UTILIZAÇÃO DE GEOPROCESSAMENTO NA SIMULAÇÃO DE ÁREAS DE CLAREIRAS EM UM SISTEMA DE MANEJO EM REGIME JARDINADO

GEOPROCESSING USE FOR THE SIMULATION OF GAPS AREAS IN A MANAGEMENT GARDENING SYSTEM

Henrique Luis Godinho Cassol Frederico Dimas Fleig Sobre os autores

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi simular as áreas de clareiras formadas, pós-exploração, em um Sistema de Manejo em Regime Jardinado, utilizando técnicas de Geoprocessamento. Em 5,6 ha de uma Floresta Estacional Semidecidual, localizada na Linha Canudos, Santa Maria/RS, foram georreferenciadas 924 árvores com o uso de um receptor GPS. Destas, determinou-se a taxa de corte sustentado pela distribuição das frequências balanceadas por classe diamétrica e foram selecionadas 82 árvores para exploração. Nas árvores selecionadas para o corte, as áreas de clareiras formadas pela liberação do dossel e as áreas de clareiras decorrentes do impacto, ocasionado pela queda, foram simuladas em um ambiente SIG, empregando-se como técnica de exploração de impacto reduzido, o abate dirigido das árvores. Ao todo, 98 indivíduos (32 m³) serão beneficiados pela liberação do dossel e 63 indivíduos (12,07 m³) serão impactados pela queda das árvores exploradas. Portanto, conclui-se que o uso de técnicas de Geoprocessamento aplicadas ao manejo de florestas nativas é um importante recurso quando se deseja intervir na floresta, com o objetivo de reduzir os impactos decorrentes da exploração.

Palavras-chave:
manejo florestal sustentado; SIG; exploração de impacto reduzido; clareiras

Universidade Federal de Santa Maria Av. Roraima, 1.000, 97105-900 Santa Maria RS Brasil, Tel. : (55 55)3220-8444 r.37, Fax: (55 55)3220-8444 r.22 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciaflorestal@ufsm.br