O escrito e o oral: uma discussão inicial sobre os métodos da História

Antonio Vicente Marafioti Garnica

O artigo procura discutir os métodos utilizados pela História, apresentando argumentos que advogam pela legitimidade do aproveitamento das fontes orais, contra a hegemonia das chamadas "fontes primárias". Argumenta sobre o equívoco de julgar as fontes escritas como mais seletivas ou menos tendenciosas que as orais, justificando como fundamental para as Ciências da Educação essa nova abordagem à História.

História; História Oral; Educação Científica


Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Av. Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01, Campus Universitário - Vargem Limpa CEP 17033-360 Bauru - SP/ Brasil , Tel./Fax: (55 14) 3103 6177 - Bauru - SP - Brazil
E-mail: revista@fc.unesp.br