Accessibility / Report Error

ESTRUTURA E PADRÕES DE DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DE ESPÉCIES ARBÓREAS EM UMA AMOSTRA DE FLORESTA OMBRÓFILA MISTA EM NOVA PRATA, RS

STRUCTURE AND SPATIAL DISTRIBUTION PATTERNS OF TREE SPECIES IN A MIXED OMBROPHYLOUS FOREST SAMPLE IN NOVA PRATA, RS

André R. Terra Nascimento Solon Jonas Longhi Doádi Antônio Brena Sobre os autores

RESUMO

Este estudo objetiva descrever a estrutura da vegetação e os padrões de distribuição espacial das espécies arbóreas e arvoretas de uma amostra de um hectare de Floresta Ombrófila Mista, localizada no município de Nova Prata, estado do Rio Grande do Sul. Utilizando o método de área fixa, foram instaladas vinte unidades amostrais de 10 x 50 m (500 m²), perfazendo uma amostra de 100 x 100 m (10000 m2) e mensurados todos os indivíduos com DAP ≥ 9,6 cm (30 cm de circunferência), que compõem o dossel da floresta. A amostra de vegetação estudada apresentou uma diversidade mediana de espécies arbóreas e arvoretas (55 espécies com DAP ≥ 9,6 cm) e uma elevada densidade de indivíduos por hectare (848 ind./hectare), similares aos encontrados em florestas secundárias, no domínio da Floresta Ombrófila Mista. A vegetação, na amostra, apresentou-se com maior proporção de espécies com distribuição agregada ou com tendência à agregação (46,7 %), revelando que as maiores populações arbóreas formam pequenas manchas ou agrupamentos na vegetação, com maiores valores obtidos para a Razão Variância/Média. Este estudo, mesmo se tratando de uma análise em pequena escala espacial (10000 m²), destaca a densidade e a distribuição das espécies arbóreas a arbustivas em um trecho de floresta que sofreu exploração comercial, fragmentos importantes das florestas atuais do estado do Rio Grande do Sul, Brasil.

Palavras-chave:
distribuição espacial; Floresta Ombrófila Mista; fitossociologia

ABSTRACT

The objective of this study is to describe the vegetation structure and the spatial distribution patterns of tree and shrub species in one hectare of a Mixed Ombrophylous Forest, localized in the County of Nova Prata, state of Rio Grande do Sul, Brazil. Using the fixed area method, were installed 20 samples of 10 x 50 m (500 m2), completing one sample of the 100 x 100 m (10000 m2) and measured all individuals with diameter at breast height (DBH) ≥ 9,6 cm (30 cm of circumference), that make up the canopy of the forest. The sample of vegetation studied showed a medium diversity of arboreal and shrub species (55 species with DBH ≥ 9,6 cm) and a large density of individuals per ha (848 individuals/ha), similar to the ones found in secondary forests, in the domain of the Mixed Ombrophylous Forest. The vegetation in the sample presented a larger proportion of species aggregated or with aggregation tendency (46,7 %), revealing that the larger tree population make up small spots or groups in the vegetation, with larger values obtained for the Variance/Average rate. This study, even though treating of a small spatial scale analyze (10000 m2), depict the density and the distribution of the arboreal and shrubs species in a part of secondary forest, that was damaged by commercial exploitation important fragment of the present forests of the state of Rio Grande do Sul, Brazil.

Key words:
spatial distribution; Mixed Ombrophylous Forest; phytossociology

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  • BARROS, P.L.C. Estudo Fitossociológico de uma floresta tropical úmida no Planalto de Curuá-una, Amazônia Brasileira. 1986. 147p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 1986.
  • BELEM, M. Structure and dynamics of two gallery forests in the Biosphere Reserve of the Hipopotamous Pool; Burkina Faso, West Africa. In: INTERNATIONAL SIMPOSIUM ON ASSESMENT AND MONITORING OF FORESTS IN TROPICAL DRY REGIONS WITH SPECIAL REFERENCED TO GALLERY FORESTS, 1997, Brasília. Anais... Brasília: UnB, 1997. p.329-337.
  • BRENA, D. A. et al. Inventário florestal da Fazenda Tupi Nova Prata, RS. Santa Maria: CEPEF/FATEC/UFSM, 1990. 68 p.
  • CAIN, S. A. et al. Application of some phytosociological techniques to Brazilian rain forests. Amer. J. Bot., New York, v.43, n.3, p.911-941, 1956.
  • CALDATO, S.L. Dinâmica populacional de Ocotea porosa (Lauraceae) na Floresta Ombrófila Mista em Caçador, SC. 1998, 89 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 1998.
  • CARVALHO, J.O.P. de. Abundância, freqüência e grau de agregação de Pau-rosa (Aniba duckei) na Floresta Nacional do Tapajós. Belém: Embrapa-CPATU, 1983. 24 p. (Boletim de Pesquisa, 53).
  • CARVALHO, J.O.P. de. Structure and dynamics of a logged over Brazilian Amazonian rain forest. 1992. 215 p. Thesis (D. Phil.) - University of Oxford, Oxford. 1992.
  • CONDES, S.; MARTINEZ-MILLAN, J. Comparacion entre los índices de distribuicion espacial de arboles mas usados en el ambito forestal. Invest. Agr.: Sist. Recur. For., v.7, n.1/2, p.173-187, 1998.
  • CRISTÓBAL, L.L. et al. Estructura e composicion floristica del bosque nativo, en el predio guarani. Yvyraretá. Missiones-Argentina, p.30-36, 1996.
  • DAJÓZ, R. Ecologia geral. São Paulo: Vozes, 1972. 472 p.
  • DAUBENMIRE, R. Plant communities: a textebook of plant synecology. New York: Harper & Row, 1968. 300 p.
  • FINOL, H. Nuevos parametros a considerarse en el analisis estructural de las selvas virgenes tropicales. Ver. For. Venez., Mérida, v.14, n.21, p.29-42, 1971.
  • HOWE, H.F. Scater-and-clump-dispersal and seedling demography: hypothesis and implications. Oecologia, v. 79, p.417-426, 1989.
  • HOWE, H.F.; WESTLEY, L.C. Ecological relationships of plants and animals. New York: University Press, 1988.
  • HUSTON, M.A. Biological Diversity: the coexistence of species on chanching landscapes. Cambridge: Cambrige University Press, 1994.
  • INOUE, M. T.; RODERJAN, C.V.; KUNIYOSHI, Y.S. Projeto madeira do Paraná. Curitiba: FUPEF/UFPR, 1984. 260 p.
  • JANKAUSKIS, J. Avaliação de técnicas de manejo florestal. Belém: SUDAM, 1990. 143 p.
  • JARDIM, F. C. S. Distribuição espacial de espécies arbóreas da Floresta Equatorial de Terra Firme. Acta Amazônica, Manaus, v.19, p.371-382, 1989.
  • JARDIM, F. C. S. A relação entre abundância e freqüência na Floresta Equatorial de Terra Firme. Acta Amazônica , Manaus, v.20, p.185-192, 1990.
  • JARENKOW, J. A. Composição florística e estrutura da Mata com Araucária na Estação Ecológica de Aracuri, Esmeralda, Rio grande do Sul. 1985. 82 p. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 1985.
  • JARENKOW, J. A.; BATISTA, L.R.M. Composição florística e estrutura da Mata com Araucária na Estação Ecológica de Aracuri, Esmeralda, Rio Grande do Sul. Napaea, n 3, p.9-18, 1987.
  • KLEIN, R.M. Importância sociológica das mirtáceas nas florestas riograndenses. In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 34., 1984, Manaus. Anais... Manaus: Sociedade Botânica do Brasil, 1984. p.367-375.
  • LAMPRECHT, H. Ensayo sobre unos metodos para el analisis estructural de los bosques tropicales. Acta Cientifica Venezolana, Mérida, v.13, n.2, p.57-65, 1962.
  • LEITE, P.F.; KLEIN, R.M. Vegetação. In: IBGE. Geografia do Brasil: Região Sul. Rio de Janeiro, 1990. p.113-150.
  • LONGHI, S.J. A estrutura de uma floresta natural de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze., no sul do Brasil. 1980. 198 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 1980.
  • LONGHI, S.J. Agrupamento e análise fitossociológica em comunidades florestais na sub-bacia hidrográfica do Rio Passo Fundo- RS. 1997. 198 p. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 1997.
  • McGHINESS, W.C. The relationships between frequency index and abundace as applied to plant populations in a semi-arid region. Ecology, v.15, p.263-382, 1934.
  • MARCHIORI, J.N.C. Dendrologia das gimnospermas. Santa Maria: UFSM, 1996. 158 p.
  • MARTINS, F. R. Estrutura de uma floresta mesófila. Campinas: UNICAMP, 1991. 246 p.
  • MUELLER-DOMBOIS, D.; ELLENBERG, H. Aims and methods of vegetation ecology. New York: John Wiley & Sons, 1974. 547 p.
  • NASCIMENTO, A.R.T. Análise estrutural e padrões de distribuição espacial de uma amostra de floresta Ombrófila Mista. 2000. 90 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 2000.
  • NASI, R. Analysis of the spatial structure of a rattan population in a mixed dipterocarp forest of Sabah (Malaysia). Acta Oecologica, v.34, n.1, p.73-85, 1993.
  • NEWBERY, D. Mc. C.; RENSHAW, E.; BRÜNIG, E. F. Spatial pattern of trees in Kerangas forests, Sarawak. Vegetatio, v.65, p.77-89, 1986.
  • RAMBO, B. O elemento andino pinhal rio-grandense. Anais Botânicos do Herbário Barbosa Rodrigues, v.3, n.3, p.3-39, 1951.
  • RAMBO, B. A fisionomia do Rio Grande do Sul: ensaio de monografia natural. 3. ed. São Paulo, 1956.
  • SCHIMIDT, H.; TORAL, M.; BURGOS, P. Aspectos de estructura y regeneracion natural para el manejo de los bosques de Araucaria-lenga en el Chile. In: PROBLEMAS FLORESTAIS DO GÊNERO ARAUCARIA / FOREST PROBLEMS OF THE GENUS ARAUCARIA, 1979, Curitiba. Anais... Curitiba: FUPEF, 1980. p.159-166.
  • SENNA, R.M.; WAECHTER, J.L. Pteridófitas de uma floresta com Araucária. 1- Formas biológicas e padrões de distribuição geográfica. Iheringia, Porto Alegre, n.48, p.41-58, 1997.
  • SILVA, J.N.M.; LOPES, J.C.A. Distribuição espacial de árvores na Floresta Nacional de Tapajós. Belém: EMBRAPA-CPATU, 1982. 14 p. Documentos, 26.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    Jan-Jun 2001
Universidade Federal de Santa Maria Av. Roraima, 1.000, 97105-900 Santa Maria RS Brasil, Tel. : (55 55)3220-8444 r.37, Fax: (55 55)3220-8444 r.22 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciaflorestal@ufsm.br