Aprimoramento de germoplasma para adaptação às mudanças climáticas

Marcelo J Carena

Bilhões em dólares e em cultivos estão sendo desperdiçados, seja durante a secagem de grãos ou ainda devido à suscetibilidade à seca, ao frio, à condições salinas de cultivo e ao processamento de grãos de baixa qualidade. O milho é um modelo de cultivo para adaptação a mudanças no clima. O melhoramento para adaptação é mais eficiente quando é conduzido em condições de desafios ambientais nas quais os genótipos mais adaptados são prontamente identificados e os mais estáveis são selecionados. O programa de melhoramento de milho da Universidade Estadual de Dakota do Norte (NSDU), nos Estados Unidos, está estrategicamente localizado para desenvolver produtos sob condições de clima extremo. Esse programa atualmente aproveita os ambientes do norte dos Estados Unidos que permitem avaliar germoplasma para caracteres de adaptação importantes como produção. O programa dá ênfase em adaptação de germoplasma e sua integração com o desenvolvimento de cultivar, particularmente aquelas que possuem alelos singulares que não estejam presentes nos genomas B73 e NAM. Projetos que enfoquem as demandas presentes e futuras por genótipos superiores que sejam tolerantes a mudanças climáticas nos Estados Unidos e em várias parte do mundo são vitais para a pesquisa agrícola.

adaptação; desenvolvimento de cultivares; diversidade genética; melhoramento de milho; NSDU EarlyGEM


Crop Breeding and Applied Biotechnology Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, 36570-000 Viçosa - Minas Gerais/Brasil, Tel.: (55 31)3899-2611, Fax: (55 31)3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: cbab@ufv.br