Desenvolvimento e acúmulo de massa seca em copo-de-leite em fase inicial de cultivo

O cultivo de Zantedeschia aethiopica, apesar de sua importância no segmento da floricultura, ainda é limitado pelo reduzido conhecimento em técnicas básicas de produção, como o desenvolvimento e acúmulo de massa seca. Essas informações permitem um manejo mais adequado, sobretudo referente à aplicação de fertilizantes, proporcionando melhor aproveitamento de nutrientes e maiores produções. Dessa forma, neste estudo, objetivou-se avaliar o crescimento e desenvolvimento de plantas de copo-de-leite, estabelecendo curvas de crescimento, considerando o acúmulo de massa seca. Para tanto, mudas micropropagadas e aclimatizadas de copo-de-leite foram cultivadas em vasos plásticos contendo como substrato fibra de coco e adubadas com a formulação modificada de Malavolta. Foram realizadas avaliações com intervalos de 30 dias, durante 7 meses, nos quais consistiram os tratamentos. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com 4 repetições, totalizando 28 parcelas. As plantas foram avaliadas quanto às características de crescimento e desenvolvimento da parte aérea, rizoma, raízes, além de produção e qualidade das inflorescências. O desenvolvimento das plantas de copo-de-leite foi crescente ao longo do período experimental, sendo que o máximo acúmulo de massa seca total ocorreu ao final do período analisado. O florescimento foi constante com aumento do comprimento das hastes florais proporcional à idade das plantas.

Zantedeschia aethiopica; floricultura; crescimento; produção


Editora da Universidade Federal de Lavras Editora UFLA, Caixa Postal 3037, 37200-000 Lavras, MG-Brasil - Lavras - MG - Brazil
E-mail: editora@ufla.br