Crescimento de mudas de pitangueira (Eugenia uniflora L.) em substratos com utilização de superfosfato simples

Seedling growing of surinan cherry (Eugenia uniflora L.) in different substrates using simple super phosphate

Conduziu-se este experimento com o objetivo de avaliar o crescimento de mudas tipo pé-franco de pitangueira em diferentes substratos com utilização de superfosfato simples conduzidos em um viveiro de formação de mudas localizado no Campus da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Minas Gerais. Foram estudadas quatro doses de superfosfato simples 0; 2,5; 5 e 10 kg m-3 de substrato e duas misturas de substratos: A (composto orgânico + areia + solo, na proporção de 1:1:3 em volume) e B (Plantmax® + areia + solo, na proporção de 1:1:3 em volume). O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso em esquema fatorial 4 x 2, com 4 repetições e cinco plantas por parcela. Quando as mudas estavam em condições de serem enviadas a campo foram avaliadas pelas seguintes variáveis: altura da muda (cm); comprimento de raiz (cm), número de folha/planta, matéria seca da parte aérea, da raiz e total (g/planta). Com base nos resultados verificou-se que para a formação de mudas pé-franco de pitangueira, recomenda-se incorporar ao substrato o fertilizante superfosfato simples em dose de até 6 kg m-3 no substrato. Tanto o substrato A quanto o substrato B podem ser recomendados para a formação de mudas pé-franco de pitangueira.

Propagação; superfosfato simples; composto orgânico


Editora da UFLA Editora da UFLA, Caixa Postal 3037 - 37200-900 - Lavras - MG - Brasil, Telefone: 35 3829-1115 - Lavras - MG - Brazil
E-mail: revista.ca.editora@ufla.br