Comportamento meiótico de espécies silvestres Caricaceae com uso potencial no melhoramento do mamoeiro

Os objetivos desse trabalho foram avaliar o comportamento meiótico, determinar o índice meiótico e a viabilidade polínica de plantas representantes das espécies silvestres V. goudotina, V. quercifolia e J. spinosa. A avaliação da meiose confirmou que as espécies são diplóides com dezoito cromossomos. A meiose foi parcialmente normal já que algumas anormalidades, como cromossomos pegajosos, retardatários, segregação precoce, falta de sincronia e distúrbios nas fibras do fuso foram observadas. Produtos pós-meióticos (tríades, díades, mônades e políades) resultaram dessas anormalidades e provavelmente contribuíram para o índice meiótico que variou de 85,7 % (V. goudotiana) a 95,9 % (J. spinosa); foi observada variação significativa dentro de V. goudotiana. A viabilidade polínica variou de 68,0 % (V. goudotiana) a 96,0 % (J. spinosa) valores satisfatórios considerando que as espécies são silvestres. Assim, sugere-se que em programas de hibridação envolvendo V. goudotiana os cruzamentos devam ser bem planejados, já que parte dos gametas dessa espécie é inviável.

Vasconcellea goudotiana; Vasconcellea quercifolia; Jacaratia spinosa; meiose; índice meiótico


Crop Breeding and Applied Biotechnology Universidade Federal de Viçosa, Departamento de Fitotecnia, 36570-000 Viçosa - Minas Gerais/Brasil, Tel.: (55 31)3899-2611, Fax: (55 31)3899-2611 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: cbab@ufv.br