Mãe moderna: esportiva e forte

Modern mother: sporting and strong

Maria Simone Vione Schwengber Sobre o autor

O presente artigo é parte de uma pesquisa inspirada nos campos dos estudos de gênero, que se aproximam das teorizações de Michel Foucault. Nele, discuto a emergência de uma lógica, segundo a qual a educação dos corpos, de modo geral, e o das mulheres, de forma específica, se intensifica a partir do século XVIII. Temos definido esse processo educativo contemporâneo mais amplo como "politização do feminino e da maternidade" (Meyer, 2003); um processo que, por extensão, inclui a "politização do corpo grávido" (Schwengber, 2006). Para essa discussão, examinei a revista Pais & Filhos, no período de 1968 a 2004, utilizando-me das estratégias metodológicas da análise de discurso. Do resultado das análises, focalizo um movimento que permite visualizar a emergência de uma lógica, segundo a qual a educação dos corpos grávidos se intensifica por meio das práticas corporais, construindo diferentes posições de sujeito: a de mãe preparada (que cuida e se cuida), esportiva e sensual; responsável pelo corpo perfeito.

Corpo; Gênero; Práticas corporais; Maternidade; Mídia


CEDES - Centro de Estudos Educação e Sociedade Caixa Postal 6022 - Unicamp, 13084-971 Campinas SP - Brazil, Tel. / Fax: (55 19) 3289 - 1598 / 7539 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br
Accessibility / Report Error