo alto de mortalidad en peatones y usuarios de bicicleta. En áreas con mayor patentamiento de nuevos automóviles se observó un mayor riesgo de mortalidad en usuarios de bicicletas durante 1999-2003. Conclusión Las grandes disparidades en la distribución geográfica del riesgo de mortalidad de diferentes usuarios de vías de tránsito indican la adopción de políticas regionales de seguridad vial diferenciales en Argentina.
  • Contexto socioespacial de vítimas de homicídio doloso em uma capital do nordeste brasileiro ARTIGO ORIGINAL

    Veloso, Alline Oliveira do Nascimento; Medeiros, Kaio Keomma Aires Silva; Soares, Rackynelly Alves Sarmento; Pereira, Francilene Jane Rodrigues; Silva, Cícero Fidelis da; Cavalcanti, Alessandro Leite

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução O homicídio, para além de um problema de saúde pública, é também revelador de um complexo contexto de desigualdade social, que impera nas capitais e grandes cidades do Brasil. Objetivo Analisar o contexto socioespacial de vítimas de homicídio doloso em uma capital do nordeste brasileiro. Método Estudo ecológico, de base documental, com abordagem quantitativa, realizado em João Pessoa, no estado da Paraíba, no Brasil, em 2015. Consideraram-se 369 vítimas de homicídio doloso. Os dados foram analisados à luz da estatística descritiva e da geografia espacial. Resultados As vítimas de homicídio doloso eram predominantemente homens, adultos jovens, não brancos, solteiros e com menos de sete anos de estudo. Ademais, verificou-se sobreposição, em grande medida, das áreas em que residiam aqueles indivíduos com as áreas de piores condições socioeconômicas. Conclusão O homicídio repercute substancialmente no quadro epidemiológico, porquanto, para além de sua característica letal, as questões que o circunscrevem, em que figura, de forma importante, são questões sociais complexas, amplas e de difícil modificação no curto prazo.

    Abstract in English:

    Abstract Background The homicide, besides being a public health problem, also reveals a complex context of social inequality that prevails in capitals and larges cities of Brazil. Objective The objective of this study was to analyze the socio-spatial context of intentional homicide victims in a capital of Brazilian Northeast. Method An ecological and documentary based study with a quantitative approach was carried out in João Pessoa, state of Paraíba, Brazil, in 2015, which considered 369 victims of homicide. Data analysis was carried out in light of descriptive statistics and spatial analysis. Results Victims of malice murder were predominantly male, young adults, non-white, singles, and less than seven years of studies. In addition, there was overlap, to a large extent of the areas where the victims of malice murder resided, with the map of the areas with the worst socioeconomic conditions. Conclusion Homicide has a substantial repercussion on the epidemiological context, in addition to its lethal characteristic. The issues surrounding them, in which important complex social issues appear, are broad and difficult to change in the short term.
  • Perfil e evolução da mortalidade por causas externas em Joinville (SC), 2003 a 2016 ARTIGO ORIGINAL

    Cardoso, Silvana; Gaertner, Maria Helena da Costa Naumann; Haritsch, Luciane; Henning, Elisa; Kropiwiec, Maria Volpato; Franco, Selma Cristina

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução A mortalidade por causas externas está entre as principais causas de óbito no mundo, com acentuada expressão em faixas etárias jovens. Objetivo Descrever o perfil das mortes por causas externas em município do Sul do país e verificar sua tendência nos últimos anos. Método Estudo retrospectivo dos óbitos por causas externas usando os coeficientes de mortalidade por sexo, grupo etário e causa da morte com análise por regressão quasi Poisson. Resultados O coeficiente de mortalidade foi de 46,3 por 100 mil habitantes, predominando os acidentes por transporte terrestre (40%) e agressões (30,5%). Identificou-se aumento de 53% nos coeficientes de mortalidade, com variações segundo sexo, grupo etário e tipo. Conclusão Necessitam-se intensificar políticas públicas conforme as especificidades na determinação dos tipos de morte em cada grupo etário.

    Abstract in English:

    Abstract Background Mortality due to external causes is among of the leading causes of death worldwide, with great expression in young age groups. Objective: To describe the profile of deaths from external causes in a southern municipality of Brazil and verify its trend in the last years. Method It was carried out a retrospective study of external causes deaths using mortality rates by gender, age group and cause of with quasi Poisson regression analysis. Results Mortality coefficient was 46 per 100,000 inhabitants prevailing transport accidents (40%) and aggressions (30.5%). Increase of 53% in mortality rate was detected with variations by gender, age group and type. Conclusion Social policies are necessary encompassing intersectoral actions and taking into account the specificities in determination of each age group’s types of death.
  • Mortalidade infantil por causas evitáveis em municípios de fronteira e não fronteira ARTIGO ORIGINAL

    Martins, Paulo Cezar Rodrigues; Pontes, Elenir Rose Jardim Cury

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução É grande o desafio de reduzir a mortalidade infantil por causas evitáveis no Brasil, dadas as desigualdades existentes no território. Objetivo Estimar a taxa de mortalidade infantil por causas evitáveis e comparar os resultados entre os municípios de fronteira e de não fronteira, no estado de Mato Grosso do Sul. Método Trata-se de um estudo ecológico. Foram estudados três grupos de municípios: Grupo 1 - municípios de fronteira contígua com área urbana no país vizinho; Grupo 2 - municípios de fronteira não contígua com área urbana no país vizinho; e Grupo 3 - municípios de não fronteira. Os dados foram obtidos a partir do Sistema de Informações sobre Mortalidade e do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos. Resultados As taxas de mortalidade infantil por mil nascidos vivos, devido a causas evitáveis em 2004 e 2014, foram respectivamente: Grupo 1 (21,8/11,29), Grupo 2 (24,68/14,7) e Grupo 3 (14,3/7,23). A maior ocorrência dos óbitos ocorreu por causas relacionadas à inadequada atenção à mulher na gestação, parto, feto e ao recém-nascido. Conclusão O risco de óbito por causas evitáveis é maior nas crianças residentes nos municípios de fronteira, e isso deve ser considerado na elaboração das políticas e ações de saúde.

    Abstract in English:

    Abstract Introduction There is a great challenge to reduce infant mortality from preventable causes in Brazil, given the inequalities that exist in the territory. Objective To estimate the Infant Mortality Rate due to preventable causes and to compare the results between the border and non-border municipalities, in the State of Mato Grosso do Sul. Method This is an ecological study. Three groups from cities were analyzed: Group 1 - contiguous cities with urban border in a neighboring country; Group 2 - non-contiguous cities with urban border in a neighboring country; e Group 3 - non-border cities. The data were obtained from Living Born Information System and Mortality Information System. Results Infant mortality rates per 1,000 live births, by preventable causes in 2004 and 2014, were respectively: Group 1 (21.8 / 11.29), Group 2 (24.68 / 14.7) and Group 3 (14.3 / 7.23). The highest occurrence of deaths happened due to causes related to inadequate care to women during pregnancy, childbirth, fetus and the newborn. Conclusion The risk of death due to preventable causes is higher in children living in border cities, and this should be considered in the elaboration of future health policies and actions.
  • Relação entre internações, óbitos por doenças do aparelho circulatório e estrutura dos serviços ARTIGO ORIGINAL

    Santos, Cleuzieli Moraes dos; Gonçalves, Crhistinne Cavalheiro Maymone; Tsuha, Daniel Henrique; Souza, Albert Schiaveto de; Barbieri, Ana Rita

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução A estruturação dos serviços de saúde é um elemento fundamental para dar respostas à carga de doenças crônicas. Objetivo Analisar a relação entre internações e óbitos pelas doenças do aparelho circulatório e a estrutura nos serviços de saúde. Método Estudo transversal desenvolvido em estado do Centro-Oeste brasileiro, região de saúde composta de 17 municípios e 1.112.792 habitantes. Foram analisadas as dimensões demográfica, epidemiológica e de estrutura de saúde pela estatística descritiva e correlação linear de Pearson. Resultados A taxa da mortalidade por doenças do aparelho circulatório foi de 29,49%, superior aos achados no país e no Centro-Oeste. Houve correlação significativa entre internação por doenças isquêmicas do coração e número de leitos e entre internação por doenças do aparelho circulatório e número de serviços especializados para cada 10 mil habitantes. Conclusão As diferenças encontradas entre internações e a existência dos serviços especializados e leitos indicam que a população que reside em municípios com estrutura de serviços complexa possui mais acesso aos serviços e às internações. Os resultados demonstram que deve haver mais cuidado na conformação e oferta de serviços na Rede de Atenção à Saúde para as doenças do aparelho circulatório, visando assegurar equidade no acesso da população aos serviços pactuados.

    Abstract in English:

    Abstract Background The structuring of health services is a fundamental element to respond to the burden of chronic diseases. Objective To analyze the relationship between hospitalizations and deaths due to diseases of the circulatory system and the structure in health services. Method A cross-sectional study developed in the state of the Brazilian central-west was carried out with a health region composed of 17 municipalities and 1,112,792 inhabitants. The demographic, epidemiological and health structure dimensions were analyzed using descriptive statistics and Pearson's linear correlation. Results The mortality rate due to diseases of the circulatory system was 29.49%, higher than the findings in the country and in the center-west. There was a significant correlation between hospitalization for ischemic heart diseases and number of beds, and between hospitalization for diseases of the circulatory system and number of specialized services for each 10,000 inhabitants. Conclusion The differences found between hospitalizations and the existence of specialized services and beds indicate that the population that lives in municipalities with a complex service structure has more access to services and hospitalizations. The results demonstrate that there must be greater care in the conformation and offer of services in the Health Care Network for diseases of the circulatory system, aiming to ensure equity in the population's access to the agreed services.
  • Qualidade de vida em crianças portadoras do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) ARTIGO ORIGINAL

    Macêdo, Thuanny Silva de; Rodrigues, Maria José; Figueiredo, Maria das Graças Félix de; Santos, Valdeci Elias dos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução O estudo da qualidade de vida de crianças portadoras de doenças crônicas, como o HIV, é essencial, visando um cuidado integral e holístico para os portadores da doença. Objetivo Avaliar a qualidade de vida e os fatores sociodemográficos associados de crianças portadoras do HIV. Método Estudo descritivo transversal, amostra de 78 crianças de ambos os sexos, faixa etária de 3 a 13 anos, atendidas em serviço de referência da cidade do Recife-PE. Foram utilizados o questionário Critério de Classificação Econômica Brasil, para caracterização socioeconômica, e a Escala de Qualidade de Vida da Criança (AUQEI). Para avaliar associação entre as variáveis, foram utilizados o teste Qui-quadrado de Pearson e o teste Exato de Fischer. A margem de erro utilizada foi de 5%. Resultados No tocante à qualidade de vida, ficar doente, brincar sozinho e a presença de bullying na escola apresentaram baixos índices de satisfação. Já itens como férias, aniversário, estar à mesa com a família e assistir televisão apresentaram altos níveis de satisfação. Conclusão As crianças desta pesquisa demonstraram uma qualidade de vida influenciada pelos aspectos negativos presentes em suas vidas. Desta forma, é necessária uma equipe multidisciplinar para o tratamento e prevenção de comorbidades, inclusive as psicossociais.

    Abstract in English:

    Abstract Background Studying the quality of life of children with chronic diseases, such as HIV, is essential, aiming at comprehensive and holistic care for people with the disease. Objective To assess the quality of life and sociodemographic associated factors in children with HIV. Method A descriptive cross-sectional study, with a sample of 78 children of both genders, aged between 3 and 13 years old, attending a reference service in the city of Recife-PE. Two questionnaires were used to collect data, the Brazilian Economic Classification Criteria questionnaire, to accomplish the socioeconomic characteristics, and the Quality of Life Scale for Children (AUQEI). Pearson's Chi-square test and Fisher's exact test evaluated the association between the variables. The margin of error was 5%. Results The quality of life, being sick, playing alone and the presence of bullying in school had low satisfaction rates. On the other hand, items such as vacations, birthday, being at the table with the family, and watching television showed high levels of satisfaction. Conclusions The children in this research demonstrated a quality of life influenced by the negative aspects present in their lives. Thus, a multidisciplinary team is needed for the treatment and prevention of comorbidities, including psychosocial ones.
  • Fatores associados à qualidade de vida dos idosos octogenários da zona rural de Uberaba/MG ARTIGO ORIGINAL

    Buso, Ana Luisa Zanardo; Viana, Dayane Aparecida; Alves, Lilane Maria da Silva; Dias, Flávia Aparecida; Oliveira, Daniel Vicentini de; Antunes, Mateus Dias; Rodrigues, Leiner Resende; Tavares, Darlene Mara dos Santos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução A longevidade pode ser acompanhada de diversos fatores que interferem negativamente na qualidade de vida (QV) dos idosos e torna-se necessário investigar quais são estes fatores na zona rural. Objetivo Identificar os fatores associados à QV de idosos octogenários da zona rural de Uberaba-MG. Método Estudo transversal com 74 idosos octogenários residentes na zona rural que foram avaliados quanto ao perfil sociodemográfico, número de morbidades, qualidade de vida e funcionalidade. A análise dos dados foi conduzida por meio dos testes t-Student, correlação de Pearson e a Regressão linear múltipla (p < 0,05). Resultados No domínio físico da QV, os menores escores relacionaram-se ao maior número de morbidades e de incapacidade funcional nas atividades instrumentais de vida diária. Conclusão Os menores escores de QV em idosos octogenários da zona rural de Uberaba-MG estão associados ao maior número de morbidades e de incapacidade funcional.

    Abstract in English:

    Abstract Background The longevity can be followed by several factors that interfere negatively in the life quality (LQ) of the elderly, for this reason it is necessary to investigate which are these factors in the rural area. Objective To identify the factors associated with QoL of octogenarian elderly in the rural area of Uberaba-MG. Method A cross-sectional study with 74 octogenarian elderly living in the rural area was carried out. The sociodemographic profile, number of morbidities, quality of life and functionality were evaluated. Data analysis was performed using Student's t-tests, Pearson's correlation and Multiple linear regression (p <0.05). Results In the physical domain of LQ, the lowest scores were related to the greater number of morbidities and functional inability in the instrumental activities of daily living. Conclusion The lower LQ scores in the octogenarian elderly in the rural area of Uberaba-MG are associated with greater morbidity and functional disability.
  • Prevalência de alto risco para a síndrome da apneia obstrutiva do sono na população idosa residente na área rural de Rio Grande-RS ARTIGO ORIGINAL

    Perceval, Aline Henriques; Meucci, Rodrigo Dalke

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução A população idosa tende a aumentar no Brasil com o passar dos anos. Dentre os problemas crônicos de saúde associados ao envelhecimento, destaca-se a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). Objetivo Verificar a prevalência do alto risco para a SAOS e seus fatores associados na população idosa residente na área rural do município de Rio Grande. Método Estudo transversal, de base populacional com amostragem aleatória. Para a categorização do desfecho, foi utilizado o Questionário de Berlim, que consiste em avaliar a SAOS em Baixo e Alto Risco, e as variáveis independentes foram coletadas por meio de questionário padronizado. Resultados Foram entrevistados 1.030 idosos. A prevalência do alto risco de SAOS foi de 38,4%. Na análise ajustada, o relato de alto risco de SAOS foi maior em mulheres RP 1,18 (IC95%1,01-1,38), idosos de 60-69 anos RP 1,78 (1,32-1,38), indivíduos que residiam com companheiro RP 1,28 (IC95%1,06-1,53), diabéticos RP 1,27 (IC95%1,05-1,53), que possuíam doença pulmonar RP 1,47 (IC95%1,16-1,86) e que tiveram acidente vascular cerebral RP 1,36 (IC95%1,07-1,76). Conclusão Os achados desta pesquisa inferem que a prevalência elevada da SAOS na população idosa residente na área rural de Rio Grande, está associada a diversos outros fatores.

    Abstract in English:

    Abstract Background The elderly population tends to increase in Brazil over the years. Among the chronic health issues associated with aging, it is pointed out the Obstructive Sleep Apnea Syndrome (OSAS). Objective To verify high risk prevalence for OSAS and its associated factors in the elderly population living in the rural area of the municipality of Rio Grande. Method A cross-sectional population-based study with random sampling was carried out. The Berlin Questionnaire was used to categorize the outcome, which consists of assessing a low- and high-risk OSAS, and the independent variables were collected using a standardized questionnaire. Results 1,030 elderly people were interviewed. The prevalence of high risk of OSAS was 38.4%. In the adjusted analysis or related to the high risk of OSAS; it was higher in women PR 1.18 (95% CI 1.01-1.38); elderly people aged 60 to 69 years PR 1.78 (1.32-1.38); individuals residing with a partner PR 1.28 (95% CI 1.06-1.53); diabetics individuals PR 1.27 (95% CI 1.05-1.53); individuals who had lung disease PR 1.47 (95% CI 1), 16-1.86) and individuals who had cerebrovascular accident PR 1.36 (95% CI 1.07-1.76). Conclusion The results of this research infer that the high prevalence of OSAS in the elderly population living in the rural area of Rio Grande is associated with several other factors.
  • Internação por queda em idosos residentes em Florianópolis, em Santa Catarina e no Brasil: tendência temporal 2006-2014 ARTIGO ORIGINAL

    Confortin, Susana Cararo; Andrade, Selma Regina de; Antes, Danielle Ledur; Marques, Larissa Pruner; Schneider, Ione Jayce Ceola

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução A queda pode causar graves problemas para os indivíduos, incluindo redução das atividades de vida diária e aumento do medo de andar e de sofrer outra queda, o que pode levar à hospitalização. Objetivo Analisar a tendência temporal de internações por quedas em idosos em Florianópolis, em Santa Catarina e no Brasil, no período de 2006 a 2014. Método Estudo de série temporal, com registros de internações por queda, oriundos do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde, em idosos residentes em Florianópolis, em Santa Catarina e no Brasil. Foi utilizado o programa Joinpoint para análise das tendências. Resultados Foram registradas 703.791 internações por quedas no Brasil, das quais 5% ocorreram em Santa Catarina e 0,3%, em Florianópolis. Houve tendência crescente no Brasil, de 2008 a 2014, e em Santa Catarina, de 2006 a 2014. Em Florianópolis, ocorreu aumento nas taxas, porém não significativo. Quando analisados os grupos etários, os idosos de 60 a 69 anos foram os que apresentaram as maiores taxas de internação. Conclusão Foi constatada tendência crescente de internação por quedas em idosos em Santa Catarina (2006-2014) e no Brasil (2008-2014). Idosos de 60 a 69 anos apresentaram as maiores taxas nos três territórios.

    Abstract in English:

    Abstract Background The fall can cause serious problems for individuals, including reduced activities of daily living, increased fear of walking, and suffering another fall, which can have an impact on hospitalization. Objective To analyze the temporal trend of hospitalizations due to falls in the elderly, in Florianópolis, Santa Catarina, and Brazil, from 2006 to 2014. Method This is a time-series study with records of hospitalizations from the Hospital Information System of the Unified Health System, due to falls in the elderly of Florianópolis, Santa Catarina, and Brazil. Joinpoint program was used to analyze trends. Results A total of 703,791 hospitalizations were due to falls in Brazil, of which 5.0% occurred in Santa Catarina and 0.3% in Florianópolis. There was a growing trend in Brazil, from 2008 to 2014, and in Santa Catarina, from 2006 to 2014. In Florianópolis, there was an increase in rates, however, it was not significant. When the age groups were analyzed, the group from 60 to 69 years old was the one with the highest admission rates. Conclusion There was a growing trend of hospitalization for falls in the elderly in Santa Catarina (2006-2014) and Brazil (2008-2014). People aged 60 to 69 years old had the highest rates in the three territories.
  • Knowledge and perceptions about generic drugs by users of PSF in triple borders ORIGINAL ARTICLE

    Cicchelero, Laiz Mangini; Toninato, Ana Paula Contiero; Silva, Rosane Meire Munhak da; Faller, Jossiana Wilke; Rossoni, Diogo Francisco; Domareski, Jackson Luiz; Silva-Sobrinho, Reinaldo Antônio; Zilly, Adriana

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução O Ministério da Saúde, pela Política Nacional de Medicamentos, Portaria no 3.916, de 30 de outubro de 1998, reforça a Lei de Genéricos de fevereiro de 1999 (Lei no 9.787, de 10 de fevereiro de 1999, visando, entre outras coisas, reduzir os preços e facilitar o acesso aos medicamentos para a população). Objetivo Identificar o nível de conhecimento da população em relação aos medicamentos genéricos. Método Estudo descritivo, quantitativo, com 520 usuários entrevistados em quatro unidades de saúde que implementaram o Programa Saúde da Família e que representam quatro distritos sanitários de saúde em Foz do Iguaçu (PR), Brasil. Resultados A maioria dos entrevistados conhece e/ou já ouviu falar do genérico. Para muitas pessoas, o medicamento genérico representa apenas um tipo de medicamento mais acessível. Conclusão Achados indicam a necessidade de educação em saúde para esclarecer a população, para que possam identificar e adquirir seus medicamentos com segurança e confiança.

    Abstract in English:

    Abstract Background The Brazilian Ministry of Health, by the National Policy on Medication, Ordinance 3916 from October 30th 1998, reinforces the Law of Generics of February 1999 (Law No. 9787 from February 10th, 1999, aiming, among other things, to reduce the prices and make access to medications easier for population). Objective The main objective was to identify the level of knowledge of the population regarding generic drugs. Method Descriptive, quantitative study, with 520 users interviewed in four health care units that implemented the Brazilian Family Health Program. Such units represent four health districts in Foz do Iguaçu, PR, Brazil. Results Most of the interviewed know and/or have heard about generic drugs. For many people, the generic drug represents only a more affordable type of medication. Conclusion The need for health education to clarify the population’s questions was found, so they could identify and acquire their medication safely and with confidence.
  • Scales for pain assessment in cervical dentin hypersensitivity: a comparative study ORIGINAL ARTICLE

    Freitas, Bethânia Lara Silveira; Pinto, Marina de Souza; Oliveira, Evandro Silveira de; Douglas-de-Oliveira, Dhelfeson Willya; Galvão, Endi Lanza; Gonçalves, Patricia Furtado; Flecha, Olga Dumont; Oliveira, Paulo Messias de

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução Atualmente, diferentes escalas têm sido utilizadas para medir a dor no contexto clínico, especialmente na prática odontológica. Objetivo O objetivo deste estudo foi comparar as escalas de dor comumente utilizadas em pesquisas clínicas e na prática clínica odontológica, identificando as mais fáceis de serem compreendidas pelos pacientes com hipersensibilidade dentinária cervical. Método Setenta e quatro pacientes com hipersensibilidade dentinária cervical foram estimulados por um teste térmico para avaliação do dente sensível, seguido pela aplicação de diferentes escalas para avaliação de dor (Escala Visual Analógica, Faces de Dor, Escala Numérica e Escala Verbal) e de um questionário complementar para avaliar a percepção do paciente em relação à facilidade de compreensão das escalas. Os resultados foram submetidos aos testes de correlação de Wilcoxon, Spearman e Qui-Quadrado. Resultados Uma forte correlação positiva foi encontrada entre as quatro escalas avaliadas (r = 0,798 a 0,960; p < 0,001). De acordo com os pacientes, a escala de mais fácil compreensão foi a Escala Verbal (52,7%). Conclusão As escalas para mensuração da dor fornecem informações semelhantes sobre a dor relatada na hipersensibilidade dentinária cervical. A afinidade do paciente pela escala de dor pode direcionar a escolha da escala a ser utilizada na prática clínica odontológica nos diversos níveis de atenção à saúde.

    Abstract in English:

    Abstract Background Currently, different pain scales are used extensively to measure clinical pain, especially in dental practice. Objective This study aims to compare pain scales used in clinical research and dental practice, identifying the easiest to understand by patients with Cervical Dentin Hypersensitivity. Method Seventy-four patients with Cervical Dentin Hypersensitivity were stimulated by a thermic test of the sensitive tooth, followed by application of different pain measurement scales (Visual Analogue Scale, Faces Pain Scales, Numeric Rating Scale, and Verbal Rating Scale) and by a questionnaire to evaluate the patient's perception regarding the ease of understanding scales. The statistic tests used were the Wilcoxon, Spearman correlation, and Chi-Square tests. Results The results founded a strong positive correlation between the scales (r = 0.798 to 0.960 p <0.001). The was easiest scale to understand according to the patients was the Verbal Rating Scale (52.7%). Conclusion The pain measurement scales evaluated provide similar information about pain reported in the Cervical Dentin Hypersensitivity allowing the comparison between studies that used them to measure pain. The affinity of the patient with the pain scale can guide the clinical dental practice in the different levels of health care.
  • A implantação da rede de atenção psicossocial na Região Ampliada de Saúde Oeste de Minas Gerais-BR ARTIGO ORIGINAL

    Gama, Carlos Alberto Pegolo da; Guimarães, Denise Alves; Coelho, Vívian Andrade Araújo; Carvalho, Rafael Cotta; Campos, Cecília Godoi; Fraga, Agripina Maria de Souza

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução A criação da Rede de Atenção Psicossocial permitiu ampliar e organizar a oferta da atenção à saúde mental à população brasileira. Objetivo Analisar a implantação da Rede de Atenção Psicossocial na Região Ampliada de Saúde Oeste de Minas Gerais. Método Foi realizado estudo exploratório a partir de revisão de literatura, pesquisa documental, questionário aplicado a gestores e entrevistas com informantes-chave. Resultados A Rede de Atenção Psicossocial possui 27 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) (13 CAPS I, 6 CAPS II, 1 CAPS III, 2 CAPS i, 3 CAPS ad II, 2 CAPS ad III), 12 Ambulatórios de Saúde Mental e 2 Residências Terapêuticas. A Estratégia de Saúde da Família está implantada em 86,62% dos municípios e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família em 62,96%. Apresenta índice de 1,71 CAPS/100.000 habitantes, bem acima da média nacional. No entanto, 14,49% da população não possui acesso a este serviço. Conclusão Constatou-se dificuldades na pactuação da Rede de Atenção Psicossocial nos municípios com menos de 15.000 habitantes, baixo índice de CAPS i e CAPS ad, insuficiência de CAPS III e escassa implementação de leitos em hospitais gerais.

    Abstract in English:

    Abstract Background The creation of the Psychosocial Care Network allowed the increase and organization of the provision of mental health care to the Brazilian population. Objective This study aims to analyze the Psychosocial Care Network implantation process in the Western Health Extended Region of the State of Minas Gerais. Method An exploratory study was carried out from literature review, documentary research, interviews with key informants and questionnaires that were applied to managers. Results The Psychosocial Care Network has 27 Centers for Psychosocial Care (CAPS) (CAPS) (13 CAPS I, 6 CAPS II, 1 CAPS III, 2 CAPS i, 3 CAPS ad II, 2 CAPS ad III), 12 Mental Health Clinics and 2 therapeutic residences. The Family Health Strategy is implemented in 86.62% of the municipalities and the Family Health Support Unit in 62.96%. It has an index of 1.71 CAPS / 100.000 inhabitants, above the national average; on the other hand 14.49% of the population does not have access to this service. Conclusion It was observed difficulties in the agreement of Psychosocial Care Network in municipalities with less than 15.000 inhabitants, low CAPS i and CAPS ad index, CAPS III insufficiency and scarce beds implementation in General Hospitals have been found.
  • A Acessibilidade da Atenção Básica no Brasil na avaliação dos usuários ARTIGO ORIGINAL

    Figueiredo, Daniela Cristina Moreira Marculino de; Shimizu, Helena Eri; Ramalho, Walter Massa

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução Embora sejam percebidos avanços quanto à ampliação na cobertura da Atenção Básica no Brasil, o acesso ou a acessibilidade do usuário na utilização desses serviços ainda é considerado como desafio. Objetivo Descrever as dimensões da acessibilidade na atenção básica na avaliação dos usuários que participaram da avaliação externa do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica, em 2012, nas macrorregiões do país. Método Trata-se de um estudo descritivo, transversal. Foram utilizados os dados do módulo III, que trata da entrevista com os usuários na Unidade Básica de Saúde (UBS), especificamente do componente referente à utilização dos serviços de saúde. Participaram 65.391 usuários de 3.944 municípios. Resultados Verificou-se que tanto a acessibilidade geográfica como a organizacional estão mais comprometidas nas regiões Norte e Nordeste. Quanto às barreiras de acessibilidade organizacional, constaram-se a forma de agendamento das consultas, a falta de possibilidade de escolha dos profissionais e os horários de atendimento restritos. Ademais, observou-se que boa parte dos usuários não consegue resolver as urgências na Unidade Básica de Saúde. Conclusão Há avanços no alcance da acessibilidade, todavia nas regiões Norte e Nordeste é preciso maiores investimentos para melhorar, sobretudo, a acessibilidade organizacional.

    Abstract in English:

    Abstract Background Although advances are perceived in terms of expanding the coverage of Primary Care in Brazil, patient access or accessibility when using these services is still considered a challenge. Objective This work aimed to describe some dimensions of accessibility in primary Health Care in Brazil of the users’ evaluation who participate of the National Program for improving access and quality in primary health care, in 2012 in all the regions of the country. Method It is a descriptive, cross-sectional study. It was used the data of the III module which collect with interview with users, data specifically of the component for the use of health services. 65.391 users of 3.944 municipalities participated of this study. Results It was found problems with the geographical and organizational accessibility in the north and northeast regions. The organizational barriers were more evident in the scheduling consultations, in the lack of choice of professionals and the restricted opening hours. In addition, it was observed that most users cannot solve the emergency in the basic health unity. Conclusion There was progress in the accessibility, on the other hand in the North and Northeast regions needs greater investments to improve the organizational accessibility.
  • O cuidado com os pés e a prevenção da úlcera em pacientes diabéticos no Brasil ARTIGO ORIGINAL

    Fernandes, Fábia Cheyenne Gomes de Morais; Santos, Emelynne Gabrielly de Oliveira; Morais, Juliana Ferreira Gomes de; Medeiros, Lis Monique da Fonseca; Barbosa, Isabelle Ribeiro

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução O Diabetes Mellitus configura-se como um problema de saúde pública em ascensão e, uma vez mal controlado, favorece o desenvolvimento de complicações altamente incapacitantes, como o pé diabético. Objetivo avaliar a prevalência e os fatores associados às ações de prevenção das úlceras dos pés em pacientes diabéticos no Brasil. Método Trata-se de um estudo transversal que utilizou dados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013, relativos à proporção de indivíduos com diagnóstico de diabetes em relação às recomendações do cuidado e a prevalência de úlcera nos pés. A PNS sorteou um total de 81.187 domicílios, sendo selecionado um indivíduo por domicílio, sendo entrevistadas 60.202 pessoas. Resultados A realização do exame dos pés em portadores de diabetes por profissionais de saúde foi maior na Região Sudeste e a menor na Região Centro-Oeste. A não realização do exame foi mais prevalente no sexo feminino, em residente em área rural, de cor/raça parda, solteiro, sem instrução ou ensino fundamental incompleto. No Brasil, apenas 58,4% dos pacientes diabéticos que fizeram consulta regular receberam a orientação para examinar os pés; a ocorrência de ferida no pé foi significativamente maior para o sexo masculino; na raça-cor preta/parda; a presença de ferida no pé foi significativamente maior entre os pacientes diabéticos que faziam consulta regularmente. Conclusão Desse modo, no Brasil, a adesão dos profissionais na orientação para prevenção de úlceras diabéticas é considerada precária, com as menores prevalências de realização do cuidado nos grupos mais vulneráveis.

    Abstract in English:

    Abstract Background Diabetes mellitus is a public health issue and once corrected, it favors the development of highly disabling complications, such as diabetic foot. Objective This study aims to evaluate the prevalence and factors associated with actions to prevent foot ulcers in diabetic patients in Brazil. Method This is a cross-sectional study using data from the National Health Survey 2013, regarding the diagnosis of diabetes related to the recommendations for care and a prevalence of foot ulcers. Results The examination of patients with diabetes by health professionals was higher in the Southeast and Minor regions of the Central-West Region. Non-predominance of the test was more prevalent among females, in rural, color/race, single, uninstructed or incomplete elementary school subjects. In Brazil, only 58.4% of diabetic patients receiving regular consultation received guidance to examine the feet. The occurrence of sores was important for males; in black people/pardo Brazilians. The presence of foot wound was more significant among diabetic patients who had a regular visit. Conclusion Thus, in Brazil, one of the guidelines for the prevention of diabetic ulcers is precarious, with lower prevalence of care in the most vulnerable groups.
  • Avaliação da adaptação transcultural da versão brasileira da Escala de Senso de Coerência: uma revisão sistemática ARTIGO DE REVISÃO

    Scalco, Giovana Pereira; Abegg, Claides; Celeste, Roger Keller

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Introdução Há crescente número de publicações brasileiras envolvendo a escala de Senso de Coerência (SOC), mas o processo de adaptação transcultural ainda não pode ser considerado definitivo. Objetivo Revisar sistematicamente estudos de adaptação transcultural da versão brasileira, sumarizando as propriedades psicométricas. Métodos Foram pesquisadas sete bases de dados eletrônicas até janeiro de 2019: LILACS, BBO, BDENF-Nursing, Index Psychology, PubMed, EMBASE e Scopus, com restrição para o Brasil ou língua portuguesa. Resultados Foram identificadas 78 referências das quais foram incluídos 15 artigos e duas teses. Versões com 13 e 29 itens foram encontradas, que deveriam possuir os seguintes domínios: compreensão, manejo e significado. Verificou-se que até o momento os estudos não consideraram todas as etapas específicas para adaptação transcultural brasileira, apesar de apresentarem etapas metodológicas para validade de conteúdo e confiabilidade. A consistência interna da escala inteira (α de Cronbach) de oito estudos para SOC-13 variou de 0,61 a 0,81, e em quatro estudos, para SOC-29 de 0,77 a 0,87. Um único estudo (SOC-29) mostrou cargas fatoriais baixas para cinco itens nas análises dos componentes principais. Conclusão Há necessidade de aprofundar as pesquisas sobre adaptação da versão brasileira, em português, da escala de SOC.

    Abstract in English:

    Abstract Background Brazilian publications involving the Sense of Coherence (SOC) scale has increased, however the cross-cultural adaption process is not yet definite. Objective This study aimed to review systematically the cross-cultural adaptation studies of the Brazilian version of the SOC scale, summarizing psychometric properties. Methods Seven electronic databases were searched until January 2019: LILACS, BBO, BDENF-Nursing, Index Psychology, PubMed, EMBASE and Scopus with restriction for Brazil or Portuguese Language. Results It was identified 78 references, which15 papers and 2 thesis were included. Versions with 13 and 29 items were used and items should group in three domains: comprehensibility, manageability and meaningfulness. It was verified that the studies did not consider all specific stages of cross-cultural adaptation to the Brazilian culture, despite presenting methodological steps for content validity and reliability. The internal consistency for the whole scale (Cronbach α) in eight studies for SOC-13 ranged from 0.61 to 0.81 and 4 studies for SOC-29 from 0.77 to 0.87. A single study showed low factor loadings for some items in the main component analysis on SOC-29. Conclusion It is possible to conclude that it is necessary to deepen the research on adaptation of the Brazilian version of the SOC scale.
Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Avenida Horácio Macedo, S/N, CEP: 21941-598, Tel.: (55 21) 3938 9494 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cadernos@iesc.ufrj.br