Melhoramento do feijoeiro visando resistência à antracnose e mancha angular assistido por marcadores moleculares SCAR

O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial genético de famílias endogâmicas de feijão carioca provenientes de cinco populações oriundas de cruzamentos envolvendo linhagens elites e uma fonte de resistência a doenças (Rudá-R), bem como avaliar a eficiência de marcadores moleculares SCAR na seleção de plantas resistentes a antracnose e mancha angular, por ocasião da abertura dos bulks. Foram avaliadas a arquitetura da planta, a produtividade e o aspecto de grãos. Observou-se efeito significativo entre famílias dentro de populações, indicando ampla variabilidade genética para os caracteres avaliados. Foram selecionadas 26 famílias superiores e que reuniam maior número de marcas, identificadas por marcadores SCAR na geração F4. Dessas, 18 famílias foram resistentes às raças 65 e 453 de Colletotrichum lindemuthianum e cinco resistentes à raça 63.23 de Pseudocercospora griseola. Assim, a seleção assistida por marcadores SCAR, na geração F4, mostrou ser uma ferramenta importante no melhoramento do feijoeiro.

Phaseolus vulgaris; Colletotrichum lindemuthianum; Pseudocercospora griseola; seleção assistida; resistência a doenças


Crop Breeding and Applied Biotechnology Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, 36570-000 Viçosa - Minas Gerais/Brasil, Tel.: (55 31)3899-2611, Fax: (55 31)3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: cbab@ufv.br